#Resenha A Espada de Shannara


Oi amigos, a Olívia mandou mais uma resenha para nós! Desta vez ela escolheu uma série que está chamando muita atenção, pelo menos a minha... Vamos ver o que  ela achou?

A Espada de Shannara - vol. 01 Trilogia Shannara - Terry Brooks
544 páginas - Editora Saída de Emergência Brasil 

Há muito tempo as Grandes Guerras do Passado arruinaram o mundo. Vivendo no pacífico Vale Sombrio, o meio-elfo Shea Ohmsford pouco sabe sobre esses conflitos. Mas o Lorde Feiticeiro, que todos julgavam morto, planeja regressar e destruir o mundo para sempre. A única arma capaz de deter esse poder da escuridão é a Espada de Shannara, que pode ser usada somente por um herdeiro legítimo de Shannara. Shea é o último dessa linhagem e é sobre ele que repousam as esperanças de todas as raças. Por isso, quando um aterrorizante Portador da Caveira a serviço do mal voa até o Vale Sombrio, Shea sabe que começará a maior aventura da sua vida.
Ao pegar um livro de fantasia para ler espero que narre uma história onde aventura e ação estejam presentes junto com seres dos mais variados ou os previstos a estar na leitura do livro, e foi o que ocorreu. Também tive uma experiência diferente, os elfos presentes no livro possuem uma “humanidade” maior, expressam mais seus sentimentos e vontades do que em outros livros que já li, o que me fez ficar surpresa. Então, não espere uma fantasia comum, pode até pensar ser uma versão de Tolkien, mas será uma mera semelhança.
Outra diferença está na narrativa das lutas, em terceira pessoa, mas de forma indireta e resumida, com poucos diálogos, e quando ocorre, são bem enxutos, e como amo ler os detalhes de lutas, fiquei um pouco incomodada quanto a isso, mas não atrapalhou a leitura.
A leitura foi prazerosa e apresenta uma história boa e convincente, onde tudo ocorre quando, no retorno de uma viagem, Flick Ohmsford encontra-se no caminho com um estranho sombrio ameaçador que o acompanha até o vale para se instalar na hospedaria da família de Flick. São recebidos pelo pai de Flick e vão jantar juntos a pedido desse homem misterioso que ninguém vê por estar encoberto por uma capa. Assim que o irmão mais novo de Flick aparece – Shea – o homem se apresenta por Allanon, o andarilho das quatro terras, historiador das raças, filósofo e professor, praticante das artes místicas, e que está ali por causa de Shea.
Shea está relacionado em tudo por uma lenda que envolve os extintos Druidas – que aparecem como um povo que tinha um conselho específico para ajudar a humanidade a se desenvolver – que se desenvolveram tanto em força e poder místico, que acabou se consumindo devido à ganância pela vida eterna. Duas grandes guerras seguiram e ambas preconizadas por um membro expulso do extinto conselho Druida,
que fica camuflado fazendo toda sua tramoia e colocando todos uns contra os outros para tentar dominar todos os povos: anões, trolls, elfos e humanos.
A leitura foi rápida, o autor possui uma escrita de fácil leitura, não tive problemas quanto a isso, trabalha bem seus personagens, fiquei encantada com o Troll de Pedra – ketset e também com Panamon, Balinor e Menion Leah. A respeito desse último, errei copiosamente pensando ele ser algo e acabou sendo outra coisa, demonstrando muito de si e uma personalidade incrível. Para mim foi o melhor personagem do livro, destacou mais do que o principal: Shea. Isso, acredito ter ocorrido por meu erro inicial de julgamento, fiquei realmente surpresa, o que acabou marcando no decorrer da leitura.
Fiz a leitura em um dia, apesar da quantidade de páginas. Há ação desde quando Allanon encontra Flick até o fim, com direito a criaturas sombrias, sombras destruidoras e quimera com uma inteligência a ponto de ser estrategista e gostar de carne humana.
Nesse livro, a aventura preconizada vem a ser pelo ser humano, apesar de Shea ser algo mais do que humano, e isso faz parte do segredo de Shannara, então nem vou tocar no assunto, se quiser descobrir terá de ler o livro. Agora, o próximo livro será uma aventura ligada aos Elfos, o que me alegrou mais ainda, por amar esses seres em aventuras.
E não sei o que esperar, já que esses elfos são diferentes dos elfos que encontrei em outros livros, não tão velozes e melhores em tudo a mais que os humanos, possuem defeitos e alguns humanos os sobrepõe por seus dons naturais. O autor não deu uma explicação a isso, ele só mostrou no texto, quebrando a mentalidade de seres “superiores”. Outra coisa que me surpreendeu.
Espero que no próximo livro, o autor mostre mais do mundo que criou. Tudo que foi revelado só explica o segredo de Shannara, e termina um ciclo, só trazendo mais curiosidade para quem lê, por causa dos outros reinos e suas histórias.
Recomendo para aqueles que amam fantasia, aventura e ação, mas não espere uma narrativa detalhada, minuciosa, mas espere um livro em que através da fantasia a amizade, lealdade e valores como a honra e palavra são explorados e desafiados o tempo inteiro. O autor dá mais vazão ao conteúdo do personagem e não do que vem sua constituição/nação. Um livro muito bom!
Quero agradecer a editora por tê-lo cedido ao Livro Viajante do Skoob, foi através dele que pude lê-lo e fazer essa resenha. Muito grata!
A existência de Brona era apenas uma ilusão. Havia muito que os meios que usara, quaisquer que fossem, para estender sua vida mortal haviam falhado, e seu corpo morrera. Porém sua convicção obsessiva de que não podia morrer manteve uma parte dele viva, sustentando-se através da feitiçaria que o enlouquecera. Negando a própria morte, manteve seu corpo sem vida para alcançar a imortalidade que lhe escapara. 
Para finalizar, quero deixar com vocês duas imagens do livro, uma do mapa que veio junto, assim conseguimos nos localizar ao longo da leitura, e do detalhe de algumas páginas do livro que estão em preto. Gostei.



É isso! Alguém já leu este livro? O que acharam?
Beijos, Olívia.

6 comentários:

  1. confesso que não me animei não, ando bem seletiva em minhas leituras e não creio que gostaria desse livro apesar de seus elogios
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não o li ainda Thaila, mas tenho interesse nesta leitura.
      Bjs, Rose

      Excluir
  2. Oi Olívia,

    Achei interessante a leitura, mas creio que ainda não estou preparada para ela.

    Boas Leituras...Beijos Elis!!!
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elis, eu gosto deste tipo de enredo, e pretendo conhecer a série.
      Bjs, Rose

      Excluir
  3. Amei esse Mapa que a editora enviou, dá uma boa visão por onde os personagens passam, é bom para visualizar e dar noção, acho ótimo quando leio livros que tenha figuras, ou mapas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cinthia, detalhes assim deixam a leitura ainda mais completa mesmo.
      Bjs, Rose.

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.