O Carro é uma Arma!

Oi amigos, na terça passada, dia 18, acabei assistindo a uma reportagem sobre o atropelamento de 15 pessoas (7 crianças e 8 adultos) que estavam saindo de um culto evangélico, aqui na zona norte de São Paulo. O caso aconteceu no dia 5, um menino de 3 anos, Kauan (sonoramente muito parecido com meu Cauê), morreu, a mãe está ainda internada, mas seu estado é considerado estável. O pastor da igreja também, está internado, mas seu estado ainda é grave.
Mais uma vez nossa justiça deixa solto o causador desta tragédia. Sabe o mais engraçado, se assim podemos dizer, é que no carro dele foram encontrados maconha e cocaína. O homem que dirigia o carro fugiu sem prestar nenhum socorro às vítimas, e ainda assim, está solto...

Até quando a sociedade vai ser refém destes crimes? Acho crime sim, pois acidente é algo totalmente diferente. Acidente para mim, é quando você passa mal dirigindo. Um pneu fura e você não consegue controlar o carro, ou algo parecido.
Agora quando você está a mais de 110 km/h em uma via onde a velocidade é bem menor que isso, quando você enche a cara de álcool (não sei se este é o caso) e mesmo assim pega o carro e sai dirigindo, ou ainda quando usa entorpecentes e também sai dirigindo (também não sei se é o caso), é crime! Nós motoristas temos uma arma nas mãos, e temos sim, responsabilidade sobre o seu uso.
Vamos colocar que ele não tenha usado drogas e nem álcool, mas se estivesse a uma velocidade normal, teria conseguido parar, ou desviar, ou sei lá o que. Tem gente que fala que ele ainda acelerou para cima das pessoas já caídas tentando fugir do local!!!!
Quase ri, aliás, até ri sim, quando o advogado disse que seu cliente não sabia das drogas no carro. Tadinho né gente? Ele não sabia que o carro dele tinha cocaína e maconha. Nem tem ideia de como foram parar lá. Vai ver uma bruxinha má colocou lá...
Ah gente, pelo amor de Deus! Tenham dó! Falar que não sabia? Que não estava correndo?  Pelo que vi o velocímetro parou na batida em 116 km/h! Que rua brasileira podemos andar nesta velocidade? Tirando algumas estradas, eu não conheço nenhuma outra. A Marginal, uma via de trânsito intenso, pista larga, a velocidade é de 90 km/h nas pistas que chamamos de expressa.
É um absurdo as leis deste país, onde sempre temos que ver aqueles que matam soltos, enquanto as famílias choram seus mortos! Não adianta aumentarem os valores das multas, as leis é que tem que mudar. Se a pessoa tiver a certeza que será presa, pensará duas vezes antes de dirigir em alta velocidade, participarem de racha, dirigirem embriagado e por aí vai...
No início do mês, uma outra reportagem me chamou atenção, além de me levar às lágrimas. Foi no Conexão Repórter do SBT. Peguei o programa por um acaso e já em andamento. Fui diminuir o volume da TV e apertei errado, acabei indo parar no programa. Eu que estava assistindo um capítulo de série no AXN, deixei de lado e segui assistindo o programa, cujo o título era: "Máquinas que Matam".
No programa foram apresentados alguns casos de "acidentes" de carro por conta da imprudência de motoristas. Chorei junto com as mães que perderam seus filhos. Caí, junto à mãe abraçada ao poste onde o filho ficou caído. O que dizer? O que fazer? Não tem ninguém preso, não tem ninguém ainda responsável e as famílias seguem mutiladas.
A situação tem que mudar urgentemente, pois do jeito que está não dá para continuar. É o que eu acho, por isso este desabafo que divido com vocês.
Se você é como eu, e não aguenta mais relatos tristes como estes e que parecem não ter fim, faça como eu e comece com um primeiro passo, assine a petição do movimento Não Foi Acidente.
E que por hora, Deus conforte as famílias daqueles que seguem perdendo seus entes queridos no dia a dia criminoso das ruas brasileiras. 

*Imagens retiradas da internet

a Rafflecopter giveaway

8 comentários:

  1. um post importantíssimo, quantas imprudências ocorrem? os motoristas deviam ter mais cuidado! hoje em dia é dificil até para darem seta!
    um carro com certeza é uma arma, se não usada com responsabilidade mata e não é acidente, é irresponsabilidade
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo Thaila, muitos esquecem da seta, um item importantíssimo no trânsito, tenho a impressão que acham que é para enfeite!
      Bjs, Rose.

      Excluir
  2. Amiga também vi essa reportagem e fiquei triste pelas famílias e indignada com a injustiça no Brasil, aff
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala, eu chorava junto com cada mãe que apareceu.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  3. muito importante teu alerta!!! uma crueldade o que aconteceu
    passando para desejar um final de semana iluminado!!
    bjs
    tititi da dri
    tem post novo lá no tititi, te espero por lá!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma crueldade e uma irresponsabilidade. Muitos esquecem que carro mata e não estão nem aí para os outros os para as consequências de seus atos.
      Bjs, Rose

      Excluir
  4. Rose, sem palavras! Não há o que dizer. Ai ainda há vias dentro da cidade com velocidade com 90 km/h, e aqui que é só até 80km/h (marginal daqui). Sabe, é um horror algo assim, sou a favor de diminuir a velocidade mais ainda dentro das cidades e mais, ter leis e presídios para comportar esse tipo de pessoas que cometem esses atos, e mais ainda, uma pessoa que fosse pega alcoolizada, drogada deveria perder a carteira e jamais conseguir tirar de novo. O dia que tivermos leis que são aplicadas de verdade, as pessoas vão pensar antes de fazer algo assim. Vivo falando que nem na fazendo mata-se tanto quanto tem matado na cidade, e isso estou falando de galinhas para comer. Lá as galinhas tem mais valor para o dono.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cinthia, é verdade, o povo só aumenta as multas, mas prender o criminoso que é bom nada... Ainda ontem vi uma reportagem que o cara atropelou uma senhora e fugiu sem prestar socorro. Arrumou o carro e colocou à venda, felizmente foi pego, mas o delegado não pode prendê-lo por conta da lei. Conclusão vai responder em liberdade.
      Bjs, Rose.

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.