#Resenha Sunshine #2

Oi amigos, hoje tenho mais uma resenha nacional para vocês. Quero apresentar o casal Mike e Sunshine. Dois jovens que conquistaram meu coração e com certeza vão conquistar o coração de vocês também!
Sunshine - #2 Irmãos Walker - M.S. Fayes
320 páginas - Editora Pandorga
Sunshine sempre foi a mais descolada dos irmãos Walker. O que ninguém sabia (com exceção de sua irmã Rainbow) é que por trás de seu jeito livre, leve e solto, ela escondia uma garota doce e romântica. Uma garota que sonhava com seu príncipe encantado e que no momento atendia pelo nome de Mike.
Mike é o melhor amigo de Thomas, namorado de Rainbow. Os dois estão indo para a faculdade de Princeton e farão parte do time de futebol americano. Se no colégio ele já arrancava suspiros das meninas, que inclusive faziam fila para estarem ao seu lado, imagine então na faculdade...
Acontece que Mike está interessado em Sunshine, e pelo visto, ninguém sabe disso, nem mesmo Thomas. Depois que ficaram juntos uma vez, Mike não conseguiu tirá-la de sua cabeça, mas sabendo que estava prestes a ir para faculdade, enquanto Sunshine ainda terminaria o ensino médio, ele achou melhor manter uma certa distância e deixar o relacionamento deles apenas na amizade.
Não que ele tenha perguntado ou mesmo sugerido alguma coisa para ela. Ele nem imaginava que Sunshine morria de amores por ele. Ele só achou que por conta das diferentes etapas de vida que estavam passando, um namoro sério, que era o que ele realmente desejava, poderia fazer com que Sunshine perdesse momentos importantes da vida dela.
Pensando nisso, ele decidiu estreitar mais os laços de amizades com ela, para no momento certo tê-la ao seu lado. Mas quando ele soube que ela estava indo a um baile com outro garoto, o ciúmes falou mais alto, e sem pensar muito, saiu da faculdade para ir ao tal baile. Mal sabia ele, que Sunshine o queria a seu lado.
Mike estava decidido a jogar a prudência para o alto e deixar bem claro o que sentia por Sunshine. Ele não ia dar chance para que outro garoto ficasse com a garota por quem ele estava apaixonado. Eles teriam que arranjar um jeito de fazer este namoro funcionar, apesar da distância em que ficariam. Isso, claro, se Sunshine aceitasse namorar com ele.
Com as coisas devidamente esclarecidas, Mike e Sunshine assumem um namoro, e é justamente quando os problemas começam a aparecer. Apesar de confiarem um no outro e de não desejarem de alguma forma que o outro se sinta preso, as inseguranças começam a bater, assim como a saudade.
Enquanto Mike se desdobra na faculdade, dividindo-se entre os treinos e as aulas, Sunshine tenta manter sua rotina, indo a festas e entrando para o grupo de team leader do colégio, um sonho que há muito tempo ela acalentava.
Por conta das constantes partidas, Mike nem sempre consegue voltar para ver a namorada, que por outro lado é bombardeada com insinuações de que na faculdade a azaração entre alunos corre solta, ainda mais com os jogadores. Mike também tem suas inseguranças, principalmente agora que a namorada faz parte das líderes de torcida. Sem contar que o acidente que ela foi vítima ainda não foi totalmente esclarecido. Se a distância e a insegurança não fossem suficientes, ainda temos Storm, irmão gêmeo de Sunshine, marcando pesado em cima da irmã. Não que ele não gostasse de Mike, mas a verdade é que por ele, suas irmãs entrariam para o convento em vez de ficarem com algum tipo de pegação. 
Mas barra mesmo o casal vai enfrentar quando Mike tira conclusões precipitadas e acredita que Sunshine usou sua irmã para armar uma cilada. Esta situação põe o relacionamento deles em xeque. E vai ser muito complicado chegar a um perdão no meio desta bagunça toda. Quando há uma rachadura na confiança de um casal, fica muito difícil o concerto. Mike e Sunshine, dois jovens com um futuro inteiro pela frente. Tão diferentes entre si, e ao mesmo tempo tão parecidos. Será que ambos terão maturidade para vencerem os obstáculos que este amor vai enfrentar?
Se eu já tinha me apaixonado pelo livro 1, este me deixou apaixonada ao quadrado. Pode isso Arnaldo???
Mike e Sunshine são dois personagens cativantes que você tem vontade que saiam do livro e façam parte da sua vida. Sunshine não é aquele guria desvairada que vive uma vida louca como muitos pensam. Já Mike está bem longe daquele pegador típico dos times de colégio e faculdade. Os momentos em que passam juntos, é tão bonito de ver, que eu chegava a suspirar. E o melhor, é que achei ambos bem maduros e abertos ao diálogo. Não somos bombardeados com mimimis sem sentido, ou frescuras desnecessárias. 
Tudo no enredo é encantador. Eu adorei a interação entre os irmãos. Quem tem irmãos se identifica com muitas situações. Sem falar que não tem como não rir das loucuras de Storm. Ele conseguia roubar a cena sempre que aparecia, e olha que roubar a cena do casal principal não é fácil.
Enfim, se você procura um romance leve e gostoso, com personagens cativantes, um enredo com uma certa dose de drama, mas nada exagerado, você não pode deixar de ler Sunshine. Tenho certeza que você, assim como eu, vai se apaixonar por esta história.
Aliás, mais uma vez, a querida Martinha me fez sentir uma pedófila. Se em Rainbow morri de amores pelo Thomas, agora foi a vez de Mike. Mas fazer o que né? Sem o Mike é que eu não fico.
Perdeu a resenha do livro anterior? Clique abaixo e confira!
E para finalizar, quero avisar que, quem for na Bienal do Livro De São Paulo, e passar no estande da Editora Pandorga, vai poder comprar o lindo box de Rainbow e Sunshine, e ainda ganhar o conto das Irmãs Walker no formato vira-vira! Já surtando aqui pela novidade!
Compre na Amazon:
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário Livreando 2018 (#DLL2018) no item "autor que faz aniversário em julho". Para ler outras resenhas do desafio, basta clicar na imagem abaixo:

#Resenha Sunshine #2

Oi amigos, hoje tenho mais uma resenha nacional para vocês. Quero apresentar o casal Mike e Sunshine. Dois jovens que conquistaram meu coração e com certeza vão conquistar o coração de vocês também!
Sunshine - #2 Irmãos Walker - M.S. Fayes
320 páginas - Editora Pandorga
Sunshine sempre foi a mais descolada dos irmãos Walker. O que ninguém sabia (com exceção de sua irmã Rainbow) é que por trás de seu jeito livre, leve e solto, ela escondia uma garota doce e romântica. Uma garota que sonhava com seu príncipe encantado e que no momento atendia pelo nome de Mike.
Mike é o melhor amigo de Thomas, namorado de Rainbow. Os dois estão indo para a faculdade de Princeton e farão parte do time de futebol americano. Se no colégio ele já arrancava suspiros das meninas, que inclusive faziam fila para estarem ao seu lado, imagine então na faculdade...
Acontece que Mike está interessado em Sunshine, e pelo visto, ninguém sabe disso, nem mesmo Thomas. Depois que ficaram juntos uma vez, Mike não conseguiu tirá-la de sua cabeça, mas sabendo que estava prestes a ir para faculdade, enquanto Sunshine ainda terminaria o ensino médio, ele achou melhor manter uma certa distância e deixar o relacionamento deles apenas na amizade.
Não que ele tenha perguntado ou mesmo sugerido alguma coisa para ela. Ele nem imaginava que Sunshine morria de amores por ele. Ele só achou que por conta das diferentes etapas de vida que estavam passando, um namoro sério, que era o que ele realmente desejava, poderia fazer com que Sunshine perdesse momentos importantes da vida dela.
Pensando nisso, ele decidiu estreitar mais os laços de amizades com ela, para no momento certo tê-la ao seu lado. Mas quando ele soube que ela estava indo a um baile com outro garoto, o ciúmes falou mais alto, e sem pensar muito, saiu da faculdade para ir ao tal baile. Mal sabia ele, que Sunshine o queria a seu lado.
Mike estava decidido a jogar a prudência para o alto e deixar bem claro o que sentia por Sunshine. Ele não ia dar chance para que outro garoto ficasse com a garota por quem ele estava apaixonado. Eles teriam que arranjar um jeito de fazer este namoro funcionar, apesar da distância em que ficariam. Isso, claro, se Sunshine aceitasse namorar com ele.
Com as coisas devidamente esclarecidas, Mike e Sunshine assumem um namoro, e é justamente quando os problemas começam a aparecer. Apesar de confiarem um no outro e de não desejarem de alguma forma que o outro se sinta preso, as inseguranças começam a bater, assim como a saudade.
Enquanto Mike se desdobra na faculdade, dividindo-se entre os treinos e as aulas, Sunshine tenta manter sua rotina, indo a festas e entrando para o grupo de team leader do colégio, um sonho que há muito tempo ela acalentava.
Por conta das constantes partidas, Mike nem sempre consegue voltar para ver a namorada, que por outro lado é bombardeada com insinuações de que na faculdade a azaração entre alunos corre solta, ainda mais com os jogadores. Mike também tem suas inseguranças, principalmente agora que a namorada faz parte das líderes de torcida. Sem contar que o acidente que ela foi vítima ainda não foi totalmente esclarecido. Se a distância e a insegurança não fossem suficientes, ainda temos Storm, irmão gêmeo de Sunshine, marcando pesado em cima da irmã. Não que ele não gostasse de Mike, mas a verdade é que por ele, suas irmãs entrariam para o convento em vez de ficarem com algum tipo de pegação. 
Mas barra mesmo o casal vai enfrentar quando Mike tira conclusões precipitadas e acredita que Sunshine usou sua irmã para armar uma cilada. Esta situação põe o relacionamento deles em xeque. E vai ser muito complicado chegar a um perdão no meio desta bagunça toda. Quando há uma rachadura na confiança de um casal, fica muito difícil o concerto. Mike e Sunshine, dois jovens com um futuro inteiro pela frente. Tão diferentes entre si, e ao mesmo tempo tão parecidos. Será que ambos terão maturidade para vencerem os obstáculos que este amor vai enfrentar?
Se eu já tinha me apaixonado pelo livro 1, este me deixou apaixonada ao quadrado. Pode isso Arnaldo???
Mike e Sunshine são dois personagens cativantes que você tem vontade que saiam do livro e façam parte da sua vida. Sunshine não é aquele guria desvairada que vive uma vida louca como muitos pensam. Já Mike está bem longe daquele pegador típico dos times de colégio e faculdade. Os momentos em que passam juntos, é tão bonito de ver, que eu chegava a suspirar. E o melhor, é que achei ambos bem maduros e abertos ao diálogo. Não somos bombardeados com mimimis sem sentido, ou frescuras desnecessárias. 
Tudo no enredo é encantador. Eu adorei a interação entre os irmãos. Quem tem irmãos se identifica com muitas situações. Sem falar que não tem como não rir das loucuras de Storm. Ele conseguia roubar a cena sempre que aparecia, e olha que roubar a cena do casal principal não é fácil.
Enfim, se você procura um romance leve e gostoso, com personagens cativantes, um enredo com uma certa dose de drama, mas nada exagerado, você não pode deixar de ler Sunshine. Tenho certeza que você, assim como eu, vai se apaixonar por esta história.
Aliás, mais uma vez, a querida Martinha me fez sentir uma pedófila. Se em Rainbow morri de amores pelo Thomas, agora foi a vez de Mike. Mas fazer o que né? Sem o Mike é que eu não fico.
Perdeu a resenha do livro anterior? Clique abaixo e confira!
E para finalizar, quero avisar que, quem for na Bienal do Livro De São Paulo, e passar no estande da Editora Pandorga, vai poder comprar o lindo box de Rainbow e Sunshine, e ainda ganhar o conto das Irmãs Walker no formato vira-vira! Já surtando aqui pela novidade!
Compre na Amazon:
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário Livreando 2018 (#DLL2018) no item "autor que faz aniversário em julho". Para ler outras resenhas do desafio, basta clicar na imagem abaixo:

Editoras Parceiras