#Resenha Filho do Pecado

Oi amigos, hoje temos mais uma resenha da Olívia, e pelo visto vem coisa boa por ai...

Filho do Pecado - Fernando H. De Marchi
422 páginas - Editora Independente
Sinceramente o livro de início não me prendeu nem um pouco e pensei que não ia conseguir lê-lo por ser escrito de forma indireta e explicativa. Não é aquele livro que o leitor vai descobrindo como tudo ocorreu através dos personagens ao conhecê-los e por seguir a leitura, mas o narrador conta como tudo sucedeu. Particularmente, esse tipo de escrita inicial me cansa. Mas é só a escrita inicial! Não todo o livro.
A história se dá pela evolução da biotecnologia que influenciou drasticamente a agricultura e a medicina, e da robótica que fundiu as tecnologias mecânica, elétrica, eletrônica e computacional, formando uma inteligência artificial. Robôs usados para salvar vidas. Logo, com a união delas dá-se origem a biorrobótica, uma tecnologia que criou os nanorobots – microrrobôs usados na medicina para intervenção médica e na corrente sanguínea, que funcionavam como anticorpos, identificavam, perseguiam e eliminavam as principais doenças no ser humano. Tudo muito mais funcional e eficiente que a medicina tradicional. O grande problema foi: a escravidão pela tecnologia, a busca de verbas para manter essas pesquisas, pois o primordial era a tecnologia ao bem comum.
Um programador – Millian Fezinki, 24 anos -, autônomo, usando princípios quânticos, cria uma inteligência artificial capaz de simular a inteligência humana, funda a empresa MIF, que consistia por devorar outras empresas menores, até que com 102 anos indo para a formatura de seu filho caçula ocorre um acidente, vindo a falecer.
Assim, Esdras – 23 anos, psicólogo -, se torna o único herdeiro de uma fortuna inestimável com a incumbência de entender e continuar de onde o pai havia parado. Um robô – que o pai havia preparado caso viesse a faltar – auxilia Esdras, já que conhecia todos os mecanismos da empresa e operações secretas da empresa. Assim, fica a par do tamanho do poderio de sua empresa que nada mais é como um centro de comando mundial de empresas para todas outras menores e que engloba até as concorrentes.
Usando a psicologia amplia os benefícios para os funcionários dando a eles maiores condições de vida, capacitação profissional e ensino gratuito para seus filhos, ganhando a adoração deles aumentando o conceito da empresa para todo o mundo por ter uma qualidade extrema, sendo prestigioso trabalhar nela. A empresa passou a se estabelecer como uma família mundial devido o poder e influência, passando por cima até das respectivas nações. Passa a ser ensinado um só idioma nas escolas e faculdades da empresa e nela só se fala ele.
Até esse ponto os países só passam a desconfiar... E Esdras chega a influenciar na política, derruba vários presidentes... para manter seu poder, e é ai que ele passa a ver o motivo de seu pai ter escondido seu poderio, vários começam a boicotar sua empresa e tudo mais, por causa da desconfiança. E não é por menos, o cara é um ditador mundial... aprova leis internacionais para favorecer sua empresa.
Aos 65 anos nosso Esdras conta ao mundo seu verdadeiro poderio de todas as empresas e as unifica, detendo nada mais nada menos do que 80% de toda a tecnologia de ponta de todas as áreas, no mundo todo. MIF se tonou uma nação espalhada dentro de todas as nações. Nasce um Novo líder mundial – uma empresa.
Toda essa explicação é feita em 90 páginas, passando isso o livro fica muito, muito interessante. Foi necessária para mostrar como o ser humano e o mundo tinha evoluído, e para explicar como Esdras passa a buscar não só toda tecnologia para si, como também fica aficionado a desvendar os mistérios da fé e da mente através de pesquisas.
Ele consegue pegar alguns objetos que pertenciam a Cristo e através dele e do Santo Sudário clona 140 crianças com o material genético de Cristo sob a supervisão da seguinte equipe:
Jamal Carniel – especialista em clonagem – 76 anos.
Gabriel Veltrer – médico de 34 anos, especialista nos segredos do cérebro, ateu.
Abeli Sactra – designer de software, 32 anos, especialista em biorrobótica com ênfase em inteligência artificial.
Hiroto Maeda – engenheiro mecatrônico, 65 anos.
E tudo começa a ficar misterioso e intrigante entre o clone Davi e seu pai Otachi. Davi apresenta “poderes” que Gabriel logo rebate e Abeli acredita, a única cientista não cética da equipe. E a coisa começa a ficar feia. Coisas sobrenaturais começam a acontecer e a equipe começa a questionar a sanidade de alguns.
Muita confusão acontece, perseguição, morte e uma reviravolta muito boa.
Desse momento em diante não dá para parar de ler o livro. Os diálogos de Davi podem ser grandes, porém possui uma clareza muito grande e alcance para quem lê, principalmente naqueles que acreditam na bíblia.
Li algumas resenhas que falavam que o livro se perdeu. Não acredito nisso, foi o que o autor quis fazer, o propósito dele era a questão da fé x tecnologia, do certo e o errado, do bem e do mal.
O livro é muito bom, amei cada pedacinho dele, apesar do começo cansativo. Mostra muitos aspectos de como muitas vezes pensamos estar fazendo algo certo e não analisamos o que está por trás daquilo, e na verdade fomos levados a pensar que aquilo é a verdade. É um livro que te faz pensar se suas atitudes são realmente o que deseja de fato, ou se fazem parte da manipulação ardilosa da sociedade.
Compensa ser lido, foi um livro que terminei com o coração muito alegre, e leve, apesar de todos os acontecimentos finais serem um tanto trágicos. O autor está de parabéns, quero ler outros livros dele!
Agradeço a Rose por ter passado essa leitura para que lesse e peço desculpa pela demora em lê-lo. Espero que esse ano que iniciou não seja tão complicado como o anterior para que eu possa ler mais livros.
Desejo a todos um Feliz 2016! (mesmo atrasado)
Fale o que aprendeu sobre liberdade com a Bíblia.
– Aprendi que liberdade não é a ausência de regras, mas a ausência da vontade de quebrá-las.
– A Bíblia ensina isso?
– A Bíblia diz que somos livres, não é mesmo?
– Sim.
– Mas ela nos impõe regras!
– Correto.
– E como é possível ser verdadeiramente livre aprisionado a incontáveis regras? – perguntou Davi.
– Somos livres para escolher se queremos ou não segui-las! – respondeu Dante. – Ninguém é obrigado!
a Rafflecopter giveaway

28 comentários:

  1. Oi, Olívia.
    Achei sua resenha bem interessante, mas acho que esse livro não faz muito o meu tipo!
    Não sei se é a temática ou foi a forma como você disse que o autor desenvolveu a história... Mas alguma coisa me incomodou!!
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva
    www.leitoracompulsiva.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camis, eu tenho o ebook deste livro, mas ainda não parei para ler. Confesso que estou em dúvida.
      Bjs, Rose

      Excluir
  2. oi flor, apesar dos pontos baixos da trama muito sinceramente elencados por você, não posso deixar essa leitura passar, a premissa é muito interessante!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila, que bom que se interessou, espero que leia e goste!
      Bjs< Rose

      Excluir
  3. Resenha excelente, mas infelizmente não faz o meu estilo...com certeza seria um livro que não conseguiria ler.. 😨
    http:// www.lostgirlygirl.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena Nádya, mas cada um tem seu gosto e sempre deve ser respeitado.
      Bjs, Rose

      Excluir
  4. Olá :D
    Achei a premissa bem interessante e fiquei com muita vontade de conhecer todo esse império que foi construído em 90 páginas.
    Abraço
    http://interessantedeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eli, foi mesmo uma coisa grande para poucas páginas.
      Bjs, Rose

      Excluir
  5. Olá.
    Muito boa sua resenha, mas acho que não faz meu gênero esse livro.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena, mas entendo muito bem.
      Bjs, Rose

      Excluir
  6. poxa, pela capa do livro achei se tratar de algo relacionado a terror mas nunca imaginei que tivesse robô no livro. xD mas a premissa dele parece intrigante, meio que um thriler bem trabalhado... vou anotar a sugestão, se tiver chance, leio... :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria, também pensei que era voltado ao terror :)
      Bjs, Rose

      Excluir
  7. Olá, adorei a Resenha! Mas a história não me empolgou, quem sabe num outro momento.
    Bjs

    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Tenho que ser sincera, julguei o livro pela capa - logo no começo da sinopse-, mas fiquei muito interessa após ler a sua resenha, realmente é um tema muito interessante e reflexivo.. tecnologia X religião , gera um bom debate! Vou coloca-lo na minha lista de leituras!!

    Parabéns pela clareza da resenha!

    Bjbj
    Keyla - http://blogleituraterapia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Keyla, debate pra lá de metro...
      Bjs, Rose

      Excluir
  9. Que bom que o livro é cansativo somente no início. A princípio, a história não me chama muito a atenção, embora tenha adorado a sua resenha, muito objetiva e esclarecedora, além de bem escrita. Por enquanto deixarei a dica de lado, quem sabe futuramente resolvo dar uma chance ao livro, que, afinal de contas, parece ter seus pontos positivos.

    Tatiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tatiana, felizmente mesmo, já pensou uma leitura cansativa, mesmo que com poucas páginas parece nunca ter fim.
      Bjs, Rose

      Excluir
  10. Oi,
    Eu gosto de livros nessa temática, e ele parece ser interessante e questionador.
    Sua resenha também deixou tudo bem explicado.
    Gostei, vou colocar na lista.
    bjs
    Luana Lima
    http://blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Bem, a resenha muito bem detalhada, mas a temática do livro não me chamou atenção. Então passo essa historia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena Jéssica, mesmo assim obrigada!
      Bjs, Rose

      Excluir
  12. Eu li uma vez um livro que fala sobre a clonagem de Cristo pelo sudário e tal e achei muito criativo e adorei, mas até então não tinha pesquisado outra coisa no estilo. Aí comecei a achar esse tipo de literatura em tudo quanto é lugar e comecei a perder o interesse. Não consigo imaginar alguém escrevendo sobre isso de uma forma diferente do que já conheço, então acabei desanimando. :/ O tema e a capa não me chamaram atenção e só de lembrar da preguiça que ando tendo pra ler e saber que o inicio é arrastado, já sei que nem vou conseguir terminar e leitura deste. :/

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raíssa eu ainda não li nada do gênero para falar a verdade, mas este inicio moroso está me deixando com o pé atrás.
      Bjs, Rose

      Excluir
  13. Super interessante sua resenha e o tema do livro. Acho incrível quando um livro levanta discussões, ainda mais nessa coisa toda de ciência e fé.
    Que bom que mesmo com um começo cansativo o livro te ganhou. Infelizmente não me pareceu o tipo de leitura que procuro no momento, então esse eu passo por enquanto.
    Beijinhos,
    Lica
    amoreselivros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lica, também acho ótimo quando uma leitura levanta estas discussões.
      Bjs, rose

      Excluir
  14. Oi Olívia!
    Para um pessoa formada em TI tenho certeza que se lesse esse livro ia achar coisas que para nós seria dito como impossível acontecer, mas como eu sempre leio e assisto algo nessa situações com mente aberta então posso dizer que o livro parece realmente ser interessante.
    Ao todo adorei a história e realmente parece que o autor soube dosar ao certo.
    E é isso até uma próxima!!! o/

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre mantenho minha mente aberta durante uma leitura, já ir pensando que tudo é improvável é melhor nem ler.
      Bjs, Rose.

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.