#Resenha Viagem ao Centro da Terra

Oi amigos, hoje tenho a resenha de um clássico para vocês. Espero que gostem desta aventura!
Viagem ao Centro da Terra - Julio Verne
220 páginas - Editora Martin Claret
Axel é sobrinho do professor e grande geólogo Lidenbrock. Sendo criado pelo tio, ele nutre um grande respeito por ele.
A aventura dos dois começa quando Lidenbrock chega em casa eufórico por ter encontrado um livro bem antigo. E ao mostrar o achado para o sobrinho, acaba descobrindo um código, um criptograma do famoso alquimista do século XVI chamado Arne Sakunussem.
Empolgado, o professor tenta de todas as formas decifrar o tal código, e por incrível que pareça, é seu sobrinho quem faz isso.
Diante de tal descoberta, Axel tenta manter o tio sem saber de nada, pois não queria fazer a viagem que tinha certeza seu tio iria querer fazer, assim que descobrisse o segredo. o que de fato ocorreu.
E de posse de tais informações, os dois, mais Hans, um guia local, partiram para Islândia para começarem a viagem até o centro da terra.
A viagem é cheia de surpresas e novidades. Um vasto conteúdo sobre geologia, biologia e ciências, e o leitor pode ver diversos fenômenos naturais, assim como plantas, animais e teorias científicas.
Talvez por isso, em alguns momentos a narrativa tenha ficado um pouco cansativa para mim, visto que eu não sou uma grande entusiasta do assunto.
Isso no entanto, não tira o brilho do enredo, ainda mais por se tratar de uma obra de 1864! Um clássico do gênero da ficção científica, inclusive já adaptado para o cinema.
O que mais gostei foi ver a ficção misturar-se com a realidade, fazendo o leitor viajar nesta aventura, imaginando onde um começa e o outro termina. Com certeza uma ótima pedida para os fãs do gênero.

Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário Livreando 2018 (#DLL2018), no item "livro de um autor francês". Para ler outras resenhas deste desafio, basta clicar na imagem abaixo:
Antes de finaizar, vou deixar o trailer do filme para quem se interessar, mas já aviso, há diferenças entre os personagens, o que para mim, já sai perdendo.

#Resenha Viagem ao Centro da Terra

Oi amigos, hoje tenho a resenha de um clássico para vocês. Espero que gostem desta aventura!
Viagem ao Centro da Terra - Julio Verne
220 páginas - Editora Martin Claret
Axel é sobrinho do professor e grande geólogo Lidenbrock. Sendo criado pelo tio, ele nutre um grande respeito por ele.
A aventura dos dois começa quando Lidenbrock chega em casa eufórico por ter encontrado um livro bem antigo. E ao mostrar o achado para o sobrinho, acaba descobrindo um código, um criptograma do famoso alquimista do século XVI chamado Arne Sakunussem.
Empolgado, o professor tenta de todas as formas decifrar o tal código, e por incrível que pareça, é seu sobrinho quem faz isso.
Diante de tal descoberta, Axel tenta manter o tio sem saber de nada, pois não queria fazer a viagem que tinha certeza seu tio iria querer fazer, assim que descobrisse o segredo. o que de fato ocorreu.
E de posse de tais informações, os dois, mais Hans, um guia local, partiram para Islândia para começarem a viagem até o centro da terra.
A viagem é cheia de surpresas e novidades. Um vasto conteúdo sobre geologia, biologia e ciências, e o leitor pode ver diversos fenômenos naturais, assim como plantas, animais e teorias científicas.
Talvez por isso, em alguns momentos a narrativa tenha ficado um pouco cansativa para mim, visto que eu não sou uma grande entusiasta do assunto.
Isso no entanto, não tira o brilho do enredo, ainda mais por se tratar de uma obra de 1864! Um clássico do gênero da ficção científica, inclusive já adaptado para o cinema.
O que mais gostei foi ver a ficção misturar-se com a realidade, fazendo o leitor viajar nesta aventura, imaginando onde um começa e o outro termina. Com certeza uma ótima pedida para os fãs do gênero.

Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário Livreando 2018 (#DLL2018), no item "livro de um autor francês". Para ler outras resenhas deste desafio, basta clicar na imagem abaixo:
Antes de finaizar, vou deixar o trailer do filme para quem se interessar, mas já aviso, há diferenças entre os personagens, o que para mim, já sai perdendo.

Editoras Parceiras