#Resenha Codinome Lady V #1

Oi amigos, hoje tenho mais um romance de época para vocês. Desta vez é a nova série lançada pela Editora Gutenberg, espero que gostem!

Codinome Lady V - #1 série Os Sedutores de Havisham 
256 páginas - Lorraine Heath
Depois de cinco temporadas e de inúmeras cortes onde o único intuito dos homens era ter o seu fabuloso dote, Minerva Dodger decidi por um ponto final em seu calvário.
Ela decidi também conhecer em primeira mão os prazeres que um homem e uma mulher podem ter entre quatro paredes.
Para isso, decidiu ir ao famoso e misterioso Clube Nightingale. Um lugar onde as mulheres poderiam ter amantes sem correrem o risco de mancharem suas reputações.
Dentro do clube ela acaba recebendo atenção do cobiçado Duque de Ashebury (Ashe), recém chegado de uma aventura da África.
Ashe perdeu os pais aos oito anos em um trágico acidente. Não foi apenas ele, os irmãos gêmeos Greyling passaram pela mesma tragédia. Os órfãos ficaram sob os cuidados do Marquês de Marsden, que era viúvo e tinha um filho. Acontece que o Marquês surtou após a morte da esposa, e as crianças cresceram sem nenhum limite, e fazendo o que bem entendessem. Não à toa ganharam o apelido de "Os Diabos de Havistham".
Ashe estava mais do que satisfeito com sua vida de solteiro, ainda mais que não tinha muitas dificuldades em arranjar companhia feminina e nem de manter ativo seu fetiche. Fetiche este que tinha como alvo a misteriosa Lady V que ele conheceu no Clube Nightingale. 
Ele não soube dizer exatamente o que mais chamou atenção dele para a bela mulher, e nem o porquê de não querer realizar o desejo que ela fora ali procurar. Agora, depois de ter seu pedido negado pela primeira vez e sem ter ideia de onde poderia encontrar Lady V, Ashe não consegue tirá-la dos pensamentos.
Com as poucas coisas que conseguiu descobrir, ele parte em busca dela, e qual não foi sua surpresa ao encontrar com Minerva e notar algumas semelhanças entre as duas mulheres.
Minerva é dona de uma personalidade forte e língua afiada. Não tem medo de expor seus pensamentos e ideias, o que acaba afastando os homens. Ela sabe como ninguém identificar um caça dotes. 
Sem poder confirmar se Minerva é sua Lady V, Ashe vai se aproximando mais dela, e aos poucos começa a desejar sua companhia, e não apenas por uma noite, como costuma fazer com as mulheres. Tanto Minerva como Lady V mexem com ele, e ele está decidido a tê-las para si. O problema é que Ashe descobre que sua situação financeira está precária, e ele teme que Minerva ache que esteja interessado apenas em seu dinheiro. O que não deixa de ser em parte verdade.
Com vergonha de contar sobre seu problema com os números, Ashe acaba criando um problema ainda maior, onde Minerva perde toda a confiança que tinha nele. Sem saber o que fazer, ele acaba aceitando a sugestão de seu amigo Locke (um dos Diabos  Havistham). É incrível como ele não tinha percebido isso antes, assim como ele mesmo se surpreendeu ao descobrir que era amor o que sentia por Minerva. 
Agora resta saber se o pai de Minerva aceitará sua sugestão e se a própria Minerva vai querer ouvir seu pedido. Agora era tudo ou nada, e ele não estava disposto a ficar sem sua geniosa amada.
Adorei o enredo e os personagens. Minerva está muito a frente das mulheres de sua época. Sua criação não foi nada tradicional, até porque seu pai veio de baixo. Ela não só aprendeu a ser uma dama, mas seus pais também lhe ensinaram a se defender e ter ideias próprias, além de nunca ter medo de expô-las. Eles queriam que a filha fosse feliz, e não viam problemas se ela decidisse não se casar. Se ela queria amor, e se apaixonasse por um zé ninguém, eles não se oporiam. Para eles, a única coisa que importava era que Minerva fosse feliz. Seus irmãos também não obrigavam Minerva a ser uma pessoa que ela não era ou a se casar apenas por conta de um título. Como podem ver, uma família bem diferente do que costumamos ver. 
Outro destaque que quero falar é sobre o problema de Ashe. Eu conhecia a dislexia (distúrbio caracterizado pela dificuldade em ler), mas não tinha ouvido falar em discalculia (distúrbio caracterizado pela dificuldade com números). Achei muito legal a autora ter usado Ashe para falar sobre o problema.
O Clube Nightingale usado na narrativa foi baseado no Parrot Club, uma casa criada em 1850 por três mulheres para encontrarem amantes.
Por conta de tudo isso, não vejo a hora de ler os próximos volumes, até porque, senti que teremos confusões das boas envolvendo os gêmeos...
Ficou curioso? Que tal dar uma lida nos capítulos iniciais? Para isso, basta clicar aqui.
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário 2017. Para ler as outras resenhas do desafio, basta clicar na imagem abaixo:
*Este livro foi enviado em cortesia pela editora.

#Resenha Codinome Lady V #1

Oi amigos, hoje tenho mais um romance de época para vocês. Desta vez é a nova série lançada pela Editora Gutenberg, espero que gostem!

Codinome Lady V - #1 série Os Sedutores de Havisham 
256 páginas - Lorraine Heath
Depois de cinco temporadas e de inúmeras cortes onde o único intuito dos homens era ter o seu fabuloso dote, Minerva Dodger decidi por um ponto final em seu calvário.
Ela decidi também conhecer em primeira mão os prazeres que um homem e uma mulher podem ter entre quatro paredes.
Para isso, decidiu ir ao famoso e misterioso Clube Nightingale. Um lugar onde as mulheres poderiam ter amantes sem correrem o risco de mancharem suas reputações.
Dentro do clube ela acaba recebendo atenção do cobiçado Duque de Ashebury (Ashe), recém chegado de uma aventura da África.
Ashe perdeu os pais aos oito anos em um trágico acidente. Não foi apenas ele, os irmãos gêmeos Greyling passaram pela mesma tragédia. Os órfãos ficaram sob os cuidados do Marquês de Marsden, que era viúvo e tinha um filho. Acontece que o Marquês surtou após a morte da esposa, e as crianças cresceram sem nenhum limite, e fazendo o que bem entendessem. Não à toa ganharam o apelido de "Os Diabos de Havistham".
Ashe estava mais do que satisfeito com sua vida de solteiro, ainda mais que não tinha muitas dificuldades em arranjar companhia feminina e nem de manter ativo seu fetiche. Fetiche este que tinha como alvo a misteriosa Lady V que ele conheceu no Clube Nightingale. 
Ele não soube dizer exatamente o que mais chamou atenção dele para a bela mulher, e nem o porquê de não querer realizar o desejo que ela fora ali procurar. Agora, depois de ter seu pedido negado pela primeira vez e sem ter ideia de onde poderia encontrar Lady V, Ashe não consegue tirá-la dos pensamentos.
Com as poucas coisas que conseguiu descobrir, ele parte em busca dela, e qual não foi sua surpresa ao encontrar com Minerva e notar algumas semelhanças entre as duas mulheres.
Minerva é dona de uma personalidade forte e língua afiada. Não tem medo de expor seus pensamentos e ideias, o que acaba afastando os homens. Ela sabe como ninguém identificar um caça dotes. 
Sem poder confirmar se Minerva é sua Lady V, Ashe vai se aproximando mais dela, e aos poucos começa a desejar sua companhia, e não apenas por uma noite, como costuma fazer com as mulheres. Tanto Minerva como Lady V mexem com ele, e ele está decidido a tê-las para si. O problema é que Ashe descobre que sua situação financeira está precária, e ele teme que Minerva ache que esteja interessado apenas em seu dinheiro. O que não deixa de ser em parte verdade.
Com vergonha de contar sobre seu problema com os números, Ashe acaba criando um problema ainda maior, onde Minerva perde toda a confiança que tinha nele. Sem saber o que fazer, ele acaba aceitando a sugestão de seu amigo Locke (um dos Diabos  Havistham). É incrível como ele não tinha percebido isso antes, assim como ele mesmo se surpreendeu ao descobrir que era amor o que sentia por Minerva. 
Agora resta saber se o pai de Minerva aceitará sua sugestão e se a própria Minerva vai querer ouvir seu pedido. Agora era tudo ou nada, e ele não estava disposto a ficar sem sua geniosa amada.
Adorei o enredo e os personagens. Minerva está muito a frente das mulheres de sua época. Sua criação não foi nada tradicional, até porque seu pai veio de baixo. Ela não só aprendeu a ser uma dama, mas seus pais também lhe ensinaram a se defender e ter ideias próprias, além de nunca ter medo de expô-las. Eles queriam que a filha fosse feliz, e não viam problemas se ela decidisse não se casar. Se ela queria amor, e se apaixonasse por um zé ninguém, eles não se oporiam. Para eles, a única coisa que importava era que Minerva fosse feliz. Seus irmãos também não obrigavam Minerva a ser uma pessoa que ela não era ou a se casar apenas por conta de um título. Como podem ver, uma família bem diferente do que costumamos ver. 
Outro destaque que quero falar é sobre o problema de Ashe. Eu conhecia a dislexia (distúrbio caracterizado pela dificuldade em ler), mas não tinha ouvido falar em discalculia (distúrbio caracterizado pela dificuldade com números). Achei muito legal a autora ter usado Ashe para falar sobre o problema.
O Clube Nightingale usado na narrativa foi baseado no Parrot Club, uma casa criada em 1850 por três mulheres para encontrarem amantes.
Por conta de tudo isso, não vejo a hora de ler os próximos volumes, até porque, senti que teremos confusões das boas envolvendo os gêmeos...
Ficou curioso? Que tal dar uma lida nos capítulos iniciais? Para isso, basta clicar aqui.
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário 2017. Para ler as outras resenhas do desafio, basta clicar na imagem abaixo:
*Este livro foi enviado em cortesia pela editora.

Editoras Parceiras