#Resenha Jardim de Inverno

Oi amigos, há tempos sou fã da Kristin Hannah. Este é meu terceiro livro da autora e mais uma vez, ela me levou ás lágrimas. Acompanhem e saibam porquê...


Jardim de Inverno - Kristin Hannah
416 páginas - Editora Novo Conceito
Nina hoje é uma famosa fotógrafa que corre o mundo atrás da foto perfeita. Sempre em áreas de guerra ou conflitos, ela tenta passar ao mundo através de suas fotos o que ninguém quer ver de perto ou tem noção da verdade que possa estar acontecendo.
Seu companheiro constante nestas aventuras é Daniel (Dany). Mas, mesmo contra a sua vontade, Daniel já é mais do que um simples parceiro de profissão.
Meredith é irmã de Nina, mas ao contrário desta, não viaja o mundo em aventuras de vida ou morte. Ela é mais centrada, gosta das coisas em ordem e se desdobra muito para deixar tudo do jeito certo e para que todos estejam vem. Agora é ela quem cuida da empresa da família. Está casada com Jeff há muitos anos. Aliás, Jeff e ela são amigos da vida inteira... Com duas filhas adolescentes que estão começando a traçar os próprios caminhos, o afastamento entre Jeff e Meredith está cada dia mais evidente para ela, que mesmo querendo, não sabe o que fazer em relação a isso.
Duas irmãs que tiveram a vida marcada pela falta de amor materno.
Anya é uma mulher altiva, bonita e que ama o marido, mas que consegue ser fria com suas próprias filhas. Ela sempre manteve as duas a distância, nunca foi uma mãe carinhosa, que conversasse ou simplesmente brincasse com as meninas.
Os parcos momentos que tinham como mãe e filhas, eram quando Anya, convencida pelo marido, contava contos de fadas para as meninas. Mas até este encantamento acabou quando Meredith e Nina resolveram montar uma peça de teatro baseada nos contos que a mãe contava. Tudo deu errado e mãe e filhas se afastaram ainda mais.
Agora já crescidas e donas de suas próprias vidas, ambas estão prestes a perder o único elo que mantém as três juntas: Evan.
Muito doente, o pai faz as meninas prometerem que escutaram a mãe e que cuidaram dela. Ele frisa que é muito importante que ambas escutem o conto de fadas que Anya contava até o fim e inteiro.
Ele também faz com que Anya, sua esposa, prometa que vai contar de uma vez por todas, o conto de fadas inteiro e sem medo.
A princípio elas resistem, mas Anya começa a ver a mãe com outros olhos, e insiste com Meredith para que elas façam a mãe falar.
Merediht está cheia de problemas, não está certa do que quer para a própria vida. Arrasada pela perda do pai, cansada com os cuidados com a mãe e com o casamento mergulhado em crise e a beira de um divórcio, ela não quer saber de nada.
Aos poucos as irmãs começam a perceber que o conto de fadas que Anya conta na verdade é uma triste história real que aconteceu durante a Segunda Guerra Mundial. Encaixando peça por peça em um grande quebra cabeça, elas notam que a mãe que tentaram conquistar durante toda a infância, é na verdade Veronika Petrovna Marchenko, uma sobrevivente da guerra.
Veronica, ou Vera, como era chamada, era uma moça feliz e sonhadora, que estava casada com Aleksandr e tinha dois filhos quando a guerra estourou.
Os contos de fadas que Nina e Meredith escutavam quando crianças, era uma tentativa de Anya (Vera) de contar para suas filhas os motivos para ser como era.
Agora frente a frente com a verdade,  Nina e Meredith vão escutar o verdadeiro relato, triste e doloroso da vida da mãe delas. Um relato emocionante que poderá unir ou separar de vez estas três mulheres.
Anya tem a chance de acabar de vez com seus fantasmas. Fantasmas que a assombram ao longo dos anos, e que ela acha ser merecedora de todo sofrimento. Nina e Meredith finalmente vão ter a chance de entender um pouco mais esta mulher fria que chamam de mãe, mas que nunca agiu como uma.
Elas vão ver que as cicatrizes que a mãe carrega na alma, acabou mudando a vida de todos. Resta agora elas saberem como seguirão em frente.
Não tem como eu passar para vocês toda a emoção que senti quando Anya senta frente às filhas e a dois pesquisadores para contar sua verdadeira história. No enredo ela é uma russa que vivia com a família em Leningrado. Durante a segunda guerra, a cidade sofreu um cerco, que ficou conhecido como "Cerco a Leningrado" que durou 900 dias (de 8 de setembro de 1941 até 27 de janeiro de 1944). Vocês podem imaginar o que foi para estas pessoas que ficaram presas na cidade ao longo destes dias? Não havia comida para todos, o frio era intenso e a morte morava ao lado. Em um pesquisa rápida no google para saber mais sobre este cerco que serviu de pano de fundo para a estória de Anya, comprovei todo o desespero que ouve por conta da falta de comida. As pessoas recebiam "rações" para sobreviverem, mas isso não era nem mesmo suficiente, e muitos morriam de fome ou frio. Isso quando não era dos dois. Tudo era racionalizado e matava-se por um pedaço de pão. Um desespero que me passou como um filme conforme ia lendo o livro.
Desculpem, eu sei que não é legal dar spoiller, mas quando eu li que ela cortou o dedo para dar ao filho para que este sugasse e pensasse que estava se alimentando, não teve como segurar as lágrimas...
Eu sei que isso foi uma história fictícia, mas a guerra foi real, o cerco realmente existiu. Milhares de pessoas morrerem por conta da guerra. Famílias inteiras foram perdidas. Então como não imaginar que relatos assim de fato ocorreram ou chegaram próximos disso?
Jardim de Inverno é uma história emocionante de luta e amor. De procura, encontro e perdão. É a prova de todo o amor que uma mãe carrega, e de tudo que ela pode fazer para seus filhos. Leiam e não esqueçam dos lenços, mas antes disso, olhem o book trailer:
 
Este livro incrível faz parte do meu Desafio Literário 2014. Para conhecer outros livros deste desafio, cliquem na imagem abaixo:
http://fabricadosconvites.blogspot.com.br/2014/01/desafio-literario-2014.html
a Rafflecopter giveaway

10 comentários:

  1. foi o primeiro livro que li da Kristin e fiquei fã!
    ela tem magia ao conduzir as palavras!
    que linda escolha
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila, e os outros livros que li da autora são da mesma qualidade.
      Bjs, Rose

      Excluir
  2. Puxa, vejo tanta gente falando bem dos livros da autora.... mas nunca tive a chance de ler. Esse livro parece ser mesmo mágico! Ele é um stand alone ou faz parte de série? Tô tentando fugir das séries, mas como sempre digo, elas sempre me alcançam, rs...

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Su, fique feliz então, pois este é um livro único! \o/
      Bjs, Rose

      Excluir
  3. Super lindo esse livro Rose.
    Já conheço a escrita da autora e sei que é muito boa!!
    Bj!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É maravilhosa né amiga? Não tem como não se emocionar com os enredos que ela cria.
      Bjs, Rose

      Excluir
  4. Ainda não tive a oportunidade de ler algo da autora, embora tenha três livros dela, inclusive este. De todos, Jardim de inverno foi o que menos me interessou, não sei, achei a sinopse e chamada dramática demais. Vou começar por O lago místico.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é bem dramático mesmo, uma história bem triste.
      Bjs, Rose

      Excluir
  5. Que mega emocionante essa resenha, Rose. Eu não sabia que era uma história real.
    Ainda mais que se passou numa guerra. Deve ser mega emocionante meeeeesmo.
    Eu tenho o livro, mas ainda nem li. Vou colocá-lo na minha lista de urgência, rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, ela não é real. Eu que durante a leitura imaginava os fatos acontecendo realmente, pois o pano de fundo era a 2º guerra e com certeza fatos semelhantes aconteceram.
      Bjs, Rose

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.