#Resenha O Visconde Que Me Amava #2/8

Oi amigos, hoje tenho para vocês mais uma resenha desta deliciosa série criada pela Julia Quinn. Para os fãs de romance de época, sentem-se e aproveitem!

O Visconde Que Me Amava - livro 02 - série "Os Bridgertons" - Julia Quinn
304 páginas - Editora Arqueiro
Agora que sua irmã Daphe estava casada, sua mãe Violet virou para Anthony seu arsenal de casamento. Tudo bem que estava mais do que na hora dele encarar a realidade e o verdadeiro motivo de não querer se casar.
Anthony já tinha 30 anos, e como sabia que não conseguiria superar seu falecido pai em nada, nem mesmo na idade, ele tinha apenas mais 8 anos para formar sua família. Decisão tomada, ele só precisava achar a moça que seria sua esposa. Uma que tivesse as qualidades de ser uma boa mãe e esposa e que não tivesse perigo dele se apaixonar, pois já era difícil ele saber que morreria jovem, não queria mais um problema para lhe atormentar.
A joia do ano entre as debutantes era Edwina Sheffield, e se ela era a cereja do bolo, então seria sua esposa perfeita, e de quebra, ainda era linda. Simples assim, ainda mais para um Bridgerton.
Isso seria verdade senão fosse por Kate Sheffield, a irmã mais velha de Edwina e que também estava debutando, apesar de ser dois anos mais velha.
Edwina deixou muito claro a quem quisesse ouvir (e quem não quisesse também) que só se casaria com a aprovação da irmã, e era justamente isso que Anthony não tinha. Para Kate, ele era um libertino e jamais faria sua irmã feliz. Ela estava decidida a mantê-lo longe, e isso nada tinha haver com as batidas fortes de seu coração toda vez que o via...
Kate sabia que jamais um homem como Anthony olharia para ela, ainda mais tendo a linda irmã ao lado. E sendo sincera com ela mesmo, seria difícil arranjar um marido... Ela não era delicada, e nem tinha a beleza espetacular da irmã. Ela sabia que seria difícil para sua madrasta bancar financeiramente outra temporada em Londres e não era por tratá-la mal, pelo contrário. Então a hora era agora e as apostas eram para que Edwina conseguisse um bom partido e que pudesse ajudar sua família. Apesar disso, Kate queria que sua irmã se casasse por amor, que não tivesse a pressão do dinheiro atormentando sua decisão, mas definitivamente, Anthony estava fora de questão!
A vida de Anthony sempre foi relativamente fácil, com exceção da morte do pai. Kate, esta mulher bocuda, estava sendo uma pedra no seu sapato, ela conseguia despertar o pior nele...  Era muito bom irritá-la...
Acontece que este lance de gato e rato estava encobrindo sentimentos que nenhum dos dois queria enfrentar, ou pelo menos dar o braço a torcer. Kate estava começando a povoar a mente de Anthony, e ele sabia o perigo disso. Anthony não poderia ceder, ele sabia o que era preciso fazer, mas seu coração queira outro destino...
Kate em contrapartida começou a notar que seus temores eram infundados, e não tinha coragem de impedir sua irmã de ser feliz, ela a amava demais para isso, e estava disposta a abençoar seu casamento com Anthony.
Acontece que foi justamente o medo de Anthony que colocou ele e Kate frente a frente. Agora seriam os dois capazes de ir em frente e superarem seus medos?
Mais uma história envolvente que Julia presenteia seus leitores. A família Bridgerton é impar, e a participação deles na história só ajuda a enriquecer o enredo. É visível o amor que os une. Colin e Violet continuam dando um show, sem falar de Lady Whistledown, mais sarcástica que nunca, e por dentro de tudo o que acontece. A pergunta continua, quem será esta pessoa?
No final do livro temos uma carta da autora explicando o personagem de Anthony, o que casou perfeitamente com os sentimentos que ele despertou em mim.
Uma série que continua ótima e que promete muita coisa boa pela frente.
a Rafflecopter giveaway

#Resenha O Visconde Que Me Amava #2/8

Oi amigos, hoje tenho para vocês mais uma resenha desta deliciosa série criada pela Julia Quinn. Para os fãs de romance de época, sentem-se e aproveitem!

O Visconde Que Me Amava - livro 02 - série "Os Bridgertons" - Julia Quinn
304 páginas - Editora Arqueiro
Agora que sua irmã Daphe estava casada, sua mãe Violet virou para Anthony seu arsenal de casamento. Tudo bem que estava mais do que na hora dele encarar a realidade e o verdadeiro motivo de não querer se casar.
Anthony já tinha 30 anos, e como sabia que não conseguiria superar seu falecido pai em nada, nem mesmo na idade, ele tinha apenas mais 8 anos para formar sua família. Decisão tomada, ele só precisava achar a moça que seria sua esposa. Uma que tivesse as qualidades de ser uma boa mãe e esposa e que não tivesse perigo dele se apaixonar, pois já era difícil ele saber que morreria jovem, não queria mais um problema para lhe atormentar.
A joia do ano entre as debutantes era Edwina Sheffield, e se ela era a cereja do bolo, então seria sua esposa perfeita, e de quebra, ainda era linda. Simples assim, ainda mais para um Bridgerton.
Isso seria verdade senão fosse por Kate Sheffield, a irmã mais velha de Edwina e que também estava debutando, apesar de ser dois anos mais velha.
Edwina deixou muito claro a quem quisesse ouvir (e quem não quisesse também) que só se casaria com a aprovação da irmã, e era justamente isso que Anthony não tinha. Para Kate, ele era um libertino e jamais faria sua irmã feliz. Ela estava decidida a mantê-lo longe, e isso nada tinha haver com as batidas fortes de seu coração toda vez que o via...
Kate sabia que jamais um homem como Anthony olharia para ela, ainda mais tendo a linda irmã ao lado. E sendo sincera com ela mesmo, seria difícil arranjar um marido... Ela não era delicada, e nem tinha a beleza espetacular da irmã. Ela sabia que seria difícil para sua madrasta bancar financeiramente outra temporada em Londres e não era por tratá-la mal, pelo contrário. Então a hora era agora e as apostas eram para que Edwina conseguisse um bom partido e que pudesse ajudar sua família. Apesar disso, Kate queria que sua irmã se casasse por amor, que não tivesse a pressão do dinheiro atormentando sua decisão, mas definitivamente, Anthony estava fora de questão!
A vida de Anthony sempre foi relativamente fácil, com exceção da morte do pai. Kate, esta mulher bocuda, estava sendo uma pedra no seu sapato, ela conseguia despertar o pior nele...  Era muito bom irritá-la...
Acontece que este lance de gato e rato estava encobrindo sentimentos que nenhum dos dois queria enfrentar, ou pelo menos dar o braço a torcer. Kate estava começando a povoar a mente de Anthony, e ele sabia o perigo disso. Anthony não poderia ceder, ele sabia o que era preciso fazer, mas seu coração queira outro destino...
Kate em contrapartida começou a notar que seus temores eram infundados, e não tinha coragem de impedir sua irmã de ser feliz, ela a amava demais para isso, e estava disposta a abençoar seu casamento com Anthony.
Acontece que foi justamente o medo de Anthony que colocou ele e Kate frente a frente. Agora seriam os dois capazes de ir em frente e superarem seus medos?
Mais uma história envolvente que Julia presenteia seus leitores. A família Bridgerton é impar, e a participação deles na história só ajuda a enriquecer o enredo. É visível o amor que os une. Colin e Violet continuam dando um show, sem falar de Lady Whistledown, mais sarcástica que nunca, e por dentro de tudo o que acontece. A pergunta continua, quem será esta pessoa?
No final do livro temos uma carta da autora explicando o personagem de Anthony, o que casou perfeitamente com os sentimentos que ele despertou em mim.
Uma série que continua ótima e que promete muita coisa boa pela frente.
a Rafflecopter giveaway

Editoras Parceiras