#Resenha Fortaleza Negra #1

Oi amigos, hoje trago para vocês mais uma ótima opção de leitura para quem é fã do gênero fantasia. Convido vocês a conhecerem Fortaleza Negra:
Fortaleza Negra - A Chegada da Nova Era - #1 - Kel Costa
464 páginas - Ler Editorial
O mundo hoje é governado por vampiros. Não há governos paralelos e muito menos governantes humanos poderosos. Tanto humanos como vampiros respondem aos cinco mestres. Os cinco vampiros irmãos mais poderosos da raça vampira.
Para não serem aniquilados, os humanos aceitaram ser governados por eles. Não há mais guerras ou qualquer tipo de conflito mundial. A criminalidade praticamente zerou, e humanos e vampiros passaram a viver pacificamente. Isso não quer dizer que sejam amigos...
Para cuidar de tudo isso, foi erguido na Rússia, local de nascença dos irmãos, a Fortaleza Negra, onde viveriam Klaus, Nikolai, Mikhail, Nadia e Vladimir, os cinco soberanos conhecidos como Mestres. Cabia a eles governarem, protegerem e julgarem tudo e a todos, seja humano, ou vampiro. Quem não aceitava as novas regras, enfrentaria as consequências, como Rurik, um forte vampiro que os humanos não conhecem, o fez.
Quando tudo parecia ter-se acalmado, e a humanidade voltado a viver em paz e tranquilamente, eis que surgem os Mitológicos, seres de origem grega que se dividem em Centauros e Minotauros. os Mitológicos passaram a atacar os humanos, e mesmo não sendo tão fortes quanto os vampiros, começaram a dar trabalho...
Cidades começaram a serem atacadas e a população morta. Ninguém saía vivo de um confronto contra mitológicos, salvo os vampiros, e mesmo assim alguns morriam também.
Estudos começaram a serem feitos, e Johnathan Beker, um biólogo americano casado com Irina, uma americana com descendência russa, começou a pesquisar uma forma de derrotar os mitológicos. Com o crescimento dos ataques, este estudo passou a interessar os Soberanos, e o Sr Beker foi contratado pela cúpula vampírica para trabalhar e desenvolver algo que pudesse ser usado contra os mitológicos.
Beker passou a ser o humano mais importante para os líderes vampiros, e por conta disso, quando sua família passou a correr perigo na cidade em que moravam, ele acabou indo morar na Fortaleza Negra, o lugar mais seguro do mundo, onde a maioria que morava era de vampiros. Apenas quem era convidado poderia viver ali.
Aleksandra (Sasha) não viu com bons olhos esta mudança. A adolescente de 17 anos, de personalidade forte e sem papas na língua, ficou revoltada, ainda mais por ter sido obrigada a deixar para trás sua única e melhor amiga Helena. Seu irmão Victor, de 15 anos, já adorou a ideia.
A adaptação foi complicada, visto que a Fortaleza tinha suas próprias regras e costumes. Mas o que complicou mesmo foi a atração que Sasha sentia pelo mestre Mikhail. A distância mantida pelos mestres com os humanos e os próprios vampiros em nada ajudava, e só aflorava o lado rebelde de Sasha.
-Você pensa que sou como um humano qualquer? Não irá me satisfazer apenas com o que tem em mente.
Na nova escola ela fez amizade com duas figuras: Lara e Kurt. Kurt era lindo e arrasava corações, pelo menos até que as vítimas percebessem que ele era gay e dono de uma língua bem afiada, além de um humor debochado. Kurt era apaixonado pelo mestre Klaus, e aprontava mil e umas por conta disso.
Enquanto se adaptava a sua nova vida, Sasha desenvolvia um grande poder de se meter em confusão, o que só irritava aos mestres. Apesar disso, Mikhail via Sasha com outros olhos. Olhos estes que trariam ainda mais confusão para um cenário já conturbado. Ainda mais quando os mitológicos passaram a atacar dentro da própria Fortaleza Negra.
É quando neste momento Johnathan ganha um novo e forte aliado: Blake, um rapaz bonito e charmoso, super inteligente e que tem em mãos uma arma que aliada ao experimento de Johnathan pode acabar com os mitológicos.
Blake e Sasha, que estudam na mesma escola, acabam se interessando um pelo outro. Com isso, Sasha descobre que a arma de Blake pode ser mais do que o garoto diz. A aproximação dos dois não vai deixar Mikhail nada satisfeito. Mesmo sem poder matar o humano, ele deixa claro que pode sim fazê-lo sofrer um pouco...
-Minha intenção era te deixar quebrar a cara com aquele moleque, mas vê-lo tocando você debaixo do meu nariz... esgotou minha paciência.
Como confusão é pouca para Sasha, ela acaba se tornando um alvo para os mitológicos, que passam a querer a cabeça da jovem em uma bandeja. Com a moral muito embaixo, e tendo que dar um basta aos constantes ataques destes monstros, os cinco mestres tomam uma decisão e saem à luta, bem dentro do covil das feras.
Klaus é o único que fica para trás. O poderoso vampiro tem a missão de defender a Fortaleza Negra, além de proteger custe o que custar à jovem Sasha, a quem seu irmão está apaixonado. Não que isso seja do agrado do frio vampiro...
Os vampiros ainda tem que descobrir quem é o traidor que anda facilitando a entrada dos mitológicos na Fortaleza. Será que eles conseguirão vencer esta batalha sangrenta? E como ficaria a relação de Sasha e Mikhail nisso tudo?

Não é de hoje que eu estou de olho nesta série, e só não comprei os livros durante a Bienal, pois soube lá que a Kel estava indo para a Ler Editorial, e que esta iria relançar os livros. Por conta disso, preferi esperar a nova edição, que me conquistou já pela beleza da capa. 
E por dentro a parte gráfica também está bonita, com alguns detalhes que fizeram a diferença, como o início e término de capítulos:

O enredo é muito bom, apesar de ter ficado um pouco mais centralizado no pseudo-namoro de Sasha e Mikhail. Mas como os mitológicos ganharam força e obrigaram os mestres a partirem para luta, o enredo só tem a ganhar com isso, e com certeza melhorará ainda mais. Não que ele esteja ruim, longe disso.
Gostei de Sasha, apesar de em alguns momentos ela perder a mão em sua rebeldia. Mas como ela é nova, dá para entender um pouco, ou pelo menos, eu dei alguns descontos.
Destaco a cena da luta dela contra um mitológico em especial. Foi tão bem feita, que consegui visualizar toda a cena na minha cabeça. Adorei o Kurt, sem dúvida sua presença é motivo de muitas risadas. O garoto roubou a cena.
Para aqueles que gostam de uma boa fantasia, eis uma ótima opção de leitura, e o que é ainda melhor, é uma obra nacional!
Finalizando, deixo com você o Book Trailer do livro:
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário 2017. Para ler mais resenhas do desfio, basta clicar na imagem abaixo:
*Este livro foi enviado em cortesia pela Ler Editorial. 

#Resenha Fortaleza Negra #1

Oi amigos, hoje trago para vocês mais uma ótima opção de leitura para quem é fã do gênero fantasia. Convido vocês a conhecerem Fortaleza Negra:
Fortaleza Negra - A Chegada da Nova Era - #1 - Kel Costa
464 páginas - Ler Editorial
O mundo hoje é governado por vampiros. Não há governos paralelos e muito menos governantes humanos poderosos. Tanto humanos como vampiros respondem aos cinco mestres. Os cinco vampiros irmãos mais poderosos da raça vampira.
Para não serem aniquilados, os humanos aceitaram ser governados por eles. Não há mais guerras ou qualquer tipo de conflito mundial. A criminalidade praticamente zerou, e humanos e vampiros passaram a viver pacificamente. Isso não quer dizer que sejam amigos...
Para cuidar de tudo isso, foi erguido na Rússia, local de nascença dos irmãos, a Fortaleza Negra, onde viveriam Klaus, Nikolai, Mikhail, Nadia e Vladimir, os cinco soberanos conhecidos como Mestres. Cabia a eles governarem, protegerem e julgarem tudo e a todos, seja humano, ou vampiro. Quem não aceitava as novas regras, enfrentaria as consequências, como Rurik, um forte vampiro que os humanos não conhecem, o fez.
Quando tudo parecia ter-se acalmado, e a humanidade voltado a viver em paz e tranquilamente, eis que surgem os Mitológicos, seres de origem grega que se dividem em Centauros e Minotauros. os Mitológicos passaram a atacar os humanos, e mesmo não sendo tão fortes quanto os vampiros, começaram a dar trabalho...
Cidades começaram a serem atacadas e a população morta. Ninguém saía vivo de um confronto contra mitológicos, salvo os vampiros, e mesmo assim alguns morriam também.
Estudos começaram a serem feitos, e Johnathan Beker, um biólogo americano casado com Irina, uma americana com descendência russa, começou a pesquisar uma forma de derrotar os mitológicos. Com o crescimento dos ataques, este estudo passou a interessar os Soberanos, e o Sr Beker foi contratado pela cúpula vampírica para trabalhar e desenvolver algo que pudesse ser usado contra os mitológicos.
Beker passou a ser o humano mais importante para os líderes vampiros, e por conta disso, quando sua família passou a correr perigo na cidade em que moravam, ele acabou indo morar na Fortaleza Negra, o lugar mais seguro do mundo, onde a maioria que morava era de vampiros. Apenas quem era convidado poderia viver ali.
Aleksandra (Sasha) não viu com bons olhos esta mudança. A adolescente de 17 anos, de personalidade forte e sem papas na língua, ficou revoltada, ainda mais por ter sido obrigada a deixar para trás sua única e melhor amiga Helena. Seu irmão Victor, de 15 anos, já adorou a ideia.
A adaptação foi complicada, visto que a Fortaleza tinha suas próprias regras e costumes. Mas o que complicou mesmo foi a atração que Sasha sentia pelo mestre Mikhail. A distância mantida pelos mestres com os humanos e os próprios vampiros em nada ajudava, e só aflorava o lado rebelde de Sasha.
-Você pensa que sou como um humano qualquer? Não irá me satisfazer apenas com o que tem em mente.
Na nova escola ela fez amizade com duas figuras: Lara e Kurt. Kurt era lindo e arrasava corações, pelo menos até que as vítimas percebessem que ele era gay e dono de uma língua bem afiada, além de um humor debochado. Kurt era apaixonado pelo mestre Klaus, e aprontava mil e umas por conta disso.
Enquanto se adaptava a sua nova vida, Sasha desenvolvia um grande poder de se meter em confusão, o que só irritava aos mestres. Apesar disso, Mikhail via Sasha com outros olhos. Olhos estes que trariam ainda mais confusão para um cenário já conturbado. Ainda mais quando os mitológicos passaram a atacar dentro da própria Fortaleza Negra.
É quando neste momento Johnathan ganha um novo e forte aliado: Blake, um rapaz bonito e charmoso, super inteligente e que tem em mãos uma arma que aliada ao experimento de Johnathan pode acabar com os mitológicos.
Blake e Sasha, que estudam na mesma escola, acabam se interessando um pelo outro. Com isso, Sasha descobre que a arma de Blake pode ser mais do que o garoto diz. A aproximação dos dois não vai deixar Mikhail nada satisfeito. Mesmo sem poder matar o humano, ele deixa claro que pode sim fazê-lo sofrer um pouco...
-Minha intenção era te deixar quebrar a cara com aquele moleque, mas vê-lo tocando você debaixo do meu nariz... esgotou minha paciência.
Como confusão é pouca para Sasha, ela acaba se tornando um alvo para os mitológicos, que passam a querer a cabeça da jovem em uma bandeja. Com a moral muito embaixo, e tendo que dar um basta aos constantes ataques destes monstros, os cinco mestres tomam uma decisão e saem à luta, bem dentro do covil das feras.
Klaus é o único que fica para trás. O poderoso vampiro tem a missão de defender a Fortaleza Negra, além de proteger custe o que custar à jovem Sasha, a quem seu irmão está apaixonado. Não que isso seja do agrado do frio vampiro...
Os vampiros ainda tem que descobrir quem é o traidor que anda facilitando a entrada dos mitológicos na Fortaleza. Será que eles conseguirão vencer esta batalha sangrenta? E como ficaria a relação de Sasha e Mikhail nisso tudo?

Não é de hoje que eu estou de olho nesta série, e só não comprei os livros durante a Bienal, pois soube lá que a Kel estava indo para a Ler Editorial, e que esta iria relançar os livros. Por conta disso, preferi esperar a nova edição, que me conquistou já pela beleza da capa. 
E por dentro a parte gráfica também está bonita, com alguns detalhes que fizeram a diferença, como o início e término de capítulos:

O enredo é muito bom, apesar de ter ficado um pouco mais centralizado no pseudo-namoro de Sasha e Mikhail. Mas como os mitológicos ganharam força e obrigaram os mestres a partirem para luta, o enredo só tem a ganhar com isso, e com certeza melhorará ainda mais. Não que ele esteja ruim, longe disso.
Gostei de Sasha, apesar de em alguns momentos ela perder a mão em sua rebeldia. Mas como ela é nova, dá para entender um pouco, ou pelo menos, eu dei alguns descontos.
Destaco a cena da luta dela contra um mitológico em especial. Foi tão bem feita, que consegui visualizar toda a cena na minha cabeça. Adorei o Kurt, sem dúvida sua presença é motivo de muitas risadas. O garoto roubou a cena.
Para aqueles que gostam de uma boa fantasia, eis uma ótima opção de leitura, e o que é ainda melhor, é uma obra nacional!
Finalizando, deixo com você o Book Trailer do livro:
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário 2017. Para ler mais resenhas do desfio, basta clicar na imagem abaixo:
*Este livro foi enviado em cortesia pela Ler Editorial. 

Editoras Parceiras