#Resenha Burning - Tyler Reed #1

Oi amigos, hoje venho com a sequência da série Burning da Gisele Souza. A História de Tyler foi lançada no último dia 15 na Amazon, e já aproveito e convido a todos para participarem da Live Coletiva que os Ig's Irmãos farão hoje à noite para falar sobre o livro. Agora com vocês, a resenha dele.
Burning - Tyler Reed - #1 Burning - Gisele Souza
Tyler é daqueles bombeiros que arranca suspiros por onde passa. De sorriso fácil e ar de conquistador, ele abraçou a ideia do calendário e já se colocou a disposição para ser o primeiro. Tyler seria o mister janeiro.
Mas este jeitão brincalhão esconde uma alma atormentada. Tyler já serviu o exército,  assim, como muitos combatentes que voltam, viu inúmeros horrores, que o assombram mesmo estando acordado. Ser um bombeiro é sua chance de expirar a culpa que o corrói diariamente. 
Dizem que uma alma atormentada reconhece a outra, talvez por isso ele tenha prestado mais atenção em Beck, a assistente de Chloe.
Beck é uma moça tímida que viu a chance de trabalhar com Chloe a fuga que tanto precisava. Sua autoestima é praticamente inexistente, fruto de relacionamentos que não levaram a nada e que só fizeram machucar o seu coração e sua mente.
Por conta disso, foi com incredulidade que ela viu o interesse de Tyler nela. Afinal, como um homem daqueles poderia se interessar por uma mulher como ela? 
A fama de mulherengo de Tyler era grande e bem conhecida, e ele mesmo não escondia o fato. Com ele era uma noite e nada mais. Beck já era o seu oposto, e estava fugindo de caras como Tyler. Mas algo nele lhe despertava o desejo de ousar. De jogar a prudência para o alto e deixar acontecer. E foi isso que ela fez. Se era para se queimar, que fosse com Tyler.
O engraçado é que Beck despertava mais do que um simples desejo em Tyler. Ele queria mais que apenas uma noite. Ele queria ser o cara que faria esta bela mulher acreditar em si mesma.
Duas almas quebradas que se encontram e que juntos começam a trilhar um caminho de autoconhecimento. Um desperta o que o outro tem de melhor, fazendo com que acredite em si mesmo. Mas o caminho de Tyler é um pouco mais esburacado. Seus fantasmas são mais cruéis, e ele vai precisar de todo sua força para seguir em frente se quiser realmente ficar com Beck. Seria isso possível?
No final do conto ainda é possível contar com dicas para o autoexame do câncer de mama.
Perdeu a resenha do conto anterior? Clique abaixo e leia!

#Resenha Burning - Tyler Reed #1

Oi amigos, hoje venho com a sequência da série Burning da Gisele Souza. A História de Tyler foi lançada no último dia 15 na Amazon, e já aproveito e convido a todos para participarem da Live Coletiva que os Ig's Irmãos farão hoje à noite para falar sobre o livro. Agora com vocês, a resenha dele.
Burning - Tyler Reed - #1 Burning - Gisele Souza
Tyler é daqueles bombeiros que arranca suspiros por onde passa. De sorriso fácil e ar de conquistador, ele abraçou a ideia do calendário e já se colocou a disposição para ser o primeiro. Tyler seria o mister janeiro.
Mas este jeitão brincalhão esconde uma alma atormentada. Tyler já serviu o exército,  assim, como muitos combatentes que voltam, viu inúmeros horrores, que o assombram mesmo estando acordado. Ser um bombeiro é sua chance de expirar a culpa que o corrói diariamente. 
Dizem que uma alma atormentada reconhece a outra, talvez por isso ele tenha prestado mais atenção em Beck, a assistente de Chloe.
Beck é uma moça tímida que viu a chance de trabalhar com Chloe a fuga que tanto precisava. Sua autoestima é praticamente inexistente, fruto de relacionamentos que não levaram a nada e que só fizeram machucar o seu coração e sua mente.
Por conta disso, foi com incredulidade que ela viu o interesse de Tyler nela. Afinal, como um homem daqueles poderia se interessar por uma mulher como ela? 
A fama de mulherengo de Tyler era grande e bem conhecida, e ele mesmo não escondia o fato. Com ele era uma noite e nada mais. Beck já era o seu oposto, e estava fugindo de caras como Tyler. Mas algo nele lhe despertava o desejo de ousar. De jogar a prudência para o alto e deixar acontecer. E foi isso que ela fez. Se era para se queimar, que fosse com Tyler.
O engraçado é que Beck despertava mais do que um simples desejo em Tyler. Ele queria mais que apenas uma noite. Ele queria ser o cara que faria esta bela mulher acreditar em si mesma.
Duas almas quebradas que se encontram e que juntos começam a trilhar um caminho de autoconhecimento. Um desperta o que o outro tem de melhor, fazendo com que acredite em si mesmo. Mas o caminho de Tyler é um pouco mais esburacado. Seus fantasmas são mais cruéis, e ele vai precisar de todo sua força para seguir em frente se quiser realmente ficar com Beck. Seria isso possível?
No final do conto ainda é possível contar com dicas para o autoexame do câncer de mama.
Perdeu a resenha do conto anterior? Clique abaixo e leia!

Editoras Parceiras