#resenha Obsessão

Oi amigos, hoje vou falar de uma série hot que comecei este mês e que há tempos estava esperando a vez na minha estante. Vamos lá?

Obsessão - #1 trilogia Breathless - Maya Banks
384 páginas - Editora Quinta Essência
Mia Crestwell perdeu os pais cedo e teve em seu irmão Jace seu ponto de apoio e equilíbrio. Ele nunca deixou lhe faltar nada, seja financeiramente ou psicologicamente. Jace se fez sozinho, ou melhor, ao lado de seus dois amigos e sócios Gabe e Ash. Os três se conheceram na faculdade e nunca mais se separaram. Juntos construíram um império e formavam uma família, onde Mia seria a irmãzinha de todos.
Mas não era assim que Mia queria ser vista. Ela, que estava formada, queria encontrar seu próprio caminho e não depender tanto de seu irmão. Não que ele ligasse para esta dependência. Mas, acima de tudo, ela não queria que Gabe a visse apenas como a irmã caçula de seu melhor amigo.
Mia sempre teve uma paixonite por Gabe Hamilton e apesar de tantos anos de convivência e a diferença de 14 anos entre eles, nunca conseguiu tirar Gabe da cabeça. 
E foi querendo chamar sua atenção que ela se arrumou toda para comparecer a inauguração do novo hotel dos amigos, claro, usando a desculpa de fazer uma surpresa para o irmão.
Surpresa teve ela, quando não encontrado Jace, foi puxada para o lado de Gabe. E não apenas isso, Gabe disse com todas as letras, que a queria como mulher, e não como uma "irmã".
E não foi apenas esta a surpresa que Mia teve. Surpresa mesmo foi Gabe dizer que queria um relacionamento com ela. Uma relação escondida e com um contrato de submissão assinado por ela, ou melhor, por ambos.
Apesar de estarrecida pela situação, até então totalmente desconhecida para ela, Mia não conseguiu calar seu coração e resolveu pagar para ver. Mas engana-se que ela seguiu de cabeça baixa para o matadouro. Ela deixou claro que aceitava, mas que também tinha algumas condições e que algumas cláusulas contratuais deveriam ser mudadas.
Gabe não pensou duas vezes em atender os pedidos de Mia. Ele a queria para si, e seus pedidos eram mais do que justos. E desta forma, eles começaram o relacionamento, com Mia trabalhando como sua assistente pessoal e estando sempre a disposição de Gabe, seja profissionalmente, seja sexualmente.
Gabe foi mostrando um mundo nova para Mia, que tinha ciência que sua relação nunca chegaria ao coração. Independente disso, ela estava feliz e decidida a aproveitar todo e qualquer momento que tivesse com Gabe. Sua única preocupação era que Jace não descobrisse.
O problema é que tanto Mia, quanto Gabe estavam passando para algo mais que o físico, e Gabe não estava sabendo lidar com isso. E, influenciado pelo veneno de sua ex-esposa, acabou metendo os pés pelas mãos e fazendo uma merda sem precedentes, que acabou criando um divisor de águas na relação dos dois.
Esta ação veio a ser sentida depois, com o passar dos dias, quando Mia, mais uma vez, deu provas de não ser uma mulher acéfala, sem opinião, amor próprio ou mesmo atitude. Mesmo diante de uma decisão tão difícil, ela fez o que tinha que ser feito e provou não apenas seu caráter, como seu amor e força. O engraçado é que quando tudo parecia ter sido resolvido e caminhava para um final feliz, Gabe e Mia foram atropelados pelo tempo que se esgotou.
Gabe acabou sendo confrontado pela culpa e remorso de tudo o que fez para Mia. E na hora em que precisou enfrentar e lutar por ela, ele não acreditou que estava a sua altura. Ele entregou os pontos para fúria de Mia.
Ele não precisou de muito tempo para perceber que fez a pior decisão da sua vida. E agora estava totalmente sem rumo, sem a mulher que conquistou seu coração e sem seus amigos de uma vida inteira. Mas Gabe não era homem de se deixar abater, e apesar de todos os erros cometidos, ele estava disposto a lutar e enfrentar o que fosse preciso para ter Mia de volta. Ele tinha pela frente dois grandes desafios, fazer Jace acreditar que Mia não era mais um brinquedo em suas mãos e, o maior de todos, Mia acreditar que ele a amava.
E esta parte sem dúvida seria a mais difícil. Mia deixou muito claro que ela não precisava de migalhas de nenhum homem, e que não rastejaria por ninguém, nem mesmo por Gabe. Era ele quem teria que rastejar se a quisesse de volta. Resta saber, se ele seria capaz disso.
Com certeza muitos devem está pensando ser mais um romance no estilo 50 Tons, mas não é, a começar por Mia. Mia não é nenhuma donzela em perigo. Sim, ela não tem a mesma experiência sexual de Gabe, mas isso não impede dela deixar claro até onde está disposta a ir. Ela não só dá suas opiniões, como também impõe seus limites. E principalmente, não corre assustada ao som de qualquer barulho.
Ela entrou em uma relação de submissão ciente do que queria. Claro, era um mundo desconhecido, mas ela optou por conhecer e não se fez de rogada ou de vítima. Mas foi até onde quis, e deixou claro que dali, não passava. E quando ela precisou se impor e mostrar que sabia do seu valor, ela o fez e eu tirei meu chapéu para ela.
Gabe pode não ter fugido muito do que já conhecemos, mas ele também não foi estereotipado. O uso do contrato na relação era totalmente plausível, e ele tinha bons e válidos motivos para usar. Eu, particularmente, no lugar dele, faria a mesma coisa. Ele não teve medo de pedir perdão, mesmo quando sua ação era imperdoável. E, tirando o confronto com Jace, sempre mostrou para Mia que ela tinha sim seu valor e respeito. Ele não fazia de Mia apenas seu joguinho sexual. Enfim, um romance hot onde temos uma mocinha valente e ciente do seu valor, com um homem dominador que acredita no amor apesar de não achar que alguém possa sentir isso por ele. Gostei do enredo e dos personagens, e indico para quem gosta do gênero ou que queira conhecer o trabalho da autora.

Para finalizar, vou deixar o Book Trailer do livro:
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário Livreando 2018 (#DLL2018) no item "livro com uma palavra no título". Para ler outras resenhas deste desafio, basta clicar na imagem abaixo:

#resenha Obsessão

Oi amigos, hoje vou falar de uma série hot que comecei este mês e que há tempos estava esperando a vez na minha estante. Vamos lá?

Obsessão - #1 trilogia Breathless - Maya Banks
384 páginas - Editora Quinta Essência
Mia Crestwell perdeu os pais cedo e teve em seu irmão Jace seu ponto de apoio e equilíbrio. Ele nunca deixou lhe faltar nada, seja financeiramente ou psicologicamente. Jace se fez sozinho, ou melhor, ao lado de seus dois amigos e sócios Gabe e Ash. Os três se conheceram na faculdade e nunca mais se separaram. Juntos construíram um império e formavam uma família, onde Mia seria a irmãzinha de todos.
Mas não era assim que Mia queria ser vista. Ela, que estava formada, queria encontrar seu próprio caminho e não depender tanto de seu irmão. Não que ele ligasse para esta dependência. Mas, acima de tudo, ela não queria que Gabe a visse apenas como a irmã caçula de seu melhor amigo.
Mia sempre teve uma paixonite por Gabe Hamilton e apesar de tantos anos de convivência e a diferença de 14 anos entre eles, nunca conseguiu tirar Gabe da cabeça. 
E foi querendo chamar sua atenção que ela se arrumou toda para comparecer a inauguração do novo hotel dos amigos, claro, usando a desculpa de fazer uma surpresa para o irmão.
Surpresa teve ela, quando não encontrado Jace, foi puxada para o lado de Gabe. E não apenas isso, Gabe disse com todas as letras, que a queria como mulher, e não como uma "irmã".
E não foi apenas esta a surpresa que Mia teve. Surpresa mesmo foi Gabe dizer que queria um relacionamento com ela. Uma relação escondida e com um contrato de submissão assinado por ela, ou melhor, por ambos.
Apesar de estarrecida pela situação, até então totalmente desconhecida para ela, Mia não conseguiu calar seu coração e resolveu pagar para ver. Mas engana-se que ela seguiu de cabeça baixa para o matadouro. Ela deixou claro que aceitava, mas que também tinha algumas condições e que algumas cláusulas contratuais deveriam ser mudadas.
Gabe não pensou duas vezes em atender os pedidos de Mia. Ele a queria para si, e seus pedidos eram mais do que justos. E desta forma, eles começaram o relacionamento, com Mia trabalhando como sua assistente pessoal e estando sempre a disposição de Gabe, seja profissionalmente, seja sexualmente.
Gabe foi mostrando um mundo nova para Mia, que tinha ciência que sua relação nunca chegaria ao coração. Independente disso, ela estava feliz e decidida a aproveitar todo e qualquer momento que tivesse com Gabe. Sua única preocupação era que Jace não descobrisse.
O problema é que tanto Mia, quanto Gabe estavam passando para algo mais que o físico, e Gabe não estava sabendo lidar com isso. E, influenciado pelo veneno de sua ex-esposa, acabou metendo os pés pelas mãos e fazendo uma merda sem precedentes, que acabou criando um divisor de águas na relação dos dois.
Esta ação veio a ser sentida depois, com o passar dos dias, quando Mia, mais uma vez, deu provas de não ser uma mulher acéfala, sem opinião, amor próprio ou mesmo atitude. Mesmo diante de uma decisão tão difícil, ela fez o que tinha que ser feito e provou não apenas seu caráter, como seu amor e força. O engraçado é que quando tudo parecia ter sido resolvido e caminhava para um final feliz, Gabe e Mia foram atropelados pelo tempo que se esgotou.
Gabe acabou sendo confrontado pela culpa e remorso de tudo o que fez para Mia. E na hora em que precisou enfrentar e lutar por ela, ele não acreditou que estava a sua altura. Ele entregou os pontos para fúria de Mia.
Ele não precisou de muito tempo para perceber que fez a pior decisão da sua vida. E agora estava totalmente sem rumo, sem a mulher que conquistou seu coração e sem seus amigos de uma vida inteira. Mas Gabe não era homem de se deixar abater, e apesar de todos os erros cometidos, ele estava disposto a lutar e enfrentar o que fosse preciso para ter Mia de volta. Ele tinha pela frente dois grandes desafios, fazer Jace acreditar que Mia não era mais um brinquedo em suas mãos e, o maior de todos, Mia acreditar que ele a amava.
E esta parte sem dúvida seria a mais difícil. Mia deixou muito claro que ela não precisava de migalhas de nenhum homem, e que não rastejaria por ninguém, nem mesmo por Gabe. Era ele quem teria que rastejar se a quisesse de volta. Resta saber, se ele seria capaz disso.
Com certeza muitos devem está pensando ser mais um romance no estilo 50 Tons, mas não é, a começar por Mia. Mia não é nenhuma donzela em perigo. Sim, ela não tem a mesma experiência sexual de Gabe, mas isso não impede dela deixar claro até onde está disposta a ir. Ela não só dá suas opiniões, como também impõe seus limites. E principalmente, não corre assustada ao som de qualquer barulho.
Ela entrou em uma relação de submissão ciente do que queria. Claro, era um mundo desconhecido, mas ela optou por conhecer e não se fez de rogada ou de vítima. Mas foi até onde quis, e deixou claro que dali, não passava. E quando ela precisou se impor e mostrar que sabia do seu valor, ela o fez e eu tirei meu chapéu para ela.
Gabe pode não ter fugido muito do que já conhecemos, mas ele também não foi estereotipado. O uso do contrato na relação era totalmente plausível, e ele tinha bons e válidos motivos para usar. Eu, particularmente, no lugar dele, faria a mesma coisa. Ele não teve medo de pedir perdão, mesmo quando sua ação era imperdoável. E, tirando o confronto com Jace, sempre mostrou para Mia que ela tinha sim seu valor e respeito. Ele não fazia de Mia apenas seu joguinho sexual. Enfim, um romance hot onde temos uma mocinha valente e ciente do seu valor, com um homem dominador que acredita no amor apesar de não achar que alguém possa sentir isso por ele. Gostei do enredo e dos personagens, e indico para quem gosta do gênero ou que queira conhecer o trabalho da autora.

Para finalizar, vou deixar o Book Trailer do livro:
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário Livreando 2018 (#DLL2018) no item "livro com uma palavra no título". Para ler outras resenhas deste desafio, basta clicar na imagem abaixo:

Editoras Parceiras