#Resenha O Sétimo Dia #2/3

Oi amigos, hoje tenho a resenha do último livro do meu Desafio Literário 2019 dos Ig's Irmãos. Espero que gostem!
Não há spoiller do livro anterior
O Sétimo Dia - #2 A Cela - Kerry Drewery
336 páginas - Editora Astral Cultural
O sistema prisional estava falido e totalmente corrompido. Era preciso uma nova forma de aplicar justiça e tornar as cidades mais seguras. Foi assim que surgiu o "Voto para Todos", onde a justiça é feita pelo voto através de programas de TV como: "Olho por Olho", "Morte é Justiça" e "Campainha da Justiça".
É o cidadão que vota quem é culpado ou não, quem merece ou não morrer no corredor da morte, que agora dura apenas uma semana.
E foi deste sistema que Marta conseguiu sair inocente pelo assassinato de Jackson Paige. Mas, o tormento dela não acabou, pois no seu lugar estava seu namorado Isaac, filho de Paige.
Agora ela tinha 7 dias para provar que Isaac atirou em legítima defesa. Não seria algo complicado diante das provas que ela e seus amigos tinham. Provas inclusive que ele usou para inocentá-la. O problema é que não interessa a ninguém que estas provas ganhem força, principalmente para aqueles que realmente exercem o poder nesta nova justiça.
O enredo continua bem aberto e imprevisível, coisa que eu gosto, pois me deixa na expectativa para o final. Só não gostei da Marta, achei que ela ficou igual "barata tonta" e não saía do lugar. Muita inocência e insegurança para meu gosto, mas de resto, vale com certeza a leitura.

Perdeu a resenha do livro anterior? Então clica abaixo e leia!





#Resenha O Sétimo Dia #2/3

Oi amigos, hoje tenho a resenha do último livro do meu Desafio Literário 2019 dos Ig's Irmãos. Espero que gostem!
Não há spoiller do livro anterior
O Sétimo Dia - #2 A Cela - Kerry Drewery
336 páginas - Editora Astral Cultural
O sistema prisional estava falido e totalmente corrompido. Era preciso uma nova forma de aplicar justiça e tornar as cidades mais seguras. Foi assim que surgiu o "Voto para Todos", onde a justiça é feita pelo voto através de programas de TV como: "Olho por Olho", "Morte é Justiça" e "Campainha da Justiça".
É o cidadão que vota quem é culpado ou não, quem merece ou não morrer no corredor da morte, que agora dura apenas uma semana.
E foi deste sistema que Marta conseguiu sair inocente pelo assassinato de Jackson Paige. Mas, o tormento dela não acabou, pois no seu lugar estava seu namorado Isaac, filho de Paige.
Agora ela tinha 7 dias para provar que Isaac atirou em legítima defesa. Não seria algo complicado diante das provas que ela e seus amigos tinham. Provas inclusive que ele usou para inocentá-la. O problema é que não interessa a ninguém que estas provas ganhem força, principalmente para aqueles que realmente exercem o poder nesta nova justiça.
O enredo continua bem aberto e imprevisível, coisa que eu gosto, pois me deixa na expectativa para o final. Só não gostei da Marta, achei que ela ficou igual "barata tonta" e não saía do lugar. Muita inocência e insegurança para meu gosto, mas de resto, vale com certeza a leitura.

Perdeu a resenha do livro anterior? Então clica abaixo e leia!





Editoras Parceiras