#Resenha Beleza Perdida

Oi amigos, hoje tenho a resenha do livro Beleza Perdida, escolhido para o último Clube do Livro do blog. Um livro que emociona e conquista do início ao fim. Leiam e comprovem!
Beleza Perdida - Amy Harmon
336 páginas - Verus Editora
Na pequena e pacata cidade de Hanna Lake, onde a luta livre era a paixão local, Amborse Young (Brosey) e suas inigualáveis habilidades de luta, o transformaram em celebridade. Mas não era apenas por isso que Brosey se destacava... Dono de uma beleza espetacular, aliado ao corpo sarado, ele era o verdadeiro "Deus Grego" pelo qual todas as meninas babavam, inclusive eu e Fern... Mas não pensem vocês que ele era apenas isso. Não, Brosey era realmente de outro mundo. Inteligente, bom filho, trabalhador, honesto, companheiro e amigo, ele realmente era o cara perfeito.
Fern Taylor é aquela típica "patinha feia", com óculos fundo de garrafa, aparelho nos dentes, cabelos indomáveis, sardas no rosto, além de magrela e baixinha. Fern é tímida e romântica, e adora ler romances, além de escrever os seus próprios. Seu sonho aliás, é publicar um dos vários romances que já escreveu. Filha do pastor local, seu nascimento foi considerado um milagre para os pais, que já estavam com a idade um pouco mais avançada. Inteligente e sonhadora, tinha em seu primo Bailey seu grande amigo e companheiro.
É difícil aceitar que você nunca vai ser amado do jeito que quer ser amado.
Bailey era da mesma idade que Fern, pois eles nasceram praticamente na mesma época. Bailey nasceu com a "distrofia muscular de Duchenne", e seus prognósticos não eram nada bons. Os portadores desta doença tem vida curta, morrendo ainda muito jovens, a maioria crianças. Fern acaba se transformando no anjo da guarda do primo, cuidando e fazendo por ele coisas que conforme a doença avançava, ele não conseguia fazer mais sozinho. Era tão natural a forma que ela fazia isso, que sentíamos como se fosse uma extensão do próprio Bailey.
Os cuidados que os pais dele tinham, sempre incentivando-o a viver bem e como se fosse o último dia, fizeram de Bailey uma pessoa única, que não se abatia com pouca coisa, e que principalmente, era feliz consigo mesmo. Dono de uma personalidade marcante e de uma inteligência ímpar, tinha no humor um grande aliado, chegando mesmo a usar na maior cara de pau sua doença a seu favor, quando isso lhe convinha...
Todos os sere vivos morrem, Bailey. Algumas pessoas vivem mais que outras. Sabemos que a sua doença provavelmente vai deixar a sua vida mais curta do que a de algumas pessoas, mas nenhum de nós nunca sabe quanto tempo vai durar a própria vida.
Mike, o pai de Bailey é o treinador na equipe de luta livre, e trata seus atletas como filhos. Nem por isso amacia o lado dos garotos. Brosey (a estrela do time), Paul Kimball, Grant Nielson, Jesse Jordan e Connor O'Toole (Beans) são amigos inseparáveis, tanto na escola quanto fora dela. A equipe de luta é uma verdadeira família, o xodó da cidade. Bailey é o cérebro da equipe, e mesmo não podendo lutar por conta de sua doença, é peça fundamental ao esquema dos lutadores. A luta é tudo para estes garotos, principalmente para Brosey, que já tem inclusive uma vaga na faculdade garantida.
Mas então veio o atentado de 11 de setembro e tudo mudou. Sentindo-se pressionado a sempre ser perfeito, Brosey acaba decidindo se alistar, e com isso, carrega seus amigos juntos, Logo após se formarem, todos vão para o Afeganistão.
A cidade que tantas vezes celebrou as vitórias daqueles rapazes, estava agora se despedindo daquela equipe, sem nem saber ao certo quando, ou se voltariam um dia para casa. O tempo passou, e claro, a cidade e seus habitantes seguiram em frente.
Fern que agora já não era mais aquela "patinha feia", havia se transformado em uma bela moça. Ela ainda preservava seu jeito meigo e divertido. Coisas que apenas quem estava acostumado a olhar além das aparências notava. Tudo seguia muito bem, até que a cidade recebe a notícia que abalou a todos. Brosey está aos pedaços em um quarto de hospital, enquanto seus amigos estão mortos.
Ele volta para casa destruído e carregando uma enorme culpa. Ele torna-se um fantasma de si mesmo. Não recebe ninguém, e se tranca dentro da amargura e dor, tendo apenas seu pai como companheiro. A cidade perde toda sua amada equipe de luta... 
Sem ver Brosey desde a festa de despedida feita antes do embarque para o Afeganistão, Fern não tem a mínima ideia de como ele está. Contando com o apoio de Bailey, ela e o primo aos poucos vão quebrando a muralha que ele ergueu em torno de si mesmo, e começam a resgatar Brosey do limbo em que se transformou sua vida.
Eu precisei escolher. E você também precisa. Você pode ter o seu orgulho e ficar aqui sentado fazendo cupcakes, ficar gordo e velho, e ninguém vai dar a mínima depois de um tempo. Ou você pode trocar esse orgulho por um pouco de humidade e ter a sua vida de volta.
Esta dupla de adoráveis doidinhos dá um motivo para Brosey pensar em sua atual fase, e de fazer novos planos. Se antes era Fern quem não se achava à altura de Brosey, agora é nosso rapaz quem não se sente à altura dela.
Sorte que eles tinha Bailey, que apesar de todos os seus problemas, mostra para os dois, e para todos ao redor, inclusive nós leitores, a real importância de se viver e tirar o que de bom a vida está lhe dando, E se por um acaso a vida não estiver lhe dando nada que preste, mergulhe na merda com um sorriso e aproveite do mesmo jeito.
- A gente só precisa reconhecer. Enfrentar a merda. - A voz de Bailey ficou mais forte, até mesmo sorridente. - Aceitar a verdade que existe. Ser dono dela, chafurdar nela, se unir à merda. - Bailey suspirou, o clima pesado se dissipando com sua insistência em xingar. Palavrões podiam ser algo muito terapêutico.
Mas nem tudo são flores para Bailey e Fern... Felizmente Brosey já está mais forte e apto a amparar Fern, quando esta passa pelo momento mais difícil de sua vida. O engraçado é que justamente neste momento é que Brosey percebe, ou melhor, encontra definitivamente o impulso que faltava para voltar definitivamente a viver.
Um enredo lindo e que me emocionou em vários momentos. Bailey sem dúvida é um personagem que roubou a cena e ficará guardado em meu coração. Apesar das adversidades, ele ensinou muito, não só aos personagens da trama, como aos leitores também.
Fern é um encanto de garota, que tinha plena consciência de sua feiura e nem por isso era uma garota triste. Seu jeito simples e atencioso, principalmente com o primo, a quem devotava o mais puro amor, conquistava a todos.
Brosey é outro personagem que conquista, e não apenas pelo lado físico, mas por sua postura diante da vida, os amigos e a família, principalmente de seu pai. Uma coisa bem diferente do que costumamos ver, pois normalmente os mocinhos são lindos e com um lado cafajeste ou bad boy.
Beleza Perdida narra a vida de um grupo de jovens que sente na pele as reviravoltas que a vida dá. Com sonhos destruídos e refeitos, o livro mostra que a verdadeira beleza vai muito além das aparências e que nesta vida nascemos para sermos felizes, cabendo a cada um de nós os caminhos que escolhemos para esta felicidade.
A vitória está na batalha.
Um livro que recomendo de olhos fechados e cheios de lágrimas, não de tristeza, mas de emoção.
Desta vez vou ficar devendo as fotos do clube, pois conversamos tanto, que no final esquecemos de tirar uma foto decente :)
a Rafflecopter giveaway

27 comentários:

  1. a trama é bonita, Rose, é um fato consumado, mas de verdade, pelas resenhas que li antes de comprar o livro eu esperava mais! eu queria ter chorado, ter sentido algo mais!


    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila eu chorei mulher, principalmente naquela parte final do Bailey.
      Bjs!

      Excluir
  2. Ahhh Ro, uma das melhores escolhas pro Clube, simplesmente amei esse livro do começo ao fim, os personagens a história, tudo rs. Bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, foi mesmo, foi um livro perfeito e completo.
      Bjs!

      Excluir
  3. Oi, Rose!
    Eu não conhecia esse livro, mas parece ser muito emocionante. Coloquei na listinha pra ler e já sei que vou chorar horrores. haha
    Beijo

    Canastra Literária | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniella, não vai se arrepender, tenho certeza.
      Bjs!

      Excluir
  4. Oi Rose, tudo bem?
    Eu amei este livro! Pra mim foi o melhor que li em 2015. A história transborda emoção! Me senti transportada para aquela cidade e me senti muito próxima de todos os personagens. Uma das melhores leituras da vida. Ótima resenha.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lia, concordo contigo, sem duvida um dos melhores livros que li.
      Bjs!

      Excluir
  5. Gente sei que este livro é perfeito. Ainda não consegui ler, mas estou bem ansiosa pela leitura e a cada resenha que leio dele instiga mais a minha curiosidade.
    Adorei sua frase: "recomendo de olhos fechados e cheios de lágrimas, não de tristeza, mas de emoção."
    Precisa falar mais? Louca pra ler!

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lullys, o livro é incrível mesmo, tenho certeza que vai gostar. Espero que leia em breve.
      Bjs!

      Excluir
  6. deve ser um livro emocionante, que traz uma importante mensagem. Confesso que pelo título e capa não daria muita coisa mas o enredo forte e profundo me fez ficar com vontade de ler...
    bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria, acho que vale a pena dar uma olhada sim, o enredo é incrível.
      Bjs!

      Excluir
  7. Oiii Rose, como vai?
    Que história comovente, de certa maneira mexeria muito comigo por ter um tema forte e envolvente. Quero ler com toda certeza, parabéns pela resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Morgana, leia sim, o livro é ótimo!
      Bjs!

      Excluir
  8. Oi Rose!!
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro, tenho ele aqui em EBOOK, mas ainda não encarei a história! Tenho medo de chorar loucamente, porque sempre choro com livros cheio de emoção igual você falou, mas espero poder tomar coragem e ler em breve!!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu, não tenha medo, leia sim. O choro é inevitável, mas vale a pena.
      Bjs!

      Excluir
  9. Rose, a trama me chama atenção há muito tempo.
    E lendo sobre toda essa emoção que te causou fiquei com mais vontade ainda.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Déborah, o livro é perfeito, leia sem medo.
      Bjs!

      Excluir
  10. Oi Rose!
    Estou com esse livro aqui para ser lido e só leio resenhas lindas como a sua que me deixou louca e muito curiosa para me envolver nessa trama. Adoro livros assim, com jovens que se ajudam, que fazem bem um ao outro e que estão nos piores momentos para ajudar a superar. Já vi que irei me emocionar e ficar naquela ressaca rs' irei ler no próximo mês!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tahis, sim, o livro é bem isso, maravilhoso, e uma pequena ressaca e meio inevitável.
      Bjs!

      Excluir
  11. Eu achei essa capa muito feia, jamais me chamaria a atenção. Mas adorei a premissa da obra. Parece ser uma história muito bonita e tocante, que no faz refletir sobre onde encontramos a verdadeira beleza. Creio que não foi à toa que o livro mexeu tanto com você. Lerei assim que possível, pois creio que vale a pena.

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tatiana, leia sim, o livro é incrível, e mesmo que você não tenha gostado da capa, sei que o enredo vai mexer contigo.
      Bjs!

      Excluir
  12. Vi alguns comentários sobre esse livro ano passado mas nunca cheguei a ler nenhuma resenha, a sua foi a primeira. O livro não se encaixa muito no perfil do qual eu gosto de ler mas mesmo assim daria uma chance a obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ítalo, só posso garantir que o enredo mexe com o leitor. Leia, quem sabe goste.
      Bjs!

      Excluir
  13. Olá!! Eu já li esse livro e adorei o enredo, apesar de ter achado ele bem parecido com outros romances. Mas ele tem seus pontos diferenciados que intrigam o leitor em relação ao possível casala hahaahha Muito bom! Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sara, o livro é muito bom mesmo.
      Bjs!

      Excluir
  14. Oi que resenha ótima, confesso que mesmo não sendo meu estilo de leitura acabou por me interessar, juro que já tinha lido uma semelhante, tu publicou essa resenha apenas aqui flor?
    Xoxo

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.