#Resenha Apegados


Oi amigos, mais uma resenha para vocês, espero que gostem e comentem, principalmente porque sei que este livro não serve para todos...

Apegados - Amir Levine e Rachel S.F. Heller
304 páginas - Editora Novo Conceito

Me respondam uma pergunta, ou melhor, duas:
- Vocês sabem me dizer qual é o seu tipo de apego?
- Vocês saberiam quantificar este apego?
Pois é, "Apegados", foi escrito por um psicólogo e uma psiquiatra e neurocientista  que através de vários testes, gráficos e questionamentos visa nos ajudar a reconhecermos nossos estilos de apego. Complicado? Não para esta dupla.
Eles separam o tipo de apego em 4: apego evitante, apego seguro, apego ansioso e ansioso-evitante (que representa uma minoria). 
Tudo é muito subjetivo e científico, o que deixou a leitura um pouco desinteressante e até cansativa para mim. Eles até colocam tabelas e exercícios para que o leitor entenda melhor a ideia, e porquê não, fique menos chata, mas confesso que no meu caso, não adiantou.
Talvez para aqueles que tenham problemas de "apego" em seus relacionamentos, o livro seja um ajuda, para tentar entender o que acontece e como acontece. Ou então para pessoas acostumadas a livros científicos ou de autoajuda.
 

#Resenha Apegados


Oi amigos, mais uma resenha para vocês, espero que gostem e comentem, principalmente porque sei que este livro não serve para todos...

Apegados - Amir Levine e Rachel S.F. Heller
304 páginas - Editora Novo Conceito

Me respondam uma pergunta, ou melhor, duas:
- Vocês sabem me dizer qual é o seu tipo de apego?
- Vocês saberiam quantificar este apego?
Pois é, "Apegados", foi escrito por um psicólogo e uma psiquiatra e neurocientista  que através de vários testes, gráficos e questionamentos visa nos ajudar a reconhecermos nossos estilos de apego. Complicado? Não para esta dupla.
Eles separam o tipo de apego em 4: apego evitante, apego seguro, apego ansioso e ansioso-evitante (que representa uma minoria). 
Tudo é muito subjetivo e científico, o que deixou a leitura um pouco desinteressante e até cansativa para mim. Eles até colocam tabelas e exercícios para que o leitor entenda melhor a ideia, e porquê não, fique menos chata, mas confesso que no meu caso, não adiantou.
Talvez para aqueles que tenham problemas de "apego" em seus relacionamentos, o livro seja um ajuda, para tentar entender o que acontece e como acontece. Ou então para pessoas acostumadas a livros científicos ou de autoajuda.
 

Editoras Parceiras