#Resenha A Filha do Sangue

Oi amigos,hoje temos uma resenha da Olívia, vamos conferir o que ela nos trouxe?


A Filha do Sangue – #1 - Anne Bishop 
432 páginas - Editora Saída de Emergência
Só li esse livro devido ter sido emprestado, e desejava muito lê-lo. Pensa em uma pessoa desejosa em ler um livro, estava assim quanto a esse. Primeiro amo fantasia, principalmente tudo relacionado a bruxas, elfos e dragões, e esse é sobre uma Feiticeira em especial.
Em um mundo deturbado, em que a magia impera, comandado sempre por uma Feiticeira. Os homens são seus servos. Vivem para servir as feiticeiras, protege-las e amá-las. Tudo deveria ser reciproco, não? Pois é. O Reino de Hayll é comandado por Dorothea, uma feiticeira má que cuida para que nenhuma outra feiticeira nasça e se nascer, cresça, para que não usurpe seu poder. Ela aprisiona os Príncipes Senhores da Guerra (Daemon e Lucivar – o primeiro é o mais poderoso de todos, e em segundo vem Lucivar). Ela os tem como escravos sexuais e os usa de maneira vil e cruel. Ainda estão vivos tendo por esperança uma profecia, caso contrário já teriam dado um basta a tudo que passam. O terceiro homem mais poderoso, anda entre o mundo dos mortos e vivos, é o Senhor Supremo do Inferno, e pai dos dois acima citados. Esses são Machos de Sangue que usam Joias, quanto mais escura a joia, mais forte é o poder deles. Isso também ocorre com as feiticeiras. Há os plebeus, aqueles que não possuem poderes. Sempre as mulheres são as que dominam, mas nem sempre foi essa distorção causada por Dorothea, os homens estariam para amá-las (as feiticeiras) e protege-las, não para serem escravos delas. Isso que causa a revolta interna neles. E para isso precisam que a profecia (que muitos acreditam não ser real) se cumpra, e surja a Feiticeira maior, que não haverá poder contra ela. Terá um poder infinito. É ai que entra a Jaenelle, a garotinha que se tornará a Rainha das Trevas, a FEITICEIRA. Ela só tem que derrotar Dorothea, se tornar a grande feiticeira, e viver feliz. Antes fosse assim. É muito mais além.
Enquanto lia, ou quando peguei o livro, desde que o peguei, amei! A capa é bela, deslumbrante. E quando li que havia uma profecia e uma grande poderosa Feiticeira ia aparecer para acabar com todo mal, logo pensei: vai ter ação do início ao fim em que a exploração dos poderes deles será algo culminante em tudo. Ledo engano!
"- Não, Daemon – disse Jaenelle suavemente, olhando para ele com aqueles olhos antigos, melancólicos e perturbados. – Todos sabem que sou diferente. Só que para alguns não tem importância, e para outros tem uma enorme importância. – Uma lágrima escorreu pela sua face. – Porque sou diferente?
Daemon desviou o olhar. Ah, criança. Como poderia explicar que eram os sonhos tornados realidade? Que, para alguns, fazia com que o sangue nas veias cantasse? Que era o tipo de magia que os Sangue já não viam há muito, muito tempo?
- O que o Sacerdote diz?
- Diz que todos os seres vivos lutam para sair do casulo ou da concha para que se tornem aquilo a que estão destinados. Diz que dançar pela glória da Feiticeira é celebrar a vida. Diz que é bom sermos todos diferentes, senão o inferno seria um lugar horrivelmente desinteressante."
A autora não deixa de explorar os poderes dos Senhores da Guerra, principalmente de Daemon, e de outros personagens que vão aparecendo, só que não foi como esperava. É a história do crescimento da criança Jaenelle até a idade de 12 anos, ela ainda não é uma feiticeira adulta pronta a salvar todos, e mesmo tendo sua característica especial e sendo poderosa, todos se assustam (até o leitor) por ela começar a mudar o mundo ao seu redor pelo coração das pessoas, e não usando seus poderes para impor. Ela contradiz o mundo e a cabeça do leitor que deseja uma guerreira de magia. Temos uma guerreira de magia que usa a magia com sabedoria, apesar de criança. A forma é muito doce, e dobra todos os Senhores da Guerra os deixando aos seus pés – e conseguiu me dobrar também, pois ela é ótima em sua forma de agir -, até mesmo o Senhor Supremo do Inferno que acaba sendo seu “instrutor de magia”. Digo isso, pois ela tem a magia em sua forma pura e ela flui de forma natural, faz coisas que ninguém mais fez ou ousou a pensar fazer, ela dribla até os limites da própria magia, é a magia em forma humana. Jaenelle é linda, por dentro e por fora. E o contexto do livro vira em torno do que um mundo distorcido pode fazer com uma alma poderosa cheia de magia, que por ser ingênua pela pouca idade não pode se defender, mesmo sendo a mais poderosa existente de todos. Coisas terríveis acontecem, Jaenelle conhece o pior de todos ao seu redor.
Sinceramente, apesar de não ter deparado com o que pensei, não me arrependi nem um pouco, pelo contrário, estou louca para ler o segundo livro, quero saber o que vai ocorre. E se preparem, se o mundo é todo distorcido ao bel prazer de Dorothea, ele foi criado pela autora para ser todo Dark, não espere algo bonito em magia, a única magia bela nesse primeiro livro é Jaenelle, o resto vão ver de demônios, crianças mortas errantes, sangue e destruição, egoísmo e ciúme, vaidade e corrupção.
Espero que a editora Saída de Emergência não demore a publicar o segundo livro, é uma trilogia que compensa ser lida, me prendeu muito apesar de não ser o que todos esperavam e falavam, mas também não é como vi em muitas resenhas, afinal o ruim não é o livro, é a expectativa criada, nunca sabemos o que está atrás das capas.
Quem manda fomentarmos expectativas mentais? Às vezes destruímos uma boa leitura devido a expectativa, e passamos nossa frustração para o próximo e fazemos com que o outro não leia devido ao nosso erro. Eu sugiro que leiam, dê uma chance, eu não me arrependi de forma nenhuma. Amei a escrita, é leve, li rápido, a história prende, e os personagens são marcantes.
Para os amantes de fantasia será uma ótima leitura, mas não vá pensando encontrar uma Feiticeira que entra botando tudo para quebrar, a autora optou por criar a Feiticeira, mostrar seu desenvolvimento. Creio que logo ela começa a sua própria destruição, ou melhor, criação! Jaenelle tem mais o que criar do que destruir, já que o mundo está destruído, esse é o espírito da coisa!

10 comentários:

  1. Amo histórias de fantasia, e amo quando o desenrolar da história vai prendendo o leitor,e pelo que vc mencionou o livro tem personagens marcantes e isso já me deixou bastante curiosa amei a resenha :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clarice é uma série que tem me chamado atenção.
      Bjs, rose.

      Excluir
  2. Oi Olívia/Rose,
    Depois de ler a resenha fiquei super interessada na obra. E realmente que capa linda ela tem. Isso de expectativa acontece com muitas pessoas, eu já peguei um livro que todos falavam mal e comecei a ler, porque minha intensão era trocá-lo. Então eu amei a história e acabei lendo todos os livros da série.
    Já te outro que todos amavam, que era o melhor entre todos e quando li não gostei. Eu sempre começo um livro sem esperar nada dele, se eu gosto da escrita depois da página 150 eu continuo, se não abandono.

    Na minha opinião sempre temos de ir de mente limpa e aberta.

    Bjos Elis - http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também mantenho minha mente aberta para o que a leitura tem para me oferecer.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  3. Oie!
    Eu estou aguardando a publicação do terceiro livro para ler todos de uma vez. Acabei parando a leitura do primeiro, pois sabia que ficaria desesperada pela continuação \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla, também estou esperando por isso. Espero que não demore.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  4. oi flor, passo por aquela velha história: eu preciso parar de torcer o nariz para histórias que eu não conheço a fundo e bloqueio por marra
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve mesmo, pois acaba perdendo ótimos livros.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  5. Ollívia!
    Tem livros que são assim, nós desejamos demais e por algum acaso, acabam em nossas mãos e podemos apreciar a leitura.
    Quero muito poder ler também porque adoro livros de fantasia e achei o enredo maravilhoso!
    “Como são admiráveis as pessoas que nós não conhecemos bem.”(Millôr Fernandes)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.