#Resenha Em Busca do Amor

Oi amigos, hoje tem mais um livro de banca para vocês. É daqueles bem clichês mesmo, para passar o tempo. Um livro com duas estórias distintas. Espero que gostem.
Em Busca do Amor - Shirley Jump
256 páginas - Editora Harlequin Books
 
Livro 1: Final Feliz
Marnie Franklin tinha uma empresa onde as pessoas encontravam seu "par perfeito". Era uma casamenteira profissional e ganhava a vida com isso.
Apesar de não acreditar muito no amor eterno, era este o produto que vendia a seus clientes.
Se a vida profissional ia de vento em popa, a particular era outros quinhentos. Sua mãe vivia pegando no seu pé para ela também arranjar um par para si.
Mas Marnie não queria saber de romances, de ter a cabeça virada e perder o controle de sua vida. Já basta o sofrimento que teve com a morte de seu pai anos atrás. O fato foi um verdadeiro baque para ela, as irmãs e sua mãe, que além de perderem o pai e marido, viram a empresa que ele tanto trabalhou ser vendida a preço de banana pela Knight Enterprises. Isso acabou levando seu amado pai à morte.
Para tirar a mãe de cima de si, ela resolve servir de cupido, e acaba arranjado um ótimo partido para ela, que se vê completamente apaixonada. Mas qual não é sua surpresa quando ela descobre que Dan é o pai de Jack Knight, o dono da Knight Enterprises! O mesmo homem que destruiu seu pai e que ela conheceu a poucos dias em um pequeno acidente de carro. O homem que conseguiu mexer com seus sentimentos...
 
"Ele é seu inimigo. Sempre que o vir lembrará que ele foi a causa do fracasso do seu pai." (pág.97)
 
Jack não entende porquê Marnie é tão agressiva com ele, mas está disposto a descobrir o que ela está escondendo. Infelizmente não é uma coisa que ele se orgulhe, e com certeza por mais que tenha mudado suas atitudes, tem certas coisas do passado que não tem como apagar.
Mesmo sabendo que Marnie tem todo o direito e motivos para não querer vê-lo, ele não vai desistir tão fácil. Já está mais do que na hora de assentar e construir um futuro para si mesmo. Com o apoio de seu amado padrasto, a quem trata como um pai, já que o seu verdadeiro pai nunca quis o posto, Jack está disposto a provar para Marnie sua mudança. Uma mudança que ocorreu justamente por conta do pai dela. Uma mudança que é a causa de tanto trabalho de Jack para que ele possa dormir mais tranquilamente à noite, sabendo que estava consertando seus erros do passado.
Resta saber de Marnie está disposta a superar as mágoas do passado e seguir em frente. Será que todos merecem mesmo uma segunda chance?
Eu gostei deste livro. Uma estória bem feita, com personagens bons. Jack é encantador, desde o princípio. A forma como ele trata seu padrasto e sua família mostram como ele é de verdade, um homem gentil e amoroso. Pena que a Marnie veja apenas o lado sombrio dele. Não que ela não tenha razão nisso...
 
Livro 2: Desejo Iluminado 
Carolyn Duff viu seu pai ser assassinado quando tinha 8 anos. Com isso foi morar com uma tia que de amorosa passava longe. Sem a mínima paciência para crianças, não deu à pequena criança o conforto que o momento precisava. Sem falar que criou a menina como se ela já fosse um adulto. Conclusão, hoje em dia, aos 28 anos, Carolyn não sabe como é ter uma família. Não sabe como é viver sem ter obrigações e limites. É uma mulher cheia de neuras e traumas que acha que seu único dever é colocar os criminosos atrás das grades.
Com certeza tantos medos e inseguranças foram as causas de seu casamento relâmpago com o advogado Nick Gilbert, que ao contrário de Carol, levava a vida mais "numa boa."
Mesmo trabalhando no mesmo local, pois ela era promotora, eles não se cruzavam muito, pois ambos estavam em gêneros diferentes de atuação.
Isso não impedia que mesmo depois de 3 anos do divórcio deles, um não pensasse no outro. Se Carol tanto fugia de relacionamentos para não perder o controle de sua vida, Nick não conseguia entender o real motivo deles não darem certo.
 
" Ao fitá-la, Nick imaginou se um dos problemas entre eles seria a falta de compreensão." (pág 240)
 
Justamente um evento de caridade com crianças carentes acabam colocando eles frente a frente um do outro, e mesmo contra a vontade de ambos, percebem que a chama que os levou a um casamento precipitado ainda está acesa.
Mas Carol não superou seus medos e obstáculos, e Nick não mudou sua forma descompromissada de ver a vida. Só mesmo um garotinho de vida triste poderia colocar estes dois lado a lado novamente e fazê-los perceber que a vida é curta para ficar perdendo tempo. Que todo sofrimento tem um ponto final, e que por maior que ele seja, deve-se seguir em frente e aprender a sorrir.
não gostei tanto assim deste daqui. Entendo os problemas da Carol e tudo mais, mas achei a personagem um tanto forçada em alguns momentos. Sei lá... Mas o que realmente me incomodou ao longo da leitura, foi alguns desencontros que achei no tempo do enredo. Uma coisa que você leu como sendo ontem, de repente já tem uns dias, algo do gênero, não sei se me entendem...
Não sei se foi problema na tradução, se o original tem estes desencontros, mas isso acabou ajudando a fazer este livro não cair muito no meu gosto.

a Rafflecopter giveaway

8 comentários:

  1. divergimos um pouco, eu ja gostei de ambas tramas e ainda mais da segunda
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso acontece mesmo, o que eu acho ótimo na literatura é isso, cada um sente a mesma estória de um jeito diferente,
      Bjs, Rose

      Excluir
  2. Rose gostei tanto do primeiro quanto do segundo. Essas histórias de superações de rancores e obstáculos são ótimas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em geral eu também gosto.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  3. Achei legal a ideia de duas histórias no livro e tal. Mas não me atraiu muito a segunda não. É complicada essa coisa de tradução, Rose. Quando não é bem feita, acaba caindo na complicação e ninguém se agrada, aliás, pelo menos eu não, rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não foi isso, acho que a autora não prestou atenção neste detalhe do tempo.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  4. Erros na tradução atrapalham e muito o desenrolar da leitura.
    Bj

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.