#Resenha Yakusoku: A Promessa

Oi amigos, para finalizar o mês, hoje tenho para vocês mais um ebook que encontrei pelas minhas andanças pela Amazon. Espero que gostem, pois tem surpresas que eu não esperava.
Yakusoku: A Promessa - Bia Amora e Nina Gurgel
349 páginas - Amazon
Fujikishun (Shun) era filho do general Fujisaki, do Daimyo local, o Aomori. Desde pequeno aprendeu com o pai a arte da espada, lutando lado a lado com os herdeiros da casa. Ele desenvolveu uma grande amizade com Aomori Masahiko, o herdeiro do clã Aomori. Aliás, os dois tinham mais que uma forte amizade. Masahiko era na verdade, o grande amor da vida de Fujikishun...
Tudo ia bem até que o pai de Shun é acusado de traição e a família é obrigada a fugir. Mas a fuga deu errado, pois na verdade a família acabou caindo em uma emboscada, onde Shun presenciou todos seus familiares sendo assassinados. Ele mesmo só não morreu por milagre, pois foi encontrado ainda com vida por Miyamoto Jin, um membro importante do clã inimigo dos Aomori.
Depois de recuperado, ele passou a se chamar Kitanohara Shun, e começou a usar seu talento para ensinar aos Miyamoto a arte da espada, melhorando assim toda a técnica dos samurais. Ele se juntou ao clã inimigo para se vingar do clã que matou sua família. Ele queria a morte de Aomori Masahiko.
Anos se passaram e sua sede de vingança apenas crescia, até que finalmente chegou o dia de colocar seu desejo em prática. Frente a frente com seu maior inimigo e antigo amor, ele não esperava que seus sentimentos fossem voltar com tudo.
Shun e Masahiko acabaram se perdendo neles mesmos e na paixão que nunca esqueceram. Apesar disso, havia muita coisa entre eles para que o romance pudesse dar certo. Não era nem a hora e nem o momento de ficarem juntos... 
O mesmo pode-se dizer de Miyamoto Natsuko, que foi obrigada a se casar com o jovem general, braço direito do seu pai Aomori. O samurai Oda Kaito, fiel escudeiro de Masahiko, acabou sequestrando a jovem herdeira para usá-la como moeda de troca. Acontece que os dois acabaram se apaixonando, um amor que nasceu em meio a uma guerra e entre duas pessoas que não tinham como ficarem juntas, ainda mais quando o marido de Natsuko, que mesmo tendo apenas um enorme carinho por sua esposa e sendo apaixonada por Saori, uma de suas samurais, não permitiria que outro homem, ainda mais um inimigo, criasse seu filho. Jin, marido de Natsuko, não imaginava que suas ações fossem custar mais que a própria honra.
Séculos depois, Shoji Fujisaki, um importante empresário japonês, vem ao Brasil para finalizar a documentação necessária para a construção de um  Centro de Negócios voltado principalmente para o setor marítimo em Maricá. Ele e seu braço direito Noah  Michaels, que há anos vive em Tóquio, precisavam resolver alguns problemas para que a obra pudesse enfim começar. 
Acontece que Miguel Aomori, um ambientalista brasileiro, que tem suas terras bem no meio de onde seria erguido o empreendimento não aceita vendê-las a Shoji, o que causa um grande impasse para o início do empreendimento.
Em meio a várias discussões, onde tanto Miguel, quanto Shoji tentam convencer o outro da melhor ideia a ser tomada, uma grande atração nasce entre os dois. Uma atração que parece vim de séculos atrás, como se os dois já tivessem se encontrado em outras vidas. E do mesmo jeito que eles estavam em lados opostos, agora mais uma vez cada um luta pelo que acredita. Mas será que desta vez eles conseguiram resolver seus problemas sem derramamento de sangue? 
Noah por sua vez, aproveita esta volta ao Brasil para resolver o impasse com Juliana Machado, sua amiga de longa data, cujo o namoro foi rompido quando ele decidiu deixar o Brasil. Juliana continua apaixonada por ele, e deixa claro que não vai perder nenhuma oportunidade para tê-lo de volta a seus braços. Ela só não imagina que Noah começa a sentir-se atraído pelo jovem e belo Dr. Kenta Otami, seu vizinho e médico do Posto Médico local, que coincidentemente foi o médico que atendeu Shoji após um acidente de carro.
Noah que nunca se sentiu atraído por um homem, não consegue tirar o médico da cabeça, que por sua vez, deixa bem claro seu interesse por ele. Como ele vai resolver sua situação com a Juliana? Ele terá coragem de assumir seu interesse por Kenta? Juliana ama mesmo Noah, ou é apenas medo de amar outra pessoa?
Relações e sentimentos que ultrapassam vidas e que precisam ser resolvidas. Uma chance que cada um recebe para zerar suas ações e de viverem em paz com as decisões que tomam.
Quando comecei a ler, não esperava um enredo com esta pegada de reencarnação e me surpreendi com isso. Na verdade, quando comecei a ler, não sabia muita coisa sobre o livro, apenas a sinopse, que não conta quase nada do que podemos encontrar no livro.
Em nenhum momento pensei que encontraria um amor homossexual, ainda mais por se tratar na primeira fase da história de guerreiros samurais. Além de surpresa, fiquei feliz e satisfeita com isso. 
A história me prendeu desde o início, e apesar de achar que em determinado momento faltou um pouco de objetividade, é uma história boa e interessante. Vejam bem, quando digo que para mim faltou objetividade, não estou dizendo que ficaram enchendo linguiça, mas que sentia que não estava tendo uma evolução direta. É como se estivesse rodando sobre o assunto em vez de seguir por ele. Desculpem, não sei se estou sendo clara o suficiente, mas foi o que senti enquanto estava lendo, e não estou desmerecendo o enredo, pois acredite, cada página lida só me deixava mais curiosa.
Com exceção da Juliana, que achei pegajosa demais, gostei de todos os personagens e de suas características. Mesmo os da primeira fase. Vocês podem até ter estranhado os nomes, ou ficarem com medo de misturarem os personagens por conta disso, mas acreditem, isso não ocorre.
Um destaque que gostaria de dar, e não sei se é tão positivo assim, mas não vou dizer que tenha sido ruim, foram as cenas entre os casais homossexuais. Eu não conseguia, ou melhor, o enredo não me passava a imagem de dois homens, mas sim a de um casal heterossexual. Eu estranhava este fato de não conseguir ver como se fossem dois homens. Mas é algo sutil isso que senti, que só quem lê talvez perceba. Talvez muitos, ou quem sabe ninguém, fique com esta impressão, mas eu fiquei, e como disse, não vou chegar ao cúmulo de dizer que isso prejudica o livro, pois estaria mentindo.
É um romance diferente, onde temos a primeira parte acontecendo em um Japão Feudal e sua segunda parte sendo desenvolvida em dias atuais. Um enredo que me ganhou e do qual recomendo.

Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário de 2017. Para ler as outras resenhas do desafio, basta clicar na imagem abaixo:
Gostou? Quer ler também? Então aproveita!

50 comentários:

  1. Rose!
    Como gosto dos assuntos ligados a reencarnação, e sobre a cultura japonesa, gostaria de ler, mesmo que haja vingança e traição envolvida, pois são assuntos que quebram um pouco o brilho do enredo.
    Desejo uma semana tranquila!
    “Uma pergunta prudente é metade da sabedoria.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy, foi uma grata surpresa esta parte da reencarnação, pois realmente não esperava por ela.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  2. Oi, Rose.
    Preciso começar a olhas os ebooks na Amazon com mais carinho!
    Gostei da resenha!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camis, estou descobrindo boas leituras por lá.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  3. Oi, Rose.
    Me interessei bastante pela obra. Pela sua resenha, acredito que seja uma história que tem tudo para me agradar, embora essa falta de objetividade que você citou na resenha, me preocupe um pouco.
    Dica anotada!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, é que as vezes parecia que a autora não ia conseguir finalizar.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  4. Olá,

    Não conhecia o livro e seu comentário sobre a história foi bem legal. Acho que nunca li nada da cultura japonesa, seria um bom modo de conhecer um pouco mais desse país. Não acredito em reencarnação, mas não acho que isso poderia tornar a leitura ruim para mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thayenne, este ponto da reencarnação não afeta em nada, pode ler sem medo em relação a isso.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  5. Olá!
    Nossa Rose você sempre traz umas dicas bem diferentes de leitura.
    Jamais imaginaria que encontraria uma história dessas e apesar da falta de alguns pontos importantes para serem abordados e que podem deixar a leitura mais arrastada daria uma chance a leitura.
    Espero conseguir ler em breve.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, vale a pena sim. Este livro foi uma boa surpresa para mim.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  6. Oi Rose, tudo bem?
    Eu nunca tinha me deparado com esse ebook, de fato é um achado. A história tem pontos relevantes e uma reviravolta inesperada ao que me parece, assim como você iria ser surpreendida, já que a capa e nem a sinopse passam tudo o que o livro tem a proporcionar. Vou anotar a dica aqui e espero ter a chance de lê-lo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anna, a sinopse esconde muita coisa, fiquei mesmo surpresa conforme ia lendo.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  7. Eu não conhecia o livro mas não me atrai pela leitura. Gostei de saber a sua opinião sobre ele e de conhecer ovas histórias, mas não consegui me interessar tanto ao ponto de querer ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beatriz, que pena, mas quem sabe na próxima.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  8. Oi, tudo bem? Gosto das artes marciais japonesas e da cultura em si, adoraria ler um livro que traga essa cultura. Esse não é um livro que eu leria, mas gostei da sua resenha, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Célia as artes marciais não são o tema central da primeira parte do enredo, apesar de estarem presentes.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  9. Oi,
    Que livro legal! Eu não conhecia as autoras e nem o livro. Fiquei bem interessada na leitura. Não lembro de ter lido muito sobre o tema, ou com esse enredo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me surpreendi também com os temas abordados.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  10. Olá ! Tudo bom?
    Nossa que interessante, amei a premissa desse livro, acredito muito em reencarnação é i, assunto que esta muito presente no meu dia-a-dia e em minha religião, por isso fiquei bem interessada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, isso então não vai ser um impedimento para você
      Bjs Rose

      Excluir
  11. oi tudo bem
    acho legal saber um pouco sobre a cultura japonesa, amei a premissa do livro mesmo tento um pouco de traição mais gostei de saber da historia quem sabe um dia eu de uma oportunidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda, aqui não é uma traição amorosa que temos tá?
      Bjs, Rose.

      Excluir
  12. Oi Rose!
    Menina, é uma proposta bem inusitada, heim? Eu juro que quando li o nome do livro achei que se tratava de lago e só quando comecei a ler a resenha é que percebi que ele ia totalmente de encontro ao que eu achava. É uma história que foge do comum, nunca li nada parecido e fiquei interessada.
    Fico feliz que tenha gostado, é tão bom quando um livro nos surpreende de forma positiva, né? Vou ficar de olho nele na Amazon. ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Neyla, é ótimo quando nos surpreendemos positivamente.
      Bjs, Rose

      Excluir
  13. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro e achei a proposta do livro bem diferente, principalmente por se tratar dos samurais. Eu quero muito ler o livro, mas estou com receio de ficar confundindo os nomes e isso atrapalhar a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giovana, não posso afirmar que você não confundirá os nomes, mas confesso acho que não vai ter problema com isso.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  14. Oi, tudo bem?
    Bem interessante esse lance de arte de luta com espada e o enredo do livro, mas confesso que não é uma leitura que eu faria no momento.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angélica, adorei ter os samurais como parte do enredo. Uma pena que não te interessou.
      bjs, Rose

      Excluir
  15. Oi Rose,
    Eu até gosto dessa temática homoafetiva em livros, mas a premissa desse não conseguiu despertar tanto o meu interesse, por isso deixo a dica passar.
    Beijoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena Kris, quem sabe uma próxima.
      Bjs, Rose

      Excluir
  16. bem fora do comum essa ambientação em dois periodos e lugares diferentes, além do adicional homossexualidade no enredo... gosto de livros que abordem a temática LGBT mas a premissa do livro não me atraiu...

    bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena Maria, quem sabe uma próxima.
      BJs, Rose.

      Excluir
  17. Oi, Rose
    Não conhecia o livro, mas confesso que a premissa não me chamou muita atenção. Apesar de sua pequena ressalva, fico contente que foi uma boa leitura em quase todos os aspectos. Eu não sei se leria, mas valeu a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Letícia, foi uma boa leitura sim, uma pena que não te interessou.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  18. Olá Rose, esse é um livro que foge um pouco das escolhas que costumo fazer, e mesmo lendo livros variados esse é o tipo que leio bem pouco. O enredo não me chamou atenção no momento, mas não dispenso a leitura ao ler sua resenha. Bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, foi a primeira vez que peguei um enredo com samurais. Apesar de ser apenas o inicio da história, gostei.
      Bjs, Rose

      Excluir
  19. Antes de mais nada te dou parabéns pelo espírito desbravador. Nem todos tem essa coragem de conhecer histórias com temas polêmicos e se colocar em risco.
    No que diz respeito a essa relação homossexual que vc citou, talvez tenha sido proposital da autora mostrar que a relação é maior que o sexismo (ou seja o sentimento é semelhante) penso assim.
    Mas de uma forma geral foi bom conhecer essa título.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, não tenho mesmo medo de ler algo diferente do que estou habituada, e estou tendo boas experiências.
      Bjs, Rose

      Excluir
  20. Oie amore,

    Sendo sincera pouquíssimos são os e-books que leio... e esse pra ser bem sincera não me atraiu no momento.
    Passo a dica.
    Engraçado esse seu depoimento de não conseguir ver o casal homossexual... só por isso deu vontade de ler...
    Mas não sei... no momento não me atraiu!

    Beijoka!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Grazi, parece estranho mesmo, mas juro que nas cenas mais quentes não via dois homens.
      Bjs, Rose

      Excluir
  21. Adorei sua resenha! Não conhecia a história nem as autoras mas estou totalmente apaixonada pela trama! Muito interessante esse desafio! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marina, foi uma boa surpresa.
      Bjs, Rose

      Excluir
  22. Oi!
    Achei bem interessante a proposta do livro, e pela sua resenha dá pra perceber que a sinopse não conta muito mesmo da história, que ela surpreende bem o leitor.
    Uma pena que ela não seja muito objetiva, isso é bem chato em uma leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sabrina, mesmo assim foi uma boa leitura.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  23. Olá, tudo bem? Gostei muito a proposta do livro e dos pontos que você levantou na resenha, interessante também, porém achei meio confuso. Isso somado ao fato de não ter muito objetivo. Nunca li nada que envolvesse aspectos dessa cultura, então acredito que teria dificuldades. Não sei se daria uma chance, fiquei na dúvida hahaha!

    Beijos,
    www.paginasincriveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Júlia, a princípio posso ter te assustado, mas acredite, a leitura não é confusa e flui muito bem.
      Bjs Rose

      Excluir
  24. Anônimo25/6/17

    Olá! Sou Bia Amora, uma das autoras do livro. Eu e Nina ficamos muito surpresas e felizes com sua resenha. Muito obrigada por dar uma chance ao livro.
    Seu feedback foi muito importante para nós, tanto nos aspectos positivos que você mencionou, quanto nas críticas, principalmente em relação aos aspectos negativos. É muito importante para um autor saber a opinião do leitor.
    Tentamos abordar assuntos dos quais gostamos, como o universo samurai e reencarnação e, na verdade, não sabíamos se daria certo misturar esses dois elementos, abordando-os em dois países diferentes. Ainda mais, tendo como protagonustas, casais homossexuais.
    Por isso, sua resenha foi muito importante e especial para nós.
    Mais uma vez, muito obrigada por ler, resenhar e divulgar nosso livro!
    Seremos sempre gratas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia, em minha humilde opinião, deu uma ótima mistura, ainda mais porque não costumo ver isso nos livros, samurais, reencarnação, homossexualismo... Sei que sua preconceituoso,mas quando penso em samurai, não pensaria em homossexualismo, e ver isso no enredo foi ótimo, gostei mesmo. Vocês estão de parabéns e desejo sucesso para a dupla.
      Bjs Rose

      Excluir
  25. Anônimo25/6/17

    Muito obrigada mesmo.
    Você tem razão, é um pouco dificil associar, mas segundo nossas pesquisas, não era incomum a homossexualidade entre os samurais (shudo).
    Tem até um filme japonês antigo que aborda o tema: Gohatto.
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço este filme, mas não é difícil de imaginar o homossexualismo entre eles, como eu disse, é apenas uma questão de visão mesmo.
      Bjs!

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.