#Resenha A Guardiã da Minha Irmã


Há muito tempo que eu queria ler este livro, na verdade, desde a primeira vez que vi o filme "Uma Prova de Amor". Sim, vi o filme várias vezes, várias vezes me emocionei, mas o livro eu ainda não tinha lido. Foi então que minha querida amiga Gladys (Cantinho da Gladys) me deu o e-book dele. Então, agora entre lágrimas posso falar para vocês sobre o livro:

A Guardiã da Minha Irmã - Jodi Picoult
433 páginas - Verus Editora
Kate Fitzgerald foi diagnosticada com câncer ainda quando criança. A sua leucemia promielocítica aguda, além de rara é agressiva. Seus pais fazem de tudo para salvá-la, inclusive programam mais um filho.
Anna veio ao mundo com a missão de salvar a vida de Kate. Usando métodos científicos, em vez de escolherem cor dos olhos ou cabelos, Sara e Brian, os pais, escolheram que Anna fosse geneticamente compatível com sua irmã. Com isso, seu cordão umbilical foi imediatamente usado em Kate quando Anna nasceu.
Durante um tempo isso foi suficiente, e Kate mostrou melhoras. Mas nesta dura guerra contra o câncer, Kate acaba perdendo mais uma batalha, e mais uma vez sua irmã Anna é chamada para salvá-la. E assim seguiu a vida da família. Kate lutando contra o câncer e Anna fazendo inúmeras e variadas doações conforme sua irmã precisava.
Kate era o centro de atenções dos pais, principalmente de Sara, sua mãe, que lutava como uma leoa para manter a filha viva, buscando todas as alternativas possíveis para isso. Jesse e Anna viviam meio às margens da família, principalmente Jesse, o mais velho, que não era compatível com a irmã e por conta disso não podia ajudar neste campo. Por conta disso, e por se sentir excluído ele entrou em uma fase de rebeldia. Talvez para chamar atenção, ou quem sabe por estar totalmente perdido, sem saber quem é ou até mesmo por não se sentir amado, fato é que mesmo com todos os problemas que ele vinha apresentando, os pais não tinha energia para ajudá-lo, e priorizavam o que era mais urgente: a vida de Kate. Jesse era então largado de mão...
Com Anna era um pouco diferente, pois ela era fundamental para a re Asistência de Kate. Dentro do possível ela tinha a atenção dos pais, principalmente no que se referia a sua saúde, pois ela tinha que estar bem para o caso de Kate precisar.
Esse ritmo de vida virou uma constante, até que Kate devido a vários tratamentos já enfrentados entrou em mais uma batalha que desta vez poderia ser a sua última, seus rins falharam. Sua única chance era um transplante em caráter de urgência.
Isso não seria problema, afinal Anna, é totalmente compatível, e poderia fazer a doação. E é aqui que nossa história realmente começa. Anna já é uma adolescente, e apesar de amar profundamente a irmã, já está cansada de não poder ter sua própria vida. Ela está cansada de não ser ao menos perguntada sobre o que quer fazer. Decidida ela procura por Campbell, uma advogado de opinião forte. Eles entram então na justiça contra os pais de Anna para que ela tenha sua emancipação médica. Em palavras mais simples, ela quer ter o direito de decidir o que fazer com tudo o que se refere a sua saúde. Ou seja, seria dela a decisão final se doaria ou não o rim à sua irmã, ou qualquer outra coisa que Kate viesse a precisar.
Sua mãe Sara se revolta, lógico, afinal Anna é a única chance de manter sua outra filha viva. Mesmo que estas chances fossem irrisórias e que nem o próprio médico de Kate acreditasse que ela aguentaria uma operação desta magnitude.
Sem entrarem em nenhum acordo o julgamento é marcado, e Anna fica aos cuidados de uma curadora ad litem chamada Julia. Seria dela a função de analisar o ambiente em que Anna vivia, e se ela tinha ou não condições de tomar suas próprias decisões. Sara acaba tendo que retomar sua já esquecida carreira de advogada para defender sua filha que está a beira da morte e precisa do transplante da irmã.
A polêmica está instaurada, mãe e filha brigando no tribunal. Uma luta que dividiu a família. Uma luta onde ninguém sairia vencendo, pois até mesmo aquele que vencer sairá perdendo...
Uma leitura tensa e emocionante mesmo para mim que já conhecia a história. Aliás, para aqueles que já viram o filme, saibam que o livro tem um final tão emocionante quanto o do filme, mas totalmente diferente dele. O final é simplesmente tocante, acho até mais tocante do que o do filme. Terminei o livro entre lágrimas e mais uma vez abalada por este enredo tão difícil.
Como julgar Brian e Sara por tentarem salvar Kate? Como aceitar o tratamento que eles davam aos outros filhos que eram saudáveis, e que muitas vezes pareciam nem existir? O que é certo, o que é errado?
Como mãe sei que se eu tenho 0,01% de chance de salvar um dos meus filhos, vou lutar até o milésimo de segundo por isso. Eu e qualquer pai. A perda de um filho não é fácil e nem natural. Como ficar então? Salvar aquele que está morrendo, mesmo que para isso tenha que abrir mão dos outros filhos?
O certo é que os pais sempre vão se voltar para aquele filho que mais está precisando. Não é questão de amarem mais aquele, é apenas questão de amarem... E mesmo quando nós pais tentamos fazer as coisas certas para todos, ainda sim, erramos. O excesso de amor nos cega e paralisa. Brian, Sara, Jesse, Kate e Anna são vítimas de uma doença cruel que massacra a todos na família. Uma doença que só não foi mais forte que o amor deles.
Se Brian e Sara agiram certos? Não.
Se eles fizeram o que tinham que fazer? Sim.
Se eu faria a mesma coisa? Espero nunca saber.
Antes de terminar, quero destacar a declaração de Sara para o juiz antes dele dar sua decisão ao caso. Ela resumiu muito bem o X da questão.
Se gostei do final? Gostei, apesar de tudo, apesar de esperar por um terceiro final. Só posso dizer: leiam, vejam o filme e se emocionem com esta história sem igual...
Deixo com vocês a capa do livro ao lado do banner do filme:
Se alguém ainda tem alguma dúvida se deve ler ou não, deixo também o trailer do filme:
Esta resenha faz parte de um dos meus Desafios Literários de 2015. Para acompanharem as outras resenhas, cliquem na imagem abaixo:
a Rafflecopter giveaway

36 comentários:

  1. Oi Rose!
    Já conhecia o livro e o filme, mas ainda não li ou vi! Sei que vou chorar muito quando assistir, a história é muito emocionante.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sora, é emocionante mesmo. Prepare-se.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  2. Oi Rose!
    Eu já conhecia esse livro, faz tempo que estou tentando criar coragem para ler, mas a história parece ser muito difícil mesmo... Não sabia que tinha um filme inspirado nele, vou decidir se assisto ou leio primeiro, mas quero fazer as duas coisas.
    Bjs
    http://sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br/2015/03/promocao-100-seguidores-do-blog.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Evelise, como o final é bem diferente, tanto faz ler ou ver o filme primeiro. Uma coisa permanece a mesma, a emoção. Quer um conselho, leia e assista.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  3. Oi Rose! Meu Deus, esse livro é muito difícil de se ler, eu não sou mãe, então nem posso começar a entender tudo o que se passa pela cabeça de uma. Mas eu odieeeei o final do livro, achei injusto, revoltante, senti raiva e mais um monte de coisas, eu li já faz alguns anos, e acho que se eu o lesse hoje, com mais calma, talvez o visse com novos olhos. Eu costumo gostar sempre mais do livro do que do filme, mas nesse caso, acho que os produtores e roteiristas tiveram muito mais bom senso. O filme também é difícil de assistir e aceitar. Como você, eu também gostaria de um terceiro final :/ adorei a resenha! Beijos! http://www.trocandodisco.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda, em termos de bom senso, realmente o filme se sai melhor. Mas não acho que tenha um final satisfatório de nenhum modo.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  4. Oie! Nunca vi este filme, pois não faz o meu gênero, e acho que também não leria o Livro. Mesmo assim, gostei muito da resenha, e achei muito bonito vc tentar se colocar no lugar dos pais. Há situações em que não dá pra gente julgar, né? Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda, com certeza, esta é uma destas.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  5. Oi, já vi o filme Uma prova de AMOR, umas 3 vezes e chorei nas três. É lindo e emocionante. E pelo o que você fala na resenha, o livro segue a mesma linha. Nossa! sou muito emotiva. Iria chorar horrores neste livro. Não sabia que tinha livro. Legal essa informação, vou passar para minhas amigas que curte drama e o filme.

    beijos!

    http://livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, é realmente muito difícil segurar as lágrimas com o filme. Espalhe a notícia sim, ainda mais porquê o final do livro como eu disse, é diferente do filme.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  6. sou louca pare ler este livro, com certeza emoção não irá faltar, claro que ele faz parte da minha lista de desejados
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga, não esqueça de pegar lenços quando for ler. Emoção é coisa garantida!
      Bjs, Rose.

      Excluir
  7. Já ouvi falar deste filme, não sabia que ele havia sido feito com base em um livro.
    Nunca consegui vê-lo. Sempre fujo de histórias com grande carga emocional dramática.
    Sua resenha deixa qualquer um curioso. Contudo ainda sim, me falta coragem para experimentar tanto o filme como o livro.

    http://cafeecomletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andreza, ambos tem uma carga emocional muito grande mesmo, senão gosta, fuja.
      Bjs, rose.

      Excluir
  8. Ouço tantos elogios à autora que estou com vontade de conhecer algo dela.

    E pela resenha do livro acho que começarei por este. Não vi o filme, e prefiro ler antes, portanto está aí duas ótimas pedidas.

    Adorei essa resenha emocionada!!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lelê, duas ótimas pedidas mesmo. Espero que goste.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  9. Oi!
    Eu já vi ao filme e não li o livro. Aliás, vi o filme, mais uma vez, essa semana.
    Realmente é emocionante e nos tira da zona de conforto. Se a proposta é discorrer sobre o amor, conseguiram.
    http://www.poesianaalma.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lilian, concordo contigo, no quesito reflexão sobre o amor, ele foram muito bem, pois ninguém estava totalmente certo ou totalmente errado.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  10. Oiii Rose... eu conheço essa história por causa do filme que devo ressaltar que me faz chorar demais... nunca li o livro, na verdade nem sabia que ele existia e minha nossa ele é aquele livro que nos causa uma crise de choro certeza...
    Gostei da forma que escreveu as suas opiniões e dos seus pontos de vista... o que posso dizer? Quero ler e chorar tambem kk

    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mayara, ele é bem deste tipo sim, tenho certeza que se for ler, vai chorar tanto quanto o filme.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  11. Olá
    Já assisti ao filme milhares de vezes e choro do inicio ao fim, o livro comprei faz um tempinho mas ainda não o li, pois sei que será ainda mais forte e emocionante então estou esperando o momento certo hahaha espero gostar muito e que bom que gostou sua resenha ficou ótima, relacionando o livro e o filme amei. Ótima dica

    Beijos
    Catharina
    http://realityofbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Catharina, não tem como não chorar mesmo, e o livro vai na mesma pegada.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  12. Oii, tudo bem?
    Chorei litros assistindo esse filme e não sabia que tinha o livro.
    Agora estou na dúvida se procuro ou não, estou com medo de morrer de chorar lendo o livro...
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angélica, é tão emocionante quanto o filme, por isso, vai chorar sim, não tem como escapar...
      Bjs, Rose.

      Excluir
  13. Quanto amooooooooooor! <3
    Infelizmente odiei a capa do livro! Mas quero MUITO ver esse filme!!!
    Vou ver esse fds!
    Beijoss
    Gio - Clube das
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gio, é, a capa não é das melhores, mas acredite, o enredo é muito além da emoção.
      Bjs, Rose,

      Excluir
  14. Nossa que complicado... assim como vc espero nunca ter que descobrir o que faria em situação parecida, MAS olhando de fora, sem nunca ter passado por algo assim, não tiro a razão da filha mais nova, quer dizer, ela nunca teve uma escolha, e pelo que vc disse continuaria a não ter se ela não tomasse uma decisão como essa.
    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pah, é muito complicado, mas acredite, por trás desta decisão, o que tem mesmo é amor. Se eu te falar, solto um grande spoiller para quem não viu o filme.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  15. Amiga, bom saber que é uma ótima leitura.
    Vi o filme e me emocionei... bjokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga, o livro é tão emocionante quanto, ainda mais com o final que ninguém esperava.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  16. O enredo desse livro é muito tenso, complicado e exige do leitor bastante reflexão e aceitação. Não sabia que tinha um filme e sempre que penso em ler esse livro fico com a impressão de que vou me emocionar muito, portanto estou esperando o momento certo.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise, duvido que haja um momento certo para a leitura deste livro.
      Bjs, Rose

      Excluir
  17. passando para desejar ótima quarta
    bjs
    tititi da dri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dri, pra você também
      Bjs, Rose

      Excluir
  18. Nunca assisti o filme, apesar de conhecer, mas decidi ler e assistir após ler essa resenha. Eu geralmente não leio muitos livros que envolvem dramas assim, mas como resistir ao um livro que possui uma carga emocionante assim, demonstrando o amor materno? Já decidi que lerei kkkk
    amei a resenha e a dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vân, leia sim, este vale muito a pena.
      Bjs, Rose

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.