#Resenha Rainha das Sombras #4

Oi amigos, hoje vou dar sequência na série Trono de Vidro que está simplesmente ótima!!! Para quem ainda não conhece, convido a conhecer. Mas, fiquem calmos, a resenha não contém spoiller dos livros anteriores.

Rainha das Sombras - #4 Trono de Vidro - Sarah J. Maas
644 páginas - Galera Record
Com 10 anos de atraso, a Rainha de Terrasen está de volta e disposta a tudo para vingar todos que lhe foram tirados, e a morte e escravidão de seu povo.
A assassina Celaena Sardothien está morta, em seu lugar nasce Aelin Galathynius, cheia de poder e ciente do longo e complicado caminho que terá que percorrer até destruir seus inimigos e chegar ao seu trono de direito.
Nesta jornada ela não estará sozinha. O príncipe feérico Rowan será mais do que sua sombra, será sua força e farol, o apoio necessário para os momentos mais tensos... e teremos muitos!
O início de tudo isso será o resgate de seu primo Aedion, o general do Norte que o cruel Rei condenou a uma execução pública. Logicamente, ele pretende que esta execução seja uma armadilha para nossa heroína...
Mas não é só por Aedion que Aelin lutará, em sua lista, tem ainda Chaol e Dorian, que foram e são muito mais que amigos. Mesmo que o atual momento entre Aelin e Chaol esteja estremecido e estranho. Ambos se culpam e culpam um ao outro pelos acontecimentos que acabaram culminando da escravidão de Dorian pelo próprio pai.
Pesava ainda o fato de ambos não terem certeza se Dorian ainda vivia mesmo com o demônio dentro de si. Seria muito difícil para eles terem que sacrificar o amigo para conseguirem derrotar o rei.
E conforme Aelin ia traçando planos e seguindo rumo a batalha que poderia ser tanto a sua morte como o começo de sua caminhada ao trono, mais descobertas e acertos de conta ela ia acumulando. Ela não deixaria por menos nada do que fizeram contra ela e principalmente contra aqueles que ama.
Apesar disso, Aelin é inteligente o suficiente para saber que para sua vingança dar certo, é preciso antes fazer algumas alianças, mesmo que na outra ponta esteja alguém que ela quer e pretende ver morto.
Como em uma grande partida de xadrez, onde não só a inteligência, como também a astúcia e a força estavam juntos, Aelin e sua corte vão seguindo em frente, rumo ao Castelo de Vidro, para libertar não só seu povo, como também a eles próprios. Enfrentando diversos e poderosos inimigos, qualquer passo em falso é a morte. Em um mundo onde o mal está ficando mais forte e que ninguém está a salvo, o inimigo de ontem pode ser o aliado de hoje.
Que enredo!!!! Fiquei com o coração na mão durante toda a leitura, esperado a morte de cada personagem que eu tanto amo. Uma história dinâmica, onde é complicado pausar a leitura. Temos boas e grandes descobertas, reviravoltas inesperadas e a morte como companheira constante, pairando na cabeça de todos. Até a parte das bruxas, que tanto me incomodou no livro anterior, aqui ganhou uma nova, importante e empolgante situação.
Aelin foi sensacional. Inteligente, fria, calculista, forte, lutadora, uma verdadeira Rainha. Ela estendeu a mão quando necessário, mas também passou por cima quando foi preciso. 
Uma coisa que mais uma vez me chamou atenção foi a força da amizade entre Chaol e Dorian. A mesma força já mostrada no livro anterior, ficou ainda mais comprovada neste volume. A cena em que Aelin e Chaol tentam salvar o príncipe Dorian é de arrepiar, e me deixou com a respiração em suspenso.
Agora, é respirar fundo e seguir para o próximo volume, pois muita coisa ainda tem que acontecer para que Aelin veja sua Terrasen soberana.
Indico esta série para todos que gostam de uma boa fantasia, recheada de muita conspiração, luta pelo poder e que deixam o leitor sem saber onde tudo vai parar.

Perdeu as resenhas dos livros anteriores? Então clique abaixo e leia!

 

#Resenha Rainha das Sombras #4

Oi amigos, hoje vou dar sequência na série Trono de Vidro que está simplesmente ótima!!! Para quem ainda não conhece, convido a conhecer. Mas, fiquem calmos, a resenha não contém spoiller dos livros anteriores.

Rainha das Sombras - #4 Trono de Vidro - Sarah J. Maas
644 páginas - Galera Record
Com 10 anos de atraso, a Rainha de Terrasen está de volta e disposta a tudo para vingar todos que lhe foram tirados, e a morte e escravidão de seu povo.
A assassina Celaena Sardothien está morta, em seu lugar nasce Aelin Galathynius, cheia de poder e ciente do longo e complicado caminho que terá que percorrer até destruir seus inimigos e chegar ao seu trono de direito.
Nesta jornada ela não estará sozinha. O príncipe feérico Rowan será mais do que sua sombra, será sua força e farol, o apoio necessário para os momentos mais tensos... e teremos muitos!
O início de tudo isso será o resgate de seu primo Aedion, o general do Norte que o cruel Rei condenou a uma execução pública. Logicamente, ele pretende que esta execução seja uma armadilha para nossa heroína...
Mas não é só por Aedion que Aelin lutará, em sua lista, tem ainda Chaol e Dorian, que foram e são muito mais que amigos. Mesmo que o atual momento entre Aelin e Chaol esteja estremecido e estranho. Ambos se culpam e culpam um ao outro pelos acontecimentos que acabaram culminando da escravidão de Dorian pelo próprio pai.
Pesava ainda o fato de ambos não terem certeza se Dorian ainda vivia mesmo com o demônio dentro de si. Seria muito difícil para eles terem que sacrificar o amigo para conseguirem derrotar o rei.
E conforme Aelin ia traçando planos e seguindo rumo a batalha que poderia ser tanto a sua morte como o começo de sua caminhada ao trono, mais descobertas e acertos de conta ela ia acumulando. Ela não deixaria por menos nada do que fizeram contra ela e principalmente contra aqueles que ama.
Apesar disso, Aelin é inteligente o suficiente para saber que para sua vingança dar certo, é preciso antes fazer algumas alianças, mesmo que na outra ponta esteja alguém que ela quer e pretende ver morto.
Como em uma grande partida de xadrez, onde não só a inteligência, como também a astúcia e a força estavam juntos, Aelin e sua corte vão seguindo em frente, rumo ao Castelo de Vidro, para libertar não só seu povo, como também a eles próprios. Enfrentando diversos e poderosos inimigos, qualquer passo em falso é a morte. Em um mundo onde o mal está ficando mais forte e que ninguém está a salvo, o inimigo de ontem pode ser o aliado de hoje.
Que enredo!!!! Fiquei com o coração na mão durante toda a leitura, esperado a morte de cada personagem que eu tanto amo. Uma história dinâmica, onde é complicado pausar a leitura. Temos boas e grandes descobertas, reviravoltas inesperadas e a morte como companheira constante, pairando na cabeça de todos. Até a parte das bruxas, que tanto me incomodou no livro anterior, aqui ganhou uma nova, importante e empolgante situação.
Aelin foi sensacional. Inteligente, fria, calculista, forte, lutadora, uma verdadeira Rainha. Ela estendeu a mão quando necessário, mas também passou por cima quando foi preciso. 
Uma coisa que mais uma vez me chamou atenção foi a força da amizade entre Chaol e Dorian. A mesma força já mostrada no livro anterior, ficou ainda mais comprovada neste volume. A cena em que Aelin e Chaol tentam salvar o príncipe Dorian é de arrepiar, e me deixou com a respiração em suspenso.
Agora, é respirar fundo e seguir para o próximo volume, pois muita coisa ainda tem que acontecer para que Aelin veja sua Terrasen soberana.
Indico esta série para todos que gostam de uma boa fantasia, recheada de muita conspiração, luta pelo poder e que deixam o leitor sem saber onde tudo vai parar.

Perdeu as resenhas dos livros anteriores? Então clique abaixo e leia!

 

Editoras Parceiras