#Resenha A Arte da Ilusão

Para os fãs da #diva Nora Roberts, hoje tenho mais uma resenha dela para vocês. Espero que gostem!
A Arte da Ilusão - Nora Roberts
288 páginas - Editora Harper Collins
Philip Fairchild é conhecido pelo seu enorme talento na pintura, sendo um dos maiores artistas vivos do século XX. Sua excentricidade estava de acordo com o tamanho de seu talento.
Ele e a filha Kirby, uma talentosa escultora, viviam em um castelo. E como todo bom castelo, este também escondia grandes segredos.
Atrás destes segredos, estava Adam Haines, um pintor de talento e que iria passar uma temporada de aperfeiçoamento no castelo. Mas não era apenas isso que Adam queria. Sua missão principal era descobrir o que Philip havia feito com o famoso quadro Rembrandt. Ele era o principal suspeito de ter roubado o quadro da galeria de sua amiga Harriet. Muita coisa havia por trás deste sumiço, e o Rembrandt era apenas a ponta de um grande iceberg.
O castelo parecia uma casa de doidos, com Philip e a filha Kirby em calorosas e divertidas discussões a respeito das frustradas tentativas de Philip em superar o talento da filha na escultura. Não era apenas pelo talento de Kirby que Adam estava começando a balançar, mas pela própria mulher charmosa, inteligente e bem humorada.
-Você vai posar para mim - ele disse contra os lábios dela. E fará amor comigo. Não há escolha.
Mas ele não podia se dar ao luxo de se envolver com Kirby. Aquele castelo tinha muita coisa a ser descoberta, e Adam não tinha nem ideia do que estavam escondendo dele. A coisa estava ficando feia, pois a própria Kirby estava correndo perigo de vida. Ele precisava descobrir o que estava acontecendo se quisesse manter Kirby segura, e ele não tinha tempo a perder. Ele ainda tinha que dar um jeito de contar a verdade sobre ele para ela.
Para Kirby, amar significava dividir, e dividir não comportava restrições. O que quer que tivesse, o que quer que sentisse, pertencia a Adam tanto quanto a si própria. 
Mas até onde Kirby estaria envolvida nisso? Harriet ou sua filha Melinda, também estariam envolvidas de alguma forma? Quem estaria tentando matar Kirby, e por quê? Estas são algumas das perguntas que o leitor e Adam tem que resolver neste enredo bem intrincado que a diva criou.
Mais uma vez Nora Roberts mesclou muito bem um enredo policial com uma pitada de romance. Tudo fechado sem deixar pontas soltas. Boa opção para os fãs do gênero ou que querem conhecer o trabalho da autora.

#Resenha A Arte da Ilusão

Para os fãs da #diva Nora Roberts, hoje tenho mais uma resenha dela para vocês. Espero que gostem!
A Arte da Ilusão - Nora Roberts
288 páginas - Editora Harper Collins
Philip Fairchild é conhecido pelo seu enorme talento na pintura, sendo um dos maiores artistas vivos do século XX. Sua excentricidade estava de acordo com o tamanho de seu talento.
Ele e a filha Kirby, uma talentosa escultora, viviam em um castelo. E como todo bom castelo, este também escondia grandes segredos.
Atrás destes segredos, estava Adam Haines, um pintor de talento e que iria passar uma temporada de aperfeiçoamento no castelo. Mas não era apenas isso que Adam queria. Sua missão principal era descobrir o que Philip havia feito com o famoso quadro Rembrandt. Ele era o principal suspeito de ter roubado o quadro da galeria de sua amiga Harriet. Muita coisa havia por trás deste sumiço, e o Rembrandt era apenas a ponta de um grande iceberg.
O castelo parecia uma casa de doidos, com Philip e a filha Kirby em calorosas e divertidas discussões a respeito das frustradas tentativas de Philip em superar o talento da filha na escultura. Não era apenas pelo talento de Kirby que Adam estava começando a balançar, mas pela própria mulher charmosa, inteligente e bem humorada.
-Você vai posar para mim - ele disse contra os lábios dela. E fará amor comigo. Não há escolha.
Mas ele não podia se dar ao luxo de se envolver com Kirby. Aquele castelo tinha muita coisa a ser descoberta, e Adam não tinha nem ideia do que estavam escondendo dele. A coisa estava ficando feia, pois a própria Kirby estava correndo perigo de vida. Ele precisava descobrir o que estava acontecendo se quisesse manter Kirby segura, e ele não tinha tempo a perder. Ele ainda tinha que dar um jeito de contar a verdade sobre ele para ela.
Para Kirby, amar significava dividir, e dividir não comportava restrições. O que quer que tivesse, o que quer que sentisse, pertencia a Adam tanto quanto a si própria. 
Mas até onde Kirby estaria envolvida nisso? Harriet ou sua filha Melinda, também estariam envolvidas de alguma forma? Quem estaria tentando matar Kirby, e por quê? Estas são algumas das perguntas que o leitor e Adam tem que resolver neste enredo bem intrincado que a diva criou.
Mais uma vez Nora Roberts mesclou muito bem um enredo policial com uma pitada de romance. Tudo fechado sem deixar pontas soltas. Boa opção para os fãs do gênero ou que querem conhecer o trabalho da autora.

Editoras Parceiras