#Resenha Acima de Nós

Oi amigos, hoje temos mais uma resenha da nossa resenhista Olívia. Não deixem de conferirem e comentarem!
Acima de Nós - Tais Cortez
302 páginas - Editora Ágape
Pensa em um livro lindo! Um livro lindo! Suas palavras saltam ao encontro de seu coração e de alguma forma produz alegria, paz e amor.
Apesar de ser diferente, mas fez lembrar-me de Um amor para recordar - Nicholas Sparks, só que muito mais profundo, misturado com um pouco de Orgulho e Preconceito - Jane Austen.
Mas, a história não tem muito a ver com nenhum devido ser mais voltada para o quanto Deus em sua magnificência tende a fazer por nós, de maneira muitas vezes que não compreendemos.
Um livro voltado para a família e o amor, na mudança de vida para encontrar realmente a vida! Comecei a lê-lo à noite e não consegui parar até terminá-lo.
Se disser que amei o livro estou mentindo, não tenho palavras para expressar! É muito mais do que um simples Amei. É complexo assim.
Rafael Mazolini um rapaz milionário que o pai e mãe dão de tudo para ele, mas sempre o incentivou a ter contato com as pessoas mais simples até as mais ricas da cidade de Catalina no interior de São Paulo, teve uma educação exemplar e dedicação exclusiva da mãe quando nasceu, que abandonou sua carreira de médica para permanecer com o filho em tempo integral. Amor nunca lhe faltou, sempre teve pais extremamente apaixonados um pelo outro, teve um lar muito bem estruturado desde sempre. Mas, acredita que nosso personagem não acredita no amor? Intrigante não?!
Aos 16 anos Rafael começa a sair com pessoas erradas e a mexer com drogas, dar festas na ausência dos pais com muita bebida alcoólica. Em uma dessas festas, com 18 anos, um de seus amigos morre e ele tem sua vida completamente alterada.
O pai de Rafael, Antônio, retira tudo dele, menos o carro e exigi que ele volte a estudar e que até esse retorno trabalhe.
Rafael começa a procura de um emprego, mas sua fama de garoto vadio o impede, até o dia em que depara com uma vaga para auxiliar de serviços gerais no hospital da cidade. E, a senhora que o avalia é nova na cidade – não conhece sua fama -, por fim ele é aceito em um emprego. Pensem, milionário trabalhando de auxiliar do faxineiro! Mas, o pai permanece na lição que deseja dar ao filho esperando que ele crie maturidade e responsabilidade.
Laura é uma garota que a vida sempre maltratou e colocou todos os obstáculos possíveis para destruí-la psicologicamente e como ser humano. Vivia muito feliz com os pais até aparecer um tumor no cérebro de sua mãe e ela falecer. Seu pai, um pedreiro, fica transtornado com a morte da esposa e começa a buscar alívio em bebidas alcóolicas, e acaba falecendo também.
Sem mãe e nem pai, Laura, passa a contar apenas com sua tia Renata que tem uma filha chamada Joana (muito fofa, um doce de garota). Só que Renata vive apenas com a pensão do marido e não consegue manter as três sozinhas. Começa a trabalhar e Laura tem de parar seus estudos para cuidar da priminha.
Laura se vê fadada a não ter nada na vida, e sem esperança, um dia batem na porta dela. São missionários trazendo uma palavra, e ela se volta para Deus, começa a frequentar a igreja próxima de sua casa e sua vida começa a mudar de rumo.
Na igreja, o dono do hospital da cidade – que é membro – se compadece dela e lhe dá emprego no hospital como recepcionista. Pelo menos a vida financeira dela começa a andar e ela faz planos para voltar a estudar, pretende fazer supletivo e se formar em letras. Fazendo seus planos, animada, vai para o serviço como todos os dias, mas um dia se depara com um rapaz de olhos verdes profundos, de uma beleza espetacular e que seria o ajudante do faxineiro do hospital. Ela não consegue entender o motivo disso, as roupas do rapaz, seu vocabulário, nada encaixa nele a função de seu trabalho.
Um dia no ponto de ônibus enquanto esperava o ônibus para ir para casa, é atacada por um homem com uma faca que a rende por trás. Sendo arrastada, sabe-se lá para onde, sem saber o que fazer, só pede por sua vida. Poderia ter sido pior se Rafael não aparecesse e a salvasse.
Desde esse dia Rafael se propõe a leva-la em casa. Ele já tinha um interesse especial em Laura devido o comportamento diferente dela, uma garota que não tinha nada na vida, mas sempre tinha um sorriso lindo no rosto, gentil com todos e ajudava quem pedisse ajuda. Isso o intrigava, “o que faz uma garota sem nada na vida ser assim?”
Um emaranhado de situações e a presença da ex-namorada de Rafael – Natália – faz com que os dois passem a fingir um namoro, cada qual com seu motivo para manter a farsa perante todos, da parte de Rafael fica mais evidente o enlace de mentira, da parte de Laura – que aceita com relutância essa situação – ela só o apresenta como o amigo que é para ela.
Rafael não acredita em Deus, não acredita no amor é um cético na vida. E, mesmo tendo um interesse diferente em Laura só pensa em se divertir com as garotas, em passar uma noite com elas para sua satisfação. E seu mundo começa a despencar mais sobre a sua cabeça. Ele se vê em uma situação que não consegue sair, e vê sua vida completamente destruída, nem Laura poderá ajuda-lo, apenas ele e se começar a ter fé. Mas como uma pessoa cética passa a ter fé? Será que ele consegue?
Os personagens são cativantes, cada um prende o leitor a leitura, pois a interação entre eles é bem formulada e trabalhada, desde personagens secundários aos principais. Rafael é lindo, alto, olhos verdes profundos, com um corpo escultural. Laura não é a garota com o corpo lindo como são as do meio social de Rafael, é alta e magra, cabelos sempre presos em um rabo de cavalo, e os olhos mais chamativos do mundo, de um azul que o faz derreter só de olhar para eles.
Os amigos dos dois também fazem parte do texto, o pessoal do hospital e até os pacientes ganham vida na história. Um trabalho excepcional que a autora fez.
A narrativa é em terceira pessoa, sob o ponto de vista de Rafael e Laura com diálogos bem construídos e com uma história de tirar o fôlego do leitor. Não consegui parar de ler, sugiro que comece a leitura desse livro quando tiver tempo livre o suficiente para lê-lo por inteiro. A leitura é viciante!
O trabalho da editora ficou lindo, a diagramação perfeita, tão delicada e doce quanto a história. A escrita é fluida, a leitura é rápida e instigante, a cada momento acontece algo que faz com que o leitor permaneça na leitura, não tem nada de entediante. Para as românticas não vai ter um livro melhor, e é um livro cristão, voltado para a palavra de Deus – a Bíblia – e mostra a mudança de vida que uma pessoa pode ter ao escolher caminhos não destrutivos.
Se não for cristão, aconselho a ler, pois nele há muito mais do que apenas citações bíblicas ou postura cristã, é uma história belíssima de amor, superação e mudança de vida.
Não vi pontas soltas nesse livro, diálogos infantis, parte de textos desconexos ou fora do tempo devido, é um livro coeso, voltado para Jovens Adultos, mas que devido a riqueza serve para adultos e casais.
Gostei até da nojenta da Natália – ex-namorada de Rafael – tive pena dela, afinal o que o egoísmo, raiva, vaidade, e superfluidade faz a uma pessoa? Ela é o exemplo vivo do que vemos muito nesse mundo. Como disse acima, aqui temos uma mistura de Nicholas Sparks e Jane Austen. A autora me conquistou por completo, não vejo defeito no livro, e não é só para exaltar, é o que está no livro. Estou apaixonada!
Acha que compensa ler? Não tenha dúvidas que sim. Ainda mais se você ama livros que te traz paz e alegria, que você vive a história com os personagens, torce por eles e faz com que não desgrude um momento. Simplesmente fabuloso!

a Rafflecopter giveaway

8 comentários:

  1. sua resenha foi primorosa, é mágico ver como o amor e a fé moldam nossos caminhos, é uma trama que eu gostaria muito de ler

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila, muito interessante mesmo.
      Bjs!

      Excluir
  2. OI Olívia, apesar de ser um romance bem clichê, achei essa pegada de espiritualizada bem diferente, apesar de não me atrair, pois não sou uma pessoa religiosa nem nada, mas acredito que a mensagem que o livro passa é enriquecedora para quem sente essa necessidade de buscar algo mais. Que bom que os personagens foram cativantes e a história fluida. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Gleyse, esta pegada espiritual fez toda a diferença no romance, com certeza.
      Bjs!

      Excluir
  3. Parece ser uma obra bastante agradável de se ler, além de edificante. Não é um gênero que eu costume ler, mas esse me interessou. Já está anotado!

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tatiana, eu gosto de livros assim, mas este eu não conhecia.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  4. Oi Olivia
    Não li Um amor para recordar mas vi o filme e sou fã de Jane Austen, logo acho que vou gostar da mistura destes dois. Pela resenha o livro me pareceu bem interessante, e sua empolgação deixa a gente com mais vontade ainda de conhecer esta história.
    abraços
    Gisela
    http://www.lerparadivertir.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gisela, a Olívia é sempre entusiasmada em suas resenhas e conforme vou lendo, já imagino a leitura :)
      Bjs!

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.