#Resenha Montanha da Lua

Recentemente fechei uma parceria com a autora Mari Scotti, e apesar dos inúmeros elogios a seus trabalhos, não tinha lido nada dela ainda. Então estava bem curiosa em relação a esta minha primeira leitura. Espero que gostem!

Montanha da Lua - Mari Scotti
250 páginas - Amazon
Este foi meu primeiro contato com o trabalho da autora, e apesar de ter gostado, o enredo me deixou em uma espécie de corda bamba.
O livro trás a história de Mical Baudelaire Nashgnan. Mical perdeu os pais ainda menina, e fora criada pelos tios. O tio sempre foi o mais carinhoso, ao passo que as diferenças entre sua tia e seu pai parecem não ter abrandado com o tempo, o que acabou refletindo na relação das duas. O pior era Mical nem ter ideia do porquê da desavença entre eles.
Mas com o passar dos anos, Mical percebeu que sua tia mantinha um certo grau de frieza com todos, inclusive o próprio marido. As desavenças entre as duas agravaram-se quando Mical Não aceitou casar-se sem amor. Ela preferia ficar solteira a seguir com um casamento por conveniência. Sua herança lhe permitia viver sem este tipo de preocupação, e assim foi até seus 34 anos, quando ao voltar da casa de sua melhor amiga, ela é perseguida e acaba desmaiando.
Ao acordar, Mical encontra-se em um quarto desconhecido sendo vigiada por um homem. Com medo, ela teve seus piores pensamentos. Depois com calma, achou que seria um sequestro, e tentou manter-se fria e atenta, pois não se entregaria sem lutar.
Mas nada disso era verdade, o homem em questão era Octávio  Hallinson Segundo, o Duque de Busquet. Mas como um Duque poderia viver naquele casebre miserável? Seria verdade que os homens da família Hallinson maltratavam suas esposas até as levarem a loucura? Estas eram apenas algumas das milhares de perguntas que Mical tinha.
Muitas dúvidas iam surgindo na cabeça de Mical e o comportamento ambíguo de Octávio só gerava mais dúvidas.
Conforme o tempo passou e Mical ficou presa no casebre, hora por conta de seus ferimentos, hora por conta dos ferimentos de Octávio, os sentimentos em relação a ele forma mudando. E quando ela voltou para casa, era lá na montanha que deseja estar.
Ela não imaginou que aqueles breves dias também haviam mudado Octávio. Ele que havia renegado a própria vida, resolveu voltar para suas terras e obrigações, entre elas ter um herdeiro. A escolhida para isso? Mical.
Mas a jovem de cabelos vermelhos e olhar desafiador não imaginava o que enfrentaria pela frente...
A maldição dos Hallinson continuava a atormentar Octávio, que temendo que ela recaísse sobre Mical, fechou seu coração. Mical não sabia como lidar com a situação, e seu casamento parecia caminha para o fracasso. Isso pareceu ainda mais concreto quando o amor do passado aparece para cobrar um juramento a Octávio.
Traída e amargurada, Mical resolve se afastar de vez de Octávio. Ela já estava cansada da montanha russa que era viver ao seu lado. Agora só resta uma chance para os dois, será que Octávio será forte o suficiente para vencer esta maldição?
Como eu disse, eu gostei do enredo, mas alguns detalhes me incomodaram. O fato de um homem estudado como Octávio (ele era médico) acreditar tão piamente em uma maldição a ponto de fazer com que ele se afastasse da esposa era uma coisa que eu não conseguia engolir muito bem. O medo de Mical na noite de núpcias também achei meio exagerado. Tudo bem que a forma como a tia explicou meteria medo em muita gente, mas ela tinha amigas casadas, se fosse tão terrível assim, ela teria sabido antes. Então eu me lembrava que a história estava sendo situada em muitos nos atrás, na época de reis e rainhas, onde pessoas realmente tinham este tipo de crendices e acreditavam piamente nela. Mesmo assim era uma coisa que não engolia muito bem. Fora isso, tanto o enredo como a escrita da autora me envolveram. Destaque para o fiel escudeiro de Octávio, Anthony que mesmo sendo um empregado, não deixava de dizer umas poucas verdades para ele. Mical também foi uma personagem forte, apesar de ingênua em determinados momentos, como quando não sabia onde Octávio estava, coisa simples de saber até para uma criança...
Como o livro é narrado por Octávio e Mical, é possível perceber o medo real que Octávio tem da maldição. A irracionalidade deste medo faz este homem tão forte virar uma criança perdida. Esta percepção deixa a leitura ainda mais interessante no meu ponto de vista.
Não deixem de conferirem o Book Trailer do livro:
a Rafflecopter giveaway

32 comentários:

  1. Rose!
    Fechei parceria com ela também, mas ainda não tive oportunidade de ler o livro.
    Vou ler para ver o que acho.
    “O saber é saber que nada se sabe. Este é a definição do verdadeiro conhecimento.”(Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Top Comentarista fevereiro, 4 livros e 3 ganhadores, participe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga, espero que goste!
      Bjs, Rose.

      Excluir
  2. Oi Amiga,
    Bem quando eu li me senti na própria época por isso para mim tudo se encaixou, já que a mente do ser humano poder ser maravilhosa para umas coisas e destruir a mesma, por motivos bobos. Da maneira que colocou se fosse na atualidade pensaríamos que eles seriam pessoas com problemas mentais, mas para a época mesmo o mais estudado tinha seus problemas. E Mical mesmo tendo esses momentos ingênuos foi perfeita pra mim, não faz muitos anos que as pessoas começaram a revelar como era a tal noite de núpcias e com o que a própria tia falou, é de morrer de medo. Mas gostei da maneira que ele encarou a situação e mostrou a verdade pra ela. Claro que a insistência achei um pouco demais, já que ela ja nutria sentimentos por ele. Mas a personagem criada na mente da autora de repente sentiu necessidade de fazer o desenrolar ser dessa maneira.

    Beijos
    http://amagiareal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga, por isso quis ressaltar no final sobre a época em questão, e de como estas coisas eram normais, ainda que pra mim este detalhe não tenha "rolado" muito bem. Mesmo assim a leitura é prazerosa.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  3. Oi Rose, não conhecia a autora mas adorei a resenha.
    o livro parece ser muito bom.
    sucesso à vocês!
    Bjos

    http://paraisodasideas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Milla, é uma leitura gostosa de se fazer.
      Bjs,Rose

      Excluir
  4. Ainda não conheço a autora, mas achei a resenha bem legal e a capa é linda! Valeu pela dica!

    Bjs,

    http://tamiresdecarvalho.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Tamires, caso leia espero que goste.
      Bjs, Rose

      Excluir
  5. tenho lido muitas resenhas desse e de outros livros da autora, pelo visto sua opinião só vem a confirmar a beleza da trama e meu desespero pra ler
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila, é um gênero que normalmente você gosta, então acho que vale sim você ir atrás para ler.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  6. Oi!
    Faz um tempo que estou de olho nesse livro, gostei bastante da historia e me deixou bem curiosa principalmente pela a tia de Mical e pelos segredos de Octávio e gostei de ser um romance de época que é um gênero que adoro !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suzana, que bom! Espero que leia e goste!
      Bjs, Rose

      Excluir
  7. ée, esses errinhos [falhas] no enredo não me agradariam na leitura, ouso dizer...
    meus parabéns pela parceria... eu fui parceira dela por um tempo mas não tinha lido nada dela... acredito que não é minha praia mesmo, o gênero que ela escreve, e então desfiz...
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria, entendo. Não adianta mesmo se manter uma parceria se o gênero não é o seu. É ruim para ambos os lados.
      Bjs, Rose

      Excluir
  8. Oi Rose!!!
    Quando vi a capa pensei que fosse tipo uma releitura de Chapeuzinho Vermelho, mas pelo que deu para perceber não é.
    Não conhecia a autora, mas gostei da resenha ;)
    Parabéns pela parceria!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem nada de chapeuzinho! kkkkk
      Bjs!

      Excluir
  9. Hello :)

    Não sei bem se o enredo me atraiu ou não, mas por ser ebook, vou deixar passar.

    Beijinhos e que a Força esteja com você!
    Cantinho Cult
    Galera Geek

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia, você não lê ebook?
      Bjs, Rose

      Excluir
  10. Rose, acredita que estou a meses para ler esse livro, mas acaba que nunca dá certo?
    Amo romances de época ou históricos e quero muito ler algo da Mari.
    Sinto que vou gostar muito.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este uni o útil ao agradável...
      Bjs!

      Excluir
  11. Gente eu estou apaixonada pela capa do livro e achei a premissa interessante. O que mais me agrada w me deixa curiosa é ter uma maldição na história. Fiquei curiosa.
    Está na minha lista já.
    JJ
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, que bom que gostou. A maldição realmente é o centro de toda o enredo.
      Bjs, Rose

      Excluir
  12. Olá Rose, adoro seu blog porque você sempre apresenta ótimas dicas e novidades...eu quase sempre desconheço as obras que você apresenta e fico cada dia mais entusiasmada, é tanta dica boa que minha lista de próximas leituras não para de crescer.

    Ótima resenha ;)

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Quel, que bom, fico feliz em saber. também pego ótimas dicas de leitura no seu blog.
      Bjs, Rose

      Excluir
  13. Oi Rose,
    Eu sou fã declarada de romances de época. Ainda não tinha ouvido falar desse apesar da autora ser bastante elogiada.
    Acho que as coisas que te incomodaram realmente tem a ver com a época, a medicina não era tão evoluida e sexo era tabu total, não se discutia.
    Como gostei do enredo, vou dar uma chance depois te conto o que achei.
    bjs
    Luana Lima
    http://blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana, sim eram coisas bem típicas da época mesmo. A Mari escreve muito bem, e mesmo com este detalhe, é um enredo que me prendeu.
      Bjs, Rose

      Excluir
  14. Gostei da pegada que o livro apresentou, também ouço mt sobre a autora, mas nunca li nada dela. Acho que essas percepções que te incomodaram farão a mesma coisa comigo, mas não seria uma leitura que eu descartaria, sabe? É um romance de época... é quase impossivel de resistir... rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raíssa, como eu disse, são coisas típicas a época relatada, e apesar de não terem me agradado, não fica em nenhum momento fora do contexto. Mas é estranho ler.
      Bjs, Rose

      Excluir
  15. Fiquei curiosa para ler esse livro, adorei a trama! Que venha mais livros bons como esse com a parceria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica, espero que sim, pois leio muitas coisas positivas dela.
      Bjs, Rose.

      Excluir
  16. Serei sincera quanto a crítica Rose, você leu um livro de época, tem que tirar da mente como as coisas são hoje em dia. A crendice e as mulheres não conhecerem nada do que acontece entre homem e mulher são coisas típicas do século em que a história ocorre. Eu ser fiel a época não deve ser uma crítica, me desculpa. No mais, fico feliz que gostou da história! Só achei importante ressaltar sobre a época porque é um livro histórico. Quando bucar parcerias deste gênero de novo, tenta sair da sua vida atual e se imaginar sendo uma pessoa que acredita em mitos, em crendices como uma religião e que é tão inocente quanto um bebê, vai te ajudar. *_*

    Beijocas!
    Mari Scotti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, sim eu sei que é uma época bem diferente da nossa, até ressaltei isso na resenha, mesmo assim foi uma parte que realmente me incomodou. Como sempre leio romances de época estou acostumada com os costumes relatados.
      Bjs e sucesso
      Rose

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.