Reflexões de um Adeus



Agora, sentado,
ouvindo apenas o ruído do silêncio,
parado,
eu penso em nós.
Vem vindo do fundo, gritante,
alarmante,
a ansiedade do tempo passado
preenchendo do nada
o vazio de dois mundos.
Somos duas pontas de flexas,
disparadas do infinito,
que não se encontrarão.
Um grito de alarme
cresce na garganta
e espanta
no vôo, a felicidade
que em vão tenta o pouso
em minha alma angustiada.
Somos dois que
marcham ao longo,
sem cruzamentos,
nem encontros.
Tontos,
procuramos nos dar as mãos
através o nevoeiro do tempo.
Ilusão temerária de sermos um,
quando seremos, eternamente
dois.
Pois,
não percebes?
Teu mundo é formado
de outras cores.
Consulto o silêncio,
tal fora o relógio da vida,
e vejo nos ponteiros
que não se tocam
nossa própria tentativa
do ser uno.
Nessa ilusão míope não vemos
que passamos
um pelo outro,
sem nos tocarmos,
como os ponteiros
que marcam a vida,
perdida.

Victor Motta

a Rafflecopter giveaway

12 comentários:

  1. yassuifortes25/2/13

    Nunca fui muito fã de poemas ...mas confesso que amei este!

    ResponderExcluir
  2. Cristiane Oliveira25/2/13

    Lindo, adorei!

    ResponderExcluir
  3. Eu me emocionei quando li.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Que bom yassui, fico feliz!
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Muitas vezes o silêncio "diz" muitas coisas...


    Bjo!

    ResponderExcluir
  7. Kelry Caroline26/2/13

    emocionante, rose de onde vc pega esses textos?! bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Kelry, alguns eu recebo, outros encontro na Internet e tem ainda os que leio por aí e copio.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. Muitas vezes mais que as próprias palavras.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  10. Ana Paula Barreto26/2/13

    Simplesmente lindo!
    bjs

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.