Take 6 e Gravando - Mães


Quando comecei a montar esse post tinha planejado algo diferente até que percebi que ele seria publicado exatamente no dia das mães, com isso não poderia deixar a data passar em branco. Mudei os planos e vou mostrar para vocês algumas mães que ganharam vida nas telonas. E o que eu tinha planejado? Fica pra próxima...

Mães, cheias de coragem e amor, cada uma com sua particularidade e que lutam todos os dias para tentar fazer o melhor por seus filhos, uma figura intensa e cheia de facetas e claro que os filmes não deixariam elas de fora, então hoje trago algumas das mães que mais me lembro:
Vou começar com uma mãe não muito convencional, politicamente incorreta, e com um pouco de violência, mas seus esforços para salvar seu filho são lembrados por gerações, e essa mãe é Sarah Connor, que no filme Exterminador do Futuro 2 tem como objetivo salvar o filho de um ciborgue que viajou no tempo para matar o garoto, pois no futuro ele seria o líder da resistência dos humanos. Ela sofre uma grande transformação durante o filme saindo do papel de vítima para virar uma mãe badass que sempre busca salvar seu filho. 
Indo ainda nessa linha de mães fora do padrão não poderia deixar de citar uma personagem icônica (e grande desejo de fantasias em festas), tão marcante como mulher quanto como mãe vemos em Morticia Addams uma figura complexa, mesmo com sua família e seus gostos totalmente fora da reta isso não impede que ela sinta um grande amor por seus filhos e que os crie e dê lições, mesmo entre fantasmas e bombas.
 Indo agora para uma mãe mais tradicional vou citar uma filme que não gostei muito, mas que a figura materna é extremamente marcante, vou falar de Erin Brockovich, que na luta para tentar sustentar seus três filhos ela começa a trabalhar em um escritório de advocacia e acaba ganhando destaque, o mais importante é lembrar que esse filme é baseado em fatos reais, e com isso, em uma mãe real também. 
 Indo para um lado mais musical temos Donna, que no filme Mamma Mia é uma mãe solteira, um pouco atrapalhada, muito alegre, e que está ajudando a filha a organizar seu casamento. No meio dessa confusão sua filha tenta saber quem é seu pai e acaba convidando os três possíveis candidatos para seu casamento e tornando a vida da mãe mais confusa ainda, porém o amor de Donna é enorme, e enquanto ela tenta resolver problemas do passado ainda ajuda sua garota em suas questões. 
 Ainda nos musicais podemos encontrar Fantine, personagem totalmente emocionante de Os Miseráveis, após ser demitida de seu emprego ela acaba indo ao fundo do poço para poder
sustentar sua filha, sacrificando tudo, até sua alma e nos momentos finais sua única preocupação é com a pequena. 
 E por falar em sacrifícios claro que não poderia esquecer de Lilian Potter, que se sacrificou, entrando na frente do filho enquanto Voldemort tentava matá-lo. Esse sacrifício gerou uma magia tão poderosa criada a partir do amor que ainda protegeu Harry por muito tempo mesmo depois da morte de Lilian. 
 Apesar de não ser muito comum as animações trazerem personagens maternas de destaque não poderia deixar de citar Hellen Parr, de Os Incríveis, a matrona dessa família de superpoderosos irá fazer o possível e o impossível para manter todos sempre seguros
.E ainda em animações e para fechar esse post regado de amor, vou falar sobre a rainha Elinor, mãe da nossa querida princesa Merida, apenas pensando no melhor para sua filha e tendo de lidar com seu gênio rebelde e difícil, Elinor sempre está em confronto com Merida, mas seu amor pela pequena ruiva é imenso e isso é comprovado com o decorrer do filme.
E vocês, lembram de alguma mãe que foi destaque em um filme ?
FELIZ DIA DAS MÃES

a Rafflecopter giveaway

Take 6 e Gravando - Mães


Quando comecei a montar esse post tinha planejado algo diferente até que percebi que ele seria publicado exatamente no dia das mães, com isso não poderia deixar a data passar em branco. Mudei os planos e vou mostrar para vocês algumas mães que ganharam vida nas telonas. E o que eu tinha planejado? Fica pra próxima...

Mães, cheias de coragem e amor, cada uma com sua particularidade e que lutam todos os dias para tentar fazer o melhor por seus filhos, uma figura intensa e cheia de facetas e claro que os filmes não deixariam elas de fora, então hoje trago algumas das mães que mais me lembro:
Vou começar com uma mãe não muito convencional, politicamente incorreta, e com um pouco de violência, mas seus esforços para salvar seu filho são lembrados por gerações, e essa mãe é Sarah Connor, que no filme Exterminador do Futuro 2 tem como objetivo salvar o filho de um ciborgue que viajou no tempo para matar o garoto, pois no futuro ele seria o líder da resistência dos humanos. Ela sofre uma grande transformação durante o filme saindo do papel de vítima para virar uma mãe badass que sempre busca salvar seu filho. 
Indo ainda nessa linha de mães fora do padrão não poderia deixar de citar uma personagem icônica (e grande desejo de fantasias em festas), tão marcante como mulher quanto como mãe vemos em Morticia Addams uma figura complexa, mesmo com sua família e seus gostos totalmente fora da reta isso não impede que ela sinta um grande amor por seus filhos e que os crie e dê lições, mesmo entre fantasmas e bombas.
 Indo agora para uma mãe mais tradicional vou citar uma filme que não gostei muito, mas que a figura materna é extremamente marcante, vou falar de Erin Brockovich, que na luta para tentar sustentar seus três filhos ela começa a trabalhar em um escritório de advocacia e acaba ganhando destaque, o mais importante é lembrar que esse filme é baseado em fatos reais, e com isso, em uma mãe real também. 
 Indo para um lado mais musical temos Donna, que no filme Mamma Mia é uma mãe solteira, um pouco atrapalhada, muito alegre, e que está ajudando a filha a organizar seu casamento. No meio dessa confusão sua filha tenta saber quem é seu pai e acaba convidando os três possíveis candidatos para seu casamento e tornando a vida da mãe mais confusa ainda, porém o amor de Donna é enorme, e enquanto ela tenta resolver problemas do passado ainda ajuda sua garota em suas questões. 
 Ainda nos musicais podemos encontrar Fantine, personagem totalmente emocionante de Os Miseráveis, após ser demitida de seu emprego ela acaba indo ao fundo do poço para poder
sustentar sua filha, sacrificando tudo, até sua alma e nos momentos finais sua única preocupação é com a pequena. 
 E por falar em sacrifícios claro que não poderia esquecer de Lilian Potter, que se sacrificou, entrando na frente do filho enquanto Voldemort tentava matá-lo. Esse sacrifício gerou uma magia tão poderosa criada a partir do amor que ainda protegeu Harry por muito tempo mesmo depois da morte de Lilian. 
 Apesar de não ser muito comum as animações trazerem personagens maternas de destaque não poderia deixar de citar Hellen Parr, de Os Incríveis, a matrona dessa família de superpoderosos irá fazer o possível e o impossível para manter todos sempre seguros
.E ainda em animações e para fechar esse post regado de amor, vou falar sobre a rainha Elinor, mãe da nossa querida princesa Merida, apenas pensando no melhor para sua filha e tendo de lidar com seu gênio rebelde e difícil, Elinor sempre está em confronto com Merida, mas seu amor pela pequena ruiva é imenso e isso é comprovado com o decorrer do filme.
E vocês, lembram de alguma mãe que foi destaque em um filme ?
FELIZ DIA DAS MÃES

a Rafflecopter giveaway

Editoras Parceiras