#Resenha Ligeiramente Pecaminosos #5/6

Hoje de dia de conhecermos mais um livro da série Os Bedwyns. Desta vez temos Ligeiramente Pecaminosos...
Ligeiramente Pecaminosos - #5 série Os Bedwyns - Mary Balogh
272 páginas - Editora Arqueiro
Alleyne Bedwyn estava em uma missão diplomática bem no meio da Batalha de Waterloo. Era para ser uma coisa simples, sem grandes desdobramentos, mas ele não esperava que seria gravemente ferido. Ele também não esperava que este ferimento fosse fazer com que ele caísse do cavalo e viesse perder a memória.
Alleyne só não morreu porque foi resgatado por  Rachel York. Rachel viu o dinheiro de sua família minguar conforme os anos foram passando e seu pai se enterrava no vício do jogo e da bebida. Agora que estava órfã, ela não tinha dinheiro e nem para onde ir.  Só não está morando na rua, pois sua antiga ama, Bridget a convidou para morar com ela e suas amigas. O problema era que Bridget e suas amigas nada mais eram do que prostitutas!!!
É meus amigos, Rachel se viu morando em um bordel com mais 4 mulheres: Bridget, Geraldine, Flossie e Phyll. Ela nãi via as outras mulheres como inferiores, mas como suas amigas, aquelas que lhe estenderam a mão quando ela mais precisava. Logo elas, a quem Rachel sem saber, foi a responsável, ou assim se achava, por fazê-las  perder as economias de uma vida inteira.
Rachel que estava noiva de um clérigo, achou por bem apresentá-lo a suas amigas, que acabaram confiando ao bom homem que depositasse o dinheiro delas em um banco, até que elas pudessem comprar a pensão que tanto desejavam. O problema, é que este homem é na verdade um tremendo de um tranbiqueiro que rouba o dinheiro de todos que cruzam seu caminho.
Agora, estas 5 mulheres estavam jurando vingança e bolando um jeito de reaverem o dinheiro delas. Mas antes disso, elas precisavam cuidar de Alleyne, que sem lembrar de nada, passou a se chamar de Jonathan Smith e do Sargento Strickland, que havia perdido um lado da visão na batalha e que fora o responsável em ajudar Rachel a resgatar o corpo de Alleyne.
Depois do período de cama, Alleyne passou a se recuperar gradativamente, mas sua memória não. Enquanto a memória não voltava, ele se via envolvido pelos cuidados de Rachel, que para ele, era mais umas das prostitutas do bordel.
Situação ruim também eram das meninas que estavam sem nenhum tostão. Querendo ajudar as moças que tanto o ajudaram e principalmente a Rachel que lhe salvou a vida, Alleyne bola um plano para que ela pudesse colocar as mãos em sua herança. Herança esta que estava nas mãos de um tio que nunca se interessou em conhecê-la.
Rachel acabou aceitando o plano, mas o que era para ser por apenas alguns dias, acabou se estendendo para um mês. Alleyne e Rachel ficaram ainda mais juntos e tiveram que lidar com sentimentos que não estavam acostumados. Sem lembrar de nada, nem mesmo se era casado, ele não podia oferecer muita coisa para Rachel. Ela por sua vez, começa a descobrir verdades sobre seu tio que nem imaginava serem possíveis. A brincadeira estava perdendo a graça e ficando cara para ambos.
Como eles conseguirão resolver os dilemas que eles mesmo criaram é uma coisa que não vou poder contar para vocês.
Apesar de ter gostado do livro, não foi um enredo que me cativou. A história para mim foi morna. Gostei muito das amigas de Rachel, que aliás foram responsáveis pelos diálogos mais engraçados da trama. É um bom enredo, sem partes soltas, mas que como eu disse, não encheu meus olhos.
E vocês, conhecem a série? Já leram este livro? O que acharam dele?
Para quem não conhece ainda a série, pode clicar abaixo e ler a resenha dos livros anteriores:




#1 Ligeiramente Casados
#2 Ligeiramente Maliciosos
#3 Ligeiramente Escandalosos
#4 Ligeiramente Seduzidos


#Resenha Ligeiramente Pecaminosos #5/6

Hoje de dia de conhecermos mais um livro da série Os Bedwyns. Desta vez temos Ligeiramente Pecaminosos...
Ligeiramente Pecaminosos - #5 série Os Bedwyns - Mary Balogh
272 páginas - Editora Arqueiro
Alleyne Bedwyn estava em uma missão diplomática bem no meio da Batalha de Waterloo. Era para ser uma coisa simples, sem grandes desdobramentos, mas ele não esperava que seria gravemente ferido. Ele também não esperava que este ferimento fosse fazer com que ele caísse do cavalo e viesse perder a memória.
Alleyne só não morreu porque foi resgatado por  Rachel York. Rachel viu o dinheiro de sua família minguar conforme os anos foram passando e seu pai se enterrava no vício do jogo e da bebida. Agora que estava órfã, ela não tinha dinheiro e nem para onde ir.  Só não está morando na rua, pois sua antiga ama, Bridget a convidou para morar com ela e suas amigas. O problema era que Bridget e suas amigas nada mais eram do que prostitutas!!!
É meus amigos, Rachel se viu morando em um bordel com mais 4 mulheres: Bridget, Geraldine, Flossie e Phyll. Ela nãi via as outras mulheres como inferiores, mas como suas amigas, aquelas que lhe estenderam a mão quando ela mais precisava. Logo elas, a quem Rachel sem saber, foi a responsável, ou assim se achava, por fazê-las  perder as economias de uma vida inteira.
Rachel que estava noiva de um clérigo, achou por bem apresentá-lo a suas amigas, que acabaram confiando ao bom homem que depositasse o dinheiro delas em um banco, até que elas pudessem comprar a pensão que tanto desejavam. O problema, é que este homem é na verdade um tremendo de um tranbiqueiro que rouba o dinheiro de todos que cruzam seu caminho.
Agora, estas 5 mulheres estavam jurando vingança e bolando um jeito de reaverem o dinheiro delas. Mas antes disso, elas precisavam cuidar de Alleyne, que sem lembrar de nada, passou a se chamar de Jonathan Smith e do Sargento Strickland, que havia perdido um lado da visão na batalha e que fora o responsável em ajudar Rachel a resgatar o corpo de Alleyne.
Depois do período de cama, Alleyne passou a se recuperar gradativamente, mas sua memória não. Enquanto a memória não voltava, ele se via envolvido pelos cuidados de Rachel, que para ele, era mais umas das prostitutas do bordel.
Situação ruim também eram das meninas que estavam sem nenhum tostão. Querendo ajudar as moças que tanto o ajudaram e principalmente a Rachel que lhe salvou a vida, Alleyne bola um plano para que ela pudesse colocar as mãos em sua herança. Herança esta que estava nas mãos de um tio que nunca se interessou em conhecê-la.
Rachel acabou aceitando o plano, mas o que era para ser por apenas alguns dias, acabou se estendendo para um mês. Alleyne e Rachel ficaram ainda mais juntos e tiveram que lidar com sentimentos que não estavam acostumados. Sem lembrar de nada, nem mesmo se era casado, ele não podia oferecer muita coisa para Rachel. Ela por sua vez, começa a descobrir verdades sobre seu tio que nem imaginava serem possíveis. A brincadeira estava perdendo a graça e ficando cara para ambos.
Como eles conseguirão resolver os dilemas que eles mesmo criaram é uma coisa que não vou poder contar para vocês.
Apesar de ter gostado do livro, não foi um enredo que me cativou. A história para mim foi morna. Gostei muito das amigas de Rachel, que aliás foram responsáveis pelos diálogos mais engraçados da trama. É um bom enredo, sem partes soltas, mas que como eu disse, não encheu meus olhos.
E vocês, conhecem a série? Já leram este livro? O que acharam dele?
Para quem não conhece ainda a série, pode clicar abaixo e ler a resenha dos livros anteriores:




#1 Ligeiramente Casados
#2 Ligeiramente Maliciosos
#3 Ligeiramente Escandalosos
#4 Ligeiramente Seduzidos


Editoras Parceiras