#Resenha A Senhora do Jogo


Oi amigos, hoje temos mais uma resenha da nossa amiga Gladys para o Desafio Literário 2013, vamos conferir o livro que ela escolheu para agosto?

A Senhora do Jogo - Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe
461 páginas -  Editora Record

Olá pessoal, tudo bem?
Consegui esse livro em uma troca, seria meu primeiro contato com a escrita do Sidney Sheldon, mas fui enganada. Como podem ver na capa, temos o nome do Sidney em letras garrafais, mas quem escreveu a trama foi a Tilly Bagshawe, já que o Sidney faleceu em 2007 e a sua família pediu que a Tilly continuasse com a saga da família Blackwell. Jogada de marketing da editora, mas não achei de bom tom para com os leitores. Só descobri isso no final da leitura.
Enfim, essas 461 páginas ainda não me fizeram conhecer a essência da escrita do Sheldon, mas ainda dá tempo, né!
Essa trama é continuação de um dos maiores sucesso do autor “O reverso da medalha”, mas consegui lê-la sem problemas, é possível compreendê-la sem a leitura da anterior.
Bem, a família Blackwell é ‘o orgulho americano’. Extremamente ricos, donos de um império gigantesco e possuidores de um carisma ímpar. O clã dos Blackwell é dividido em 2 ‘alas’, se podemos chamar assim.
Alexandra e Eve são irmãs gêmeas e com vidas completamente distintas. A trama gira em torno dos seus herdeiros: Lexi Templeton e Max Webster. Apenas um deles pode assumir a gigantesca empresa Blackwell, quando atingir a maioridade.
Eve é uma mulher amargurada, que faz de tudo, tudo mesmo, para que seu filho Max conquiste a presidência da empresa, mas Lexi é uma adversária altamente qualificada.
A vingança está presente em quase todos os personagens. Eve com a sua sede de vingança manipula Max desde a sua infância, fazendo com que o filho desenvolva uma relação paranoica com ela. Lexi vinga-se várias e várias vezes ao longo da trama e isso quase chega a destruí-la.
A trama é interessante, mas não gostei dos excessos de conotação sexual na trama. São totalmente desnecessários e por várias vezes pulei alguns parágrafos por chegar a vulgaridade. Não consegui me afeiçoar por nenhuma das personagens, são bem construídas, mas excessivamente problemáticas.
O final não me convenceu, a solução dada pela autora pareceu surreal e mal desenvolvida.
Não sei como classificar essa trama, não é suspense, não é romance, não é drama...
Ganhou 2 estrelas e está de muito bom tamanho! Não recomendo para ninguém.
Fiquem com Deus e até o próximo mês.
Gladys Sena.

6 comentários:

  1. Já li 3 livros do autor, ele é muito bom mesmo. Esta estoria não despertou curiosidade, mas recomendo os livros escritos pelo próprio autor.

    ResponderExcluir
  2. Oi Yassui, sou fã de carteirinha dele.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Gladys Sena7/9/13

    Me senti enganada, Rose!


    Bj!

    ResponderExcluir
  4. VANNESSA QUEIROS17/9/13

    Oi Rose,sou super fã dos livros do Sidney Sheldon mas esse livro não me convenceu muito,talvez por ter sido coisa dessa jogada de marketing.

    ResponderExcluir
  5. Também sou fã do autor, uma pena mesmo esta jogada de marketing. Acabou não pegando bem.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.