#Resenha Rose na Tempestade

Amo animais, então assim que a Novo Conceito lançou esse livro fiquei louca para lê-lo. Infelizmente não foi como esperava, mas fiquei um pouco decepcionada. Mas vamos a resenha.

Rose na Tempestade - Jon Katz
235 páginas - Editora Novo Conceito
Sam possui uma fazenda, basicamente é um homem sozinho, sua esposa Katie morreu o deixando apenas com Rose a Collie que ele já tinha antes dela chegar. Rose nunca soube dividir seu espaço com ninguém, muito menos Sam, apenas Katie conseguiu esse espaço, trouxe alegria para ambos, mas tudo tem um fim, mesmo quando esse fim não tem o mesmo significado para todos, como no caso de Rose que nunca chegou a entender o motivo de Katie tê-los abandonado, nunca mais ter saído para a caminhada de todos os dias, a caminhada das garotas, como Katie falava.
"Sentiu os olhos do cachorro selvagem nela quando a parte de cima do saco abriu-se, e bolinhas de cheiro gostoso, forte, derramaram-se no chão. Engoliu um bocado após outro até ficar com a barriga tão inchada que doía e, em seguida, correu de volta ao cachorro selvagem, que se esforçava para levantar-se, e vomitou os grãos no chão diante dele, as bolinhas intactas. O cachorro curvou-se para a frente, limpou a cara de Rose com a língua e depois se sentou para receber-lhe o olhar. Então se aproximou e comeu dois ou três bocados. Satisfeita, ela espremeu-se de costas ao cruzar a porta, a passagem na neve com as patas, e olhou a terrível e triste cena em volta."
Com a partida de Katie, o que restou para Sam foi Rose e o trabalho na fazenda. Naquele ano haveria um inverno mais pesado, e o que não esperavam foi a tempestade que chegou sem avisar. Rose sempre acompanhando e ajudando seu dono, treinada para fazer seu serviço na fazenda, cuidar dos animais, ajuda-los a se alimentar, reuni-los para se abrigar durante as noites ou tempestades para ficarem seguros e protege-los de coiotes e outros animais que famintos, buscavam alimento na fazenda e atacavam sempre os animais mais fracos.
Só que uma fatalidade ocorre, Sam fica gravemente ferido em plena tempestade de neve, depois de dias, consegue pedir ajuda e a ajuda só chega por meio aéreo, já que todas as estradas estão tomadas pela neve. Assim, que os socorristas chegam para pega-lo, ele tenta chamar Rose para que ela vá com ele, mas ela não vai, não aceita abandonar a fazenda e ir com estranhos e seu dono machucado. Ela fica no meio da tempestade, por conta própria.
Para quem já teve cães treinados sabe que faltam falar, e às vezes, da forma deles, eles falam.
A Rose apresentada no livro em alguns momentos teve de tomar decisões mais complexas do que normalmente um cão tem capacidade, mas talvez um cão não faria como narrado pelo autor, mas faria de forma diferente. Então, até essas partes que achei forçadas, não consegui criticar por saber que animais fazem coisas que muitas vezes não pensamos que são capazes. Pois já vi.
Amei a Rose, toda a sua jornada na neve, o que fez pelos animais da fazenda, pela sua luta, por ser corajosa, por ter ajudado o cão selvagem. E, pelo autor ter
mostrado quem era realmente o cão selvagem e sua histórica com Rose. Sinceramente me comoveu bastante, pois sei de ligações assim com animais, presenciei com nossa cadela e filhotes, muitos pensam que eles esquecem, e não esquecem, seja pela lembrança do cheiro ou por reconhecer, seja como for, mas não esquecem.
Como disse no início, não foi o que esperava, não mesmo, pensei que seria uma aventura com ação, e foi a história de Rose, de sua vida na fazenda, sua luta na tempestade sozinha, a visão dela ao ver as atitudes dos outros animais e do ser humano.
O livro é em memoria a verdadeira Rose, que creio ter sido uma grande cadela pastora.
A leitura apesar de não ter sido o que esperava, compensou muito, até pelo fato de me fazer lembrar a nossa cadela, não dessa raça, mas de grande porte também que fazia coisas que se as pessoas não vissem duvidavam se eu contasse.
Esperem por uma narrativa mais densa e não tão fluida, fatos narrados por uma cadela, uma rotina, então há repetições.
Foi uma boa leitura, amei saber a história de Rose e de sua vida com Sam e Katie, uma história bonita, que mostra que um animal tem muito a oferecer, o seu amor incondicional, o seu jeito completo de amar.
Antes de terminar, deixo com vocês o Book Trailer do livro:

4 comentários:

  1. O amor e a lealdade dos bichinhos. Perfeito!Achei linda a historia Rose é muito querida ^_^.
    curiosa p conhecer o livro , já deixei na minha listinha de queridinhos ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clarice, espero que leia e goste.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  2. oi flor,
    como gosto muito de história de animais este esta na minha lista de desejados e de futuras compras
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila, até agora não consegui me interessar pelo livro.
      Bjs< Rose.

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.