#Resenha A Missão Agora É Amar #1

Oi amigos, hoje tenho para vocês mais uma resenha nacional, desta vez de um livro lançando recentemente pela The Gift Box Editora, e que me chamou muito atenção por querer mostrar um pouco o lado dos policiais e seus familiares. Espero que gostem!
Agora A Missão É Amar - #1 Missão BOPE - Cristina Melo
513 páginas - The Gift Box Editora
Lívia teve uma infância feliz e cercada de amor, mas isso não significa que tudo era perfeito. Com um pai policial, ela sabia os perigos que a profissão dele impunha. E foi justamente a profissão que o pai tanto amava que o levou prematuramente.
Apesar do golpe, era preciso seguir em frente, até para honrar a memória do pai. Independente, ela estava lutando para realizar seu sonho de abrir uma academia ao lado de sua melhor amiga Bia. Enquanto isso não acontecia, ela trabalhava e se dividia com o fim da faculdade e o noivado com Otávio.
Otávio era o homem que toda mulher desejava, e aceitava os desejos de Lívia, mesmo que hoje em dia não fizessem muito sentido. Pelo menos era isso que ela pensava, até se deparar com a realidade...
Mas diferente do que poderia pensar, o golpe não foi tão profundo, a não ser, claro, para seu orgulho. Decidida, ela viu que chorar por quem não a merecia não era a solução, e, mais uma vez seguiu em frente. Mas Otávio deixou claro que não ia aceitar isso, e lutaria até o fim pelo amor deles.
É neste momento de ruptura que ela conhece Gustavo Torres, Capitão do BOPE.
Gustavo é um homem forte e decidido, que vive no limite da pressão, como todo policial. Seu sonho sempre foi ser policial, e não só servir, como proteger a população, algo que ele leva muito a sério. Muito focado no trabalho, sabe que qualquer falha pode ser seu fim, ou mesmo o fim de seus companheiros. É o ônus que pagam pela profissão que abraçam.
Mas ao conhecer Lívia, o foco de Gustavo muda totalmente. Ele não consegue tirar seu "Anjo" da cabeça, e não aceita que ela fique com a má impressão que deixou. Acostumado a missões difíceis, ele traça seus planos para ganhar o coração desta linda mulher. 
Mais do que o coração dela, Gustavo terá que vencer a resistência de Lívia em querer um relacionamento com um policial. Ela sabe mais do que ninguém tudo o que a família de um policial passa, e não quer isso para sua vida.
Em meios aos problemas de um casal normal, Lívia e Gustavo precisam ainda lidar com o medo e a incerteza de um futuro assim como o ciúmes e as armações de quem não deseja os dois juntos. Com personalidades fortes, o casal terá que dosar diálogos e suas próprias personalidades. Uma história muito boa, que tem como pano de fundo as dificuldades e os medos enfrentadas por qualquer policial. E isso não se restringe apenas ao policial em si, mas também a seus familiares, ambos, tão esquecidos e desmerecidos pela sociedade e principalmente pelo Estado.
Gostei muito de Gustavo, um homem forte, mas que em meio a dureza de sua profissão sabe ser doce. É dominador e até mesmo explosivo e impulsivo, talvez características exacerbadas pela profissão, mas sabe recuar e reconhecer seus próprios erros. Lívia já é um personagem que não me desceu. Gostei do fato dela se impor e não deixar Gustavo mandar livremente não apenas na relação como nela mesma, mas em contrapartida, além de não gostar muito da petulância e empáfia dela, para mim ela teve uma atitude lamentável em relação a Gustavo. Foi como dois pesos e duas medidas, pois tenho certeza que se fosse ela no lugar dele, não teria permitido que ele abrisse a boca para qualquer tipo de explicação. E me irritou ainda mais o fato dela culpá-lo do ocorrido, em vez de culpar e tomar uma atitude contra quem realmente causou o problema. Fora que ainda se colocou como uma vítima injustiçada. Ok, ela também foi uma vítima, apesar que para mim, deu chance para o perigo, mas não foi injustiçada, pois ninguém, na posição de Gustavo, tomaria outra atitude.
Gostei muito da Bia, com sua alegria e lealdade para com Lívia, o que não impediu de mostrar os erros da amiga. Michel também é um belo coadjuvante, e o extra deles no final do livro foi muito bem vindo.
O gancho para a sequência da série me deixou com água na boca, e com certeza seguirei lendo esta série.
Vale lembrar e ressaltar, que 10% do que for arrecadado da venda deste e-book será doado para o projeto #basta e Natal Azul.
O #basta é um movimento inciado em 2009 pela jornalista Roberta Trindade, que tem como objetivo, tornar pública a quantidade de policiais mortos e baleados no Rio de Janeiro, assim como a falta de estrutura e condições de trabalho destes policiais. Já o Natal Azul, é uma festa natalina organizada pelo #basta para os órfãos destes policiais mortos. O intuito é que voluntários apadrinhem um destes órfãos. Para maiores detalhes, entre em contato em: natalazul.basta@gmail.com

#Resenha A Missão Agora É Amar #1

Oi amigos, hoje tenho para vocês mais uma resenha nacional, desta vez de um livro lançando recentemente pela The Gift Box Editora, e que me chamou muito atenção por querer mostrar um pouco o lado dos policiais e seus familiares. Espero que gostem!
Agora A Missão É Amar - #1 Missão BOPE - Cristina Melo
513 páginas - The Gift Box Editora
Lívia teve uma infância feliz e cercada de amor, mas isso não significa que tudo era perfeito. Com um pai policial, ela sabia os perigos que a profissão dele impunha. E foi justamente a profissão que o pai tanto amava que o levou prematuramente.
Apesar do golpe, era preciso seguir em frente, até para honrar a memória do pai. Independente, ela estava lutando para realizar seu sonho de abrir uma academia ao lado de sua melhor amiga Bia. Enquanto isso não acontecia, ela trabalhava e se dividia com o fim da faculdade e o noivado com Otávio.
Otávio era o homem que toda mulher desejava, e aceitava os desejos de Lívia, mesmo que hoje em dia não fizessem muito sentido. Pelo menos era isso que ela pensava, até se deparar com a realidade...
Mas diferente do que poderia pensar, o golpe não foi tão profundo, a não ser, claro, para seu orgulho. Decidida, ela viu que chorar por quem não a merecia não era a solução, e, mais uma vez seguiu em frente. Mas Otávio deixou claro que não ia aceitar isso, e lutaria até o fim pelo amor deles.
É neste momento de ruptura que ela conhece Gustavo Torres, Capitão do BOPE.
Gustavo é um homem forte e decidido, que vive no limite da pressão, como todo policial. Seu sonho sempre foi ser policial, e não só servir, como proteger a população, algo que ele leva muito a sério. Muito focado no trabalho, sabe que qualquer falha pode ser seu fim, ou mesmo o fim de seus companheiros. É o ônus que pagam pela profissão que abraçam.
Mas ao conhecer Lívia, o foco de Gustavo muda totalmente. Ele não consegue tirar seu "Anjo" da cabeça, e não aceita que ela fique com a má impressão que deixou. Acostumado a missões difíceis, ele traça seus planos para ganhar o coração desta linda mulher. 
Mais do que o coração dela, Gustavo terá que vencer a resistência de Lívia em querer um relacionamento com um policial. Ela sabe mais do que ninguém tudo o que a família de um policial passa, e não quer isso para sua vida.
Em meios aos problemas de um casal normal, Lívia e Gustavo precisam ainda lidar com o medo e a incerteza de um futuro assim como o ciúmes e as armações de quem não deseja os dois juntos. Com personalidades fortes, o casal terá que dosar diálogos e suas próprias personalidades. Uma história muito boa, que tem como pano de fundo as dificuldades e os medos enfrentadas por qualquer policial. E isso não se restringe apenas ao policial em si, mas também a seus familiares, ambos, tão esquecidos e desmerecidos pela sociedade e principalmente pelo Estado.
Gostei muito de Gustavo, um homem forte, mas que em meio a dureza de sua profissão sabe ser doce. É dominador e até mesmo explosivo e impulsivo, talvez características exacerbadas pela profissão, mas sabe recuar e reconhecer seus próprios erros. Lívia já é um personagem que não me desceu. Gostei do fato dela se impor e não deixar Gustavo mandar livremente não apenas na relação como nela mesma, mas em contrapartida, além de não gostar muito da petulância e empáfia dela, para mim ela teve uma atitude lamentável em relação a Gustavo. Foi como dois pesos e duas medidas, pois tenho certeza que se fosse ela no lugar dele, não teria permitido que ele abrisse a boca para qualquer tipo de explicação. E me irritou ainda mais o fato dela culpá-lo do ocorrido, em vez de culpar e tomar uma atitude contra quem realmente causou o problema. Fora que ainda se colocou como uma vítima injustiçada. Ok, ela também foi uma vítima, apesar que para mim, deu chance para o perigo, mas não foi injustiçada, pois ninguém, na posição de Gustavo, tomaria outra atitude.
Gostei muito da Bia, com sua alegria e lealdade para com Lívia, o que não impediu de mostrar os erros da amiga. Michel também é um belo coadjuvante, e o extra deles no final do livro foi muito bem vindo.
O gancho para a sequência da série me deixou com água na boca, e com certeza seguirei lendo esta série.
Vale lembrar e ressaltar, que 10% do que for arrecadado da venda deste e-book será doado para o projeto #basta e Natal Azul.
O #basta é um movimento inciado em 2009 pela jornalista Roberta Trindade, que tem como objetivo, tornar pública a quantidade de policiais mortos e baleados no Rio de Janeiro, assim como a falta de estrutura e condições de trabalho destes policiais. Já o Natal Azul, é uma festa natalina organizada pelo #basta para os órfãos destes policiais mortos. O intuito é que voluntários apadrinhem um destes órfãos. Para maiores detalhes, entre em contato em: natalazul.basta@gmail.com

Editoras Parceiras