#Resenha Espere por Mim


Oi amigos, hoje tenho mais uma resenha nacional para vocês. Espero que gostem!
Espere por Mim - Carol Dias
 The Gift Box Editora
Toni e Pâmela vivem um amor intenso, mas isso não impede que o casal tenha problemas, principalmente por conta do ciúmes e temperamento explosivo do Toni.
Toni é um lutador de MMA, com uma carreira vitoriosa no MFL. Em certas situações ele tem dificuldade de controlar seu gênio, como no clip que Pâmela aceitou fazer. Isso foi motivo de uma grande discussão, no qual ela firmou o pé e fez sua vontade prevalecer.
Ainda sob o peso desta briga, Toni acaba perdendo a cabeça quando seu adversário no octógono, Caio, dá uma entrevista o provocando.
Apesar de estarem bem, Pâmela começa a se questionar se estar ao lado de Toni é o melhor para ela. A coisa desanda quando no ano novo ele acaba caindo na provocação de Caio, quando este assedia Pâmela.
É o estopim para que ela decida dar um basta na relação. O problema é que ela faz isso justamente em um momento bem delicado de Toni, e sem ao menos conversar com ele.
Prestes a ser preso e expulso da MFL, Toni está no fundo do poço. Tendo apenas seu fiel amigo Declan do seu lado, ele percebe que para ter Pâmela novamente precisa antes encontrar a si mesmo.
Uma jornada nada fácil para ele. Mas Toni aprendeu desde pequeno a lutar pelo que queria, e não seria agora que iria desistir. Não quando isso significaria abrir mão da mulher da sua vida.
Enquanto Toni junta seus cacos, Pâmela tenta seguir com sua vida. Escondida e com o apoio dos amigos e do primo, ela tem a própria batalha para lutar. Uma batalha que não é apenas dela.
Toni e Pâmela, um casal apaixonado, que estão em lados opostos deste amor.

Eu gostei muito do enredo, mas tive problemas com a atitude de Pâmela. Ok, eu entendo o medo dela, eu também teria medo no lugar dela. Mas, para quem diz amar uma pessoa como ela, sua fuga foi desproporcional e em péssima hora. Desproporcional porque em nenhum momento ela dá um ultimato nele para que ele mude ou se trate. Simplesmente decide que ele é um perigo e foge. Simples assim. Se ela tivesse aberto o jogo e ele nem dado ouvidos, eu seria a primeira a fica do lado dela.
Seria mais digno ela ter ficado ao lado dele e lutado. Ter ficado e prestado queixa contra quem realmente merecia ficar na cadeia. Mas não foi o que aconteceu.
Gostei da amizade dos personagens. Mesmo achando que os de Pâmela deveriam ter dado um sacode para mostrar a besteira que ela estava fazendo, eles e Declan, que ficou ao lado do Toni, mostraram que amizade verdadeira são para todas as horas, principalmente para aquelas mais difíceis.
Toni e Declan foram os melhores. Declan pela lealdade e por ter dito para Pâmela o que eu mesma gostaria de dizer, e Toni, pela força e coragem de se construir novamente. De descobrir um problema e enfrentá-lo de frente, como um verdadeiro campeão.
Um enredo de amor, amizade, coragem e de reencontro. Um reencontro de si mesmo diante de percalços que a vida nos dá. Leiam e sejam nocauteados pela força de Toni.

Antes de finalizar, vou deixar com vocês o book trailer do livro:

Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário Livreando 2018 (#DLL2018), no item "um livro em formato ebook". Para ler outras resenhas deste desafio, basta clicar na imagem abaixo:

E não esqueçam de participarem da Live Coletiva sobre o livro que acontecerá hoje a noite no Intagram @alfasliterarias! A Live contará com a participação especial da autora Carol Dias!




#Resenha Espere por Mim


Oi amigos, hoje tenho mais uma resenha nacional para vocês. Espero que gostem!
Espere por Mim - Carol Dias
 The Gift Box Editora
Toni e Pâmela vivem um amor intenso, mas isso não impede que o casal tenha problemas, principalmente por conta do ciúmes e temperamento explosivo do Toni.
Toni é um lutador de MMA, com uma carreira vitoriosa no MFL. Em certas situações ele tem dificuldade de controlar seu gênio, como no clip que Pâmela aceitou fazer. Isso foi motivo de uma grande discussão, no qual ela firmou o pé e fez sua vontade prevalecer.
Ainda sob o peso desta briga, Toni acaba perdendo a cabeça quando seu adversário no octógono, Caio, dá uma entrevista o provocando.
Apesar de estarem bem, Pâmela começa a se questionar se estar ao lado de Toni é o melhor para ela. A coisa desanda quando no ano novo ele acaba caindo na provocação de Caio, quando este assedia Pâmela.
É o estopim para que ela decida dar um basta na relação. O problema é que ela faz isso justamente em um momento bem delicado de Toni, e sem ao menos conversar com ele.
Prestes a ser preso e expulso da MFL, Toni está no fundo do poço. Tendo apenas seu fiel amigo Declan do seu lado, ele percebe que para ter Pâmela novamente precisa antes encontrar a si mesmo.
Uma jornada nada fácil para ele. Mas Toni aprendeu desde pequeno a lutar pelo que queria, e não seria agora que iria desistir. Não quando isso significaria abrir mão da mulher da sua vida.
Enquanto Toni junta seus cacos, Pâmela tenta seguir com sua vida. Escondida e com o apoio dos amigos e do primo, ela tem a própria batalha para lutar. Uma batalha que não é apenas dela.
Toni e Pâmela, um casal apaixonado, que estão em lados opostos deste amor.

Eu gostei muito do enredo, mas tive problemas com a atitude de Pâmela. Ok, eu entendo o medo dela, eu também teria medo no lugar dela. Mas, para quem diz amar uma pessoa como ela, sua fuga foi desproporcional e em péssima hora. Desproporcional porque em nenhum momento ela dá um ultimato nele para que ele mude ou se trate. Simplesmente decide que ele é um perigo e foge. Simples assim. Se ela tivesse aberto o jogo e ele nem dado ouvidos, eu seria a primeira a fica do lado dela.
Seria mais digno ela ter ficado ao lado dele e lutado. Ter ficado e prestado queixa contra quem realmente merecia ficar na cadeia. Mas não foi o que aconteceu.
Gostei da amizade dos personagens. Mesmo achando que os de Pâmela deveriam ter dado um sacode para mostrar a besteira que ela estava fazendo, eles e Declan, que ficou ao lado do Toni, mostraram que amizade verdadeira são para todas as horas, principalmente para aquelas mais difíceis.
Toni e Declan foram os melhores. Declan pela lealdade e por ter dito para Pâmela o que eu mesma gostaria de dizer, e Toni, pela força e coragem de se construir novamente. De descobrir um problema e enfrentá-lo de frente, como um verdadeiro campeão.
Um enredo de amor, amizade, coragem e de reencontro. Um reencontro de si mesmo diante de percalços que a vida nos dá. Leiam e sejam nocauteados pela força de Toni.

Antes de finalizar, vou deixar com vocês o book trailer do livro:

Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário Livreando 2018 (#DLL2018), no item "um livro em formato ebook". Para ler outras resenhas deste desafio, basta clicar na imagem abaixo:

E não esqueçam de participarem da Live Coletiva sobre o livro que acontecerá hoje a noite no Intagram @alfasliterarias! A Live contará com a participação especial da autora Carol Dias!




Editoras Parceiras