#Resenha Dupla: Quando eu era Joe‏


Oi amigos, hoje teremos uma resenha dupla. Eu e a Elis estaremos dando nossa opinião de um recente lançamento da Editora Novo Conceito. Primeiro vem a resenha da Elis e na sequência a minha. Espero que gostem...

Olá Leitores,
Venham conferir minha análise de Quando eu era Joe, uma leitura que me surpreendeu.

Quando eu era Joe - vol.1 série Joe - Keren David
318 páginas - Editora Novo Conceito

Não me lembro de ter lido outro livro onde o programa de proteção a testemunha tenha atuado tanto e da mesma forma que nos filmes. Após Tyler testemunhar um assassinato ele é colocado sobre a proteção da justiça para testemunhar contra uma gangue da pesada que atua em Londres, o risco que ele corre é grande a ponto de pessoas que ele ama saírem machucadas. Quando Ty se transforma em Joe, notamos que mesmo sendo um problema a adaptação e mudança de cidade ele consegue realmente ser alguém diferente, tanto na escola como com as novas pessoas que ele convive, ele se reinventou somente pelas decisões que ele tomou.
Isso é um ponto em que muitos adolescentes gostariam de poder conseguir, deixar de ser tímido para ter um status social alto na escola e sucesso com o sexo oposto. O problema é que nem sempre quando se é adolescente conseguimos fazer tudo da maneira certa, sempre há algo que erramos e pode nos colocar em perigo novamente. Joe/Ty não aguenta a pressão das mentiras e acaba por revelar a uma amiga que estima muito e isso somado a tudo que ele tem que cuidar para não revelar, vai colocar em risco sua proteção.



Doug e Maureen são os policiais encarregados de manter ele e sua mãe protegidos, assim como há outros para cuidar de sua avó e suas tias. Como essa mudança não afeta somente a vida do Joe, Nicki sua mãe também sofre e mete os pés pela mãos. Como se envolver com alguém quando você, não é você de verdade?
Keren David a autora sabe como prender o leitor em sua história, ela tem um escrita leve e viciante, vamos devorando as páginas para saber o que vai acontecer, já que nossos personagens a cada capítulo nos apresentam uma novidade. Brian, Max, Jamie, Claire e Ellie serão grandes amigos de Joe. Ashley será uma aventura e sua perdição. E Carl será o seu problema escolar, mas quem disse que as pessoas não podem mudar. Encontramos momentos tensos, alegres, tristes e até chegamos a pensar se o que aconteceu realmente foi como Ty contou, ou seja, uma dose de suspense e riscos.
Eu simplesmente adorei a leitura e já estou doida pelo próximo volume.

Beijokas Elis!!!!



Oi amigos, assim como e Elis, eu também não lembro de ter lido algum livro cujo pano de fundo seja o programa de proteção de testemunhas. Quem acompanha o blog sabe como eu adoro livros policiais, e este não fugiu à regra.
Tyler é uma garoto tímido de 14 anos, filho único, mora com a mãe em Londres e nem lembra direito quem é seu pai. Nicki, sua mãe, engravidou muito nova (15 anos) e contou com a ajuda da mãe para criar seu filho. Com muita luta ela consegue colocar Ty em uma boa escola, mas ele não se sente feliz. Seu único amigo é Arron e apesar de nos últimos tempos eles estarem se estranhando, Ty tem medo de perder sua única amizade.
Em um dia normal, ele acaba sendo a única testemunha de um assassinato. Influenciado por sua avó vai até a delegacia contar o que viu. E é justamente aqui que começamos nossa estória. Ty não é apenas testemunha ocular de um assassinato, ele é a principal testemunha contra uma gangue muito poderosa e perigosa. Por conta disso, sua vida passa a correr perigo. A polícia decide então colocá-lo junto com sua mãe Nicki no programa de proteção à testemunhas. 
Mesmo contra a vontade Ty e Nick partem para uma pequena cidade próxima à Londres. Com identidades novas (Joe e Michelle) eles deixam suas vidas para trás e ficam aos cuidados de Dog e Maureen. Joe começa em uma nova escola e lá tudo é diferente. Ao contrário de Ty, Joe começa a ser popular e a ter muitos amigos, sem falar que todas as meninas estão interessadas nele. Nicki vai pelo caminho inverso, ela que era divertida e cheia de vida, cai em uma depressão sem fim.
Joe acaba descobrindo que tem aptidão para o atletismo e começa a ser treinado por Ellie, a estrela da escola que está tentando uma vaga nas paraolimpíadas. 
Ellie por sua vez, é irmã de Claire, uma menina estranha que está na sala de Joe.
Esta aproximação e este sucesso repentino acaba colocando Joe em situações que ele não consegue controlar, e seu disfarce fica cada dia por um fio. No meio disso, sua família sofre atentados e todos estão correndo risco de vida.
Ty gosta de ser Joe, mas gostaria de ter alguém para confiar. Sob uma enorme pressão, ele se aproxima de Claire e ambos ficam muito amigos. É justamente esta proximidade que pode colocar tudo a perder, pois amizade não será aceita facilmente e a vingança de uma garota acabará interferindo em muitas coisas.



Fiquei completamente presa pelo livro, a mudança de Ty para Joe é bem visível, ele é outra pessoa, literalmente. Claro que isso afeta seu psicológico, pois não podemos esquecer que ele tem apenas 14 anos. O que não gostei mesmo, ou melhor, simpatizei, foi com a mãe dele, Nicki. Para mim, ela é totalmente infantil e despreparada. Dá mais trabalho que o próprio Ty. Por causa dela, muitos problemas poderiam ter sido evitados. Ele tem mais consciência e personalidade que sua mãe. Claro que isso veio para enriquecer o enredo da série, e tenho a impressão que na sequência teremos explicações para este comportamento tão idiota na minha opinião.
Uma série que para mim veio para ficar e será muito bem vinda.

Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário 2014. Para saber como estou no desafio e deixar sugestões, clique aqui.

Livro cedido em parceria pela editora.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.