Primeira Estrela



As horas entregam, sem pedir, o dia à noite.
Não adianta contar segredo, amor, desejo.
O escuro nasce no horizonte, dando susto aos pássaros, aos pedidos, aos delírios,
e faz o amor nascer no primeiro brilho que se vê.
E quem o vê?
A alma?
Olhos?
Lágrimas?
Não,
a escuridão, que escolhe qual estrela infinita dará ao breu seu prematuro sentir de existência.
O carinho,
neste sentido,
nasce em clemência,
ao dizer no ar o que se pede ao mundo em ar: magia. 
Rafa Silvestre/Poesia de Momento

11 comentários:

  1. thailaoliveira730/9/13

    pra começar bem a semana, nada melhor que um lindo texto!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gladys Sena30/9/13

    Rose, sempre inicia a semana poética, rsrsr


    Bjo.

    ResponderExcluir
  3. Gladys Sena30/9/13

    Flor mandei msg no face, bjo.

    ResponderExcluir
  4. Rose :)
    Que maneira excelente de começar a semana *-*
    Adorei :)


    Beijos e se cuida

    ResponderExcluir
  5. Oi Sandro, esta é a ideia.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Pelo menos nesta área podemos desanuviar um pouco não é mesmo?
    Bjs: Rose

    ResponderExcluir
  7. Concordo plenamente!
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  8. VANNESSA QUEIROS30/9/13

    Oi Rose, interessante e inspiradores esses textos,parabéns pela seleção maravilhosa!

    ResponderExcluir
  9. Oi Rose,
    Belíssimo poema, gostei de vê-lo aqui e poder conferir como simples palavras tem grandes significados.


    Beijoaks Elis - http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Que bom que gostou Elis.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  11. Fico muito feliz que tenha gostado.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.