#Resenha Mulherzinhas

Mais um livro lido para um dos Desafios Literários que estou participando. Este foi para completar o desafio referente aos meses do ano. O tema de fevereiro era um livro antigo. Este em questão foi publicado em 1868, e foi com ele que a autora conquistou sua tranquilidade financeira. Vamos ao livro.
Mulherzinhas - Louise May Alcott
328 páginas - Editora Círculo do Livro
Mulherzinhas na época foi escrito a pedido da Editora Roberts Brother, que queria um livro para moças. Por contas das contas que não paravam de amentar, Louise acabou a contragosto aceitando o pedido, e decidiu escrever o livro baseando o enredo em sua vida familiar.
De uma época totalmente diferente da nossa, percebemos não só os costumes, mas também a ingenuidade das pessoas.
Mulherzinhas não tem um grande enredo como pano de fundo, onde pequenas tramas de desenvolvem. Como disse no início, a autora se baseou na própria vida familiar, e é o que realmente acontece durante o livro.
Vamos lendo fatos corriqueiros da época, onde uma mãe com suas quatro filhas e a empregada, tenta sobreviver nos tempos de guerra enquanto marido não retorna para casa.
Não é passado aquele drama costumeiro característicos de enredos com guerra. O que vemos mesmo é como estas mulheres vivem seus dias, tentando ajudar a todos, aprendendo com seus erros e sendo felizes com o que possuem. Temos uma mãe que a todo instante ensina a suas filhas a beleza de amar ao próximo, da importância de não serem egoístas, de não só quererem, mas também de praticarem constantemente o bem.
Sentimentos nobres que as meninas tentavam seguir. Elas que antes da guerra tinham posses, mas que viram minguar o dinheiro ao longo do período, aprenderam a economizar e dividir o que tinham. Elas não endureceram o coração.
Um enredo bem corriqueiro, ingênuo, muitas vezes pueril, e que para mim foi muito chato. Consigo ver o sucesso que deve ter sido na época, mas a mim, definitivamente esperava um pouco mais.
Alguém já teve oportunidade de ler este livro? Já tinham ouvido falar? O que acharam?
Este livro faz parte de um dos meus Desafios Literários 2015, quem quiser acompanhar o desafio, basta clicar na imagem abaixo:
http://fabricadosconvites.blogspot.com.br/2014/12/desafio-literario-2015.html

a Rafflecopter giveaway
 

11 comentários:

  1. Rose!
    Já me espanto nessa época uma mulher escrever um livro, porque é bem complicado.
    A premissa familiar a princípio me pareceu interessante, mas como falou, o livro de certa forma é entediante, porque na verdade é uma época e conceitos não vividos por nós.
    Dou valor a quem participa dos desafios.... Boa sorte.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy, realmente, uma época difícil, e por isso me interessei pelo livro, mas infelizmente não me agradou mesmo.
      Bjs, Rose

      Excluir
  2. o enredo parecia tão bom, tinha tudo pra me conquistar: guerra, enredo triste, mas pelo seus comentários fui desanimando!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinto muito, mas o livro é mesmo chatinho.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  3. Achei bem legal aonde ela se baseia para escrever o livro. Apesar da pressão da editora, talvez. Gosto de épocas diferentes, mostram mais coisas e as que mudaram. Por o enredo não ser tão supreendente, o livro fica bem na faixa comum. Gosto de dramas e ainda mais passando em tempos de Guerra. Acharia muito legal ver a vida dessas mulheres. Acho que quando o enredo se passa em épocas, geralmente, são meio lerdos mesmo. Aquela coisa arrastante. Não todos claro. Nunca tive a oportunidade e é a primera vez que ouço sobre ele. Achei legal, mas não me interessei tanto assim.
    Beijos Rosemary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thayna, também gosto de ler sobre outras épocas, mas esta história foi tão simplória e sem graça que ficou dificil, viu.
      bjs, Rose.

      Excluir
  4. Oi, Rose.
    É difícil imaginar como viviam essas mulheres, né?!
    Nem me animo em ler o livro para não me revoltar! hehehe
    Beijos
    Camis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fiquei muito revoltada da forma como elas viviam, não teve um aprofundamento sobre nada. O livro tentava mesmo era passar que devemos ser sempre bons e caridosos, bem altruístas mesmo.
      Bjs,Rose.

      Excluir
  5. Pela resenha vejo que Mulherzinhas é um livro completamente doce,fiquei extremamente encantada.. ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Doce e muito ingênuo, bem característico da época.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.