#Resenha A Outra

Oi amigos, hoje tenho mais uma resenha nacional para vocês de uma autora que virei fã de carteirinha: Juliana Dantas. Leiam e aproveitem!
A Outra - Juliana Dantas
400 páginas - Amazon
Melissa Blake (Mel) é uma talentosa e famosa escritora. Tímida, está apavorada com a aproximação da turnê de divulgação do filme que estreará e que foi baseado em seus livros. E o fato de sua mãe estar à beira da morte, não ajuda em nada a situação.
Sempre foi Mel e a mãe, ela nunca conheceu o pai, e trocaria toda sua fortuna pela chance de ter uma família e de conhecer o pai. Ela queria apenas uma vida simples.
Melanie Carter é casada com Cannon e mãe de 3 filhos. Vive na pequena cidade de Lakewood e detesta sua vida. Ela sonha com o glamour e a agitação da cidade grande e sente-se presa a um casamento de fachada, mantido a trancos e barrancos com o pai de seus filhos. Melanie nunca conheceu a mãe que a abandonou e não se dá bem com o pai.
E o que estas duas moças tão diferentes tem em comum? São gêmeas!!! Ambas nem imaginavam que tivessem uma irmã, e ainda gêmea!
A primeira a saber foi Mel, cuja a mãe contou a verdade antes de morrer. Foi assim que Mel foi atrás de Melaine e ambas se conheceram. Apenas elas sabiam desta novidade. Quando Melaine partiu ao encontro da irmã e da mãe, não falou nada para ninguém. Largou marido e filhos e partiu. 
Depois que soube o que a irmã tinha feito, Mel ainda tentou convencer a irmã a voltar, ou pelo menos a falar a verdade, mas foi em vão. Melaine não queria voltar para sua vida, não ainda, pelo menos.
E foi neste pé que o início da turnê chegou, e com ela o pior pesadelo de Mel. Mas agora ela tinha a irmã ao seu lado, e foi justamente ela que a convenceu de trocarem de lugar enquanto a turnê acontecia. Melaine, bem mais descolada, assumiria o lugar de Mel diante das câmeras e dos fãs, enquanto Mel, que sonhava com a vida pacata desdenhada por Melaine, assumiria seu lugar em Lakewood.
O que Mel não imaginava ao aceitar a ideia da irmã, era a dificuldade que encontraria. Todos ali pareciam odiar sua irmã, e com o passar do dia, ela notou que este sentimento não era sem sentido.
Tentando concertar as besteiras que a irmã fez, Mel vai se envolvendo cada vez mais com a família da irmã. Isso ia dificultar muito as coisas para ela na hora de assumir seu verdadeiro lugar.
Se, de um lado ela ia fazendo a irmã cair nas graças de todos, o que era sua intenção, de outro ela queria está para sempre no lugar da própria irmã. Dilema que se complicava ainda mais diante da total falta de interesse de Melaine em retomar sua vida real.
E quando as coisas estavam complicas, por que não complicar ainda mais? Com muito mais que o coração em jogo, Mel terá um difícil caminho pela frente. Um que mudará sua vida para sempre, assim como a vida de todos que aprendeu a amar.
Juliana mais uma vez não me decepcionou com sua história. Mel e Melaine são como água e vinho, e como foi fácil odiar Melaine, com suas atitudes fúteis e egoístas. Mas com Juliana nada é tão simples assim, e na mesma proporção que eu quis estapear a irmã má, chorei com sua atitude no final da história. Uma atitude que me surpreendeu em muitos sentidos e me fez vê-la com outros olhos. Eu entedia muito bem sua infelicidade em se ver presa a uma vida que nunca desejou, afinal, não é porque é mulher que tem necessariamente de sonhar com filhos e casamento, mas não gostava de vê-la descontando suas frustrações nas crianças, que não pediram para nascer. Sobre Connor eu não vou nem comentar, pois falar o que de um homem que larga tudo pelos filhos?
Uma história sólida, com personagens com seus próprios problemas e que foram bem construídos. Você pode dizer que o enredo é batido, mas a qualidade com que a Juliana conta sua história, faz sem dúvida uma diferença danada. Leia e comprove!

#Resenha A Outra

Oi amigos, hoje tenho mais uma resenha nacional para vocês de uma autora que virei fã de carteirinha: Juliana Dantas. Leiam e aproveitem!
A Outra - Juliana Dantas
400 páginas - Amazon
Melissa Blake (Mel) é uma talentosa e famosa escritora. Tímida, está apavorada com a aproximação da turnê de divulgação do filme que estreará e que foi baseado em seus livros. E o fato de sua mãe estar à beira da morte, não ajuda em nada a situação.
Sempre foi Mel e a mãe, ela nunca conheceu o pai, e trocaria toda sua fortuna pela chance de ter uma família e de conhecer o pai. Ela queria apenas uma vida simples.
Melanie Carter é casada com Cannon e mãe de 3 filhos. Vive na pequena cidade de Lakewood e detesta sua vida. Ela sonha com o glamour e a agitação da cidade grande e sente-se presa a um casamento de fachada, mantido a trancos e barrancos com o pai de seus filhos. Melanie nunca conheceu a mãe que a abandonou e não se dá bem com o pai.
E o que estas duas moças tão diferentes tem em comum? São gêmeas!!! Ambas nem imaginavam que tivessem uma irmã, e ainda gêmea!
A primeira a saber foi Mel, cuja a mãe contou a verdade antes de morrer. Foi assim que Mel foi atrás de Melaine e ambas se conheceram. Apenas elas sabiam desta novidade. Quando Melaine partiu ao encontro da irmã e da mãe, não falou nada para ninguém. Largou marido e filhos e partiu. 
Depois que soube o que a irmã tinha feito, Mel ainda tentou convencer a irmã a voltar, ou pelo menos a falar a verdade, mas foi em vão. Melaine não queria voltar para sua vida, não ainda, pelo menos.
E foi neste pé que o início da turnê chegou, e com ela o pior pesadelo de Mel. Mas agora ela tinha a irmã ao seu lado, e foi justamente ela que a convenceu de trocarem de lugar enquanto a turnê acontecia. Melaine, bem mais descolada, assumiria o lugar de Mel diante das câmeras e dos fãs, enquanto Mel, que sonhava com a vida pacata desdenhada por Melaine, assumiria seu lugar em Lakewood.
O que Mel não imaginava ao aceitar a ideia da irmã, era a dificuldade que encontraria. Todos ali pareciam odiar sua irmã, e com o passar do dia, ela notou que este sentimento não era sem sentido.
Tentando concertar as besteiras que a irmã fez, Mel vai se envolvendo cada vez mais com a família da irmã. Isso ia dificultar muito as coisas para ela na hora de assumir seu verdadeiro lugar.
Se, de um lado ela ia fazendo a irmã cair nas graças de todos, o que era sua intenção, de outro ela queria está para sempre no lugar da própria irmã. Dilema que se complicava ainda mais diante da total falta de interesse de Melaine em retomar sua vida real.
E quando as coisas estavam complicas, por que não complicar ainda mais? Com muito mais que o coração em jogo, Mel terá um difícil caminho pela frente. Um que mudará sua vida para sempre, assim como a vida de todos que aprendeu a amar.
Juliana mais uma vez não me decepcionou com sua história. Mel e Melaine são como água e vinho, e como foi fácil odiar Melaine, com suas atitudes fúteis e egoístas. Mas com Juliana nada é tão simples assim, e na mesma proporção que eu quis estapear a irmã má, chorei com sua atitude no final da história. Uma atitude que me surpreendeu em muitos sentidos e me fez vê-la com outros olhos. Eu entedia muito bem sua infelicidade em se ver presa a uma vida que nunca desejou, afinal, não é porque é mulher que tem necessariamente de sonhar com filhos e casamento, mas não gostava de vê-la descontando suas frustrações nas crianças, que não pediram para nascer. Sobre Connor eu não vou nem comentar, pois falar o que de um homem que larga tudo pelos filhos?
Uma história sólida, com personagens com seus próprios problemas e que foram bem construídos. Você pode dizer que o enredo é batido, mas a qualidade com que a Juliana conta sua história, faz sem dúvida uma diferença danada. Leia e comprove!

Editoras Parceiras