#Resenha Birthday Girl

Oi amigos, hoje tenho uma resenha com um tema polêmico e que adorei ter lido. Espero que gostem!
Birthday Girl - Penelope Douglas
375 páginas - The Gift Box Editora
Jordan nunca se sentiu desejada ou mesmo amada. Assim que pode, saiu de casa e passou a se virar sozinha. Ela só tinha sua irmã Cam e seu namorado Cole.
Cole e Jordan eram muito amigos, e após uma perda em comum, os laços ficaram ainda mais fortes, e não demorou para engatarem um namoro. Eram os dois contra tudo. 
Acontece que Cole não tem a mesma garra e firmeza que Jordan. Enquanto ela sabe o que deseja para seu futuro e tenta economizar o máximo possível, ele gasta todo seu dinheiro em baladas e bebidas. E foi justamente uma destas badaladas que saíram da linha que ambos acabaram perdendo o local em que moravam.
Com isso, foram morar com Pike, o pai de Cole, que através de um acordo, convidou os dois para morarem com ele, e assim poderem arrumar a vida financeira de ambos para terem seu próprio canto.
Mesmo a contra gosto, Jordan aceitou ir com Cole, até porque, ela não tinha outro lugar para ir. Mas o que a incomodava mesmo era aquele sentimento que ela estava tentando ignorar. O mesmo sentimento que teve quando conheceu Pike em uma sessão de cinema. Na noite em questão ela nem imaginava que ele fosse o pai de seu namorado...
Cole e Pike não tinham uma relação muito boa, muito em função de mentiras que sua mãe lhe contou. Por isso Pike via esta estadia como uma chance de reaproximação com o filho. E a sensatez de Jordan poderia ser um ponto a favor para isso. O problema é esta atração que ele está sentindo por esta doce garota de língua afiada e humor fácil.
Com gostos bem semelhantes, Jordan e Pike logo desenvolveram uma amizade e cumplicidade. E o fato de Cole está cada vez mais preocupado com baladas contribuía para o distanciamento entre ele e Jordan.
Mas sabendo de todos os problemas que esta atração poderia desencadear, tanto Jordan quanto Pike tentavam de todas as formas esquecer. O que era muito difícil, visto que moravam na mesma casa.
Até que o próprio Cole enfiou o pé na jaca, manchando principalmente a forte amizade que tinha com Jordan. 
Apesar de tudo, isso não resolveu a questão entre Pike e Jordan, afinal como levar adiante uma relação onde ela tinha idade para ser sua filha? E pior, era namorada de seu filho!!!! Estava mais do que claro que este relacionamento não poderia sair da imaginação. Jordan era muito nova e tinha um mundo de descobertas pela frente. Cole sempre foi sua prioridade, e agora era aterrorizante saber que o perderia de vez caso ele descobrisse alguma coisa. Mas o destino tem suas próprias ideias, e os três terão que encarar de frente seus medos e inseguranças.
Um enredo muito bem construído e com personagens sólidos e coerentes. Jordan e Pike se completam de uma forma única. Fica muito difícil não torcer por eles. Cole precisava crescer e com urgência,  mas engana-se quem pensar que o enredo se resume a um triângulo amoroso. Leia e comprove!

*Livro enviado em cortesia pela editora

#Resenha Birthday Girl

Oi amigos, hoje tenho uma resenha com um tema polêmico e que adorei ter lido. Espero que gostem!
Birthday Girl - Penelope Douglas
375 páginas - The Gift Box Editora
Jordan nunca se sentiu desejada ou mesmo amada. Assim que pode, saiu de casa e passou a se virar sozinha. Ela só tinha sua irmã Cam e seu namorado Cole.
Cole e Jordan eram muito amigos, e após uma perda em comum, os laços ficaram ainda mais fortes, e não demorou para engatarem um namoro. Eram os dois contra tudo. 
Acontece que Cole não tem a mesma garra e firmeza que Jordan. Enquanto ela sabe o que deseja para seu futuro e tenta economizar o máximo possível, ele gasta todo seu dinheiro em baladas e bebidas. E foi justamente uma destas badaladas que saíram da linha que ambos acabaram perdendo o local em que moravam.
Com isso, foram morar com Pike, o pai de Cole, que através de um acordo, convidou os dois para morarem com ele, e assim poderem arrumar a vida financeira de ambos para terem seu próprio canto.
Mesmo a contra gosto, Jordan aceitou ir com Cole, até porque, ela não tinha outro lugar para ir. Mas o que a incomodava mesmo era aquele sentimento que ela estava tentando ignorar. O mesmo sentimento que teve quando conheceu Pike em uma sessão de cinema. Na noite em questão ela nem imaginava que ele fosse o pai de seu namorado...
Cole e Pike não tinham uma relação muito boa, muito em função de mentiras que sua mãe lhe contou. Por isso Pike via esta estadia como uma chance de reaproximação com o filho. E a sensatez de Jordan poderia ser um ponto a favor para isso. O problema é esta atração que ele está sentindo por esta doce garota de língua afiada e humor fácil.
Com gostos bem semelhantes, Jordan e Pike logo desenvolveram uma amizade e cumplicidade. E o fato de Cole está cada vez mais preocupado com baladas contribuía para o distanciamento entre ele e Jordan.
Mas sabendo de todos os problemas que esta atração poderia desencadear, tanto Jordan quanto Pike tentavam de todas as formas esquecer. O que era muito difícil, visto que moravam na mesma casa.
Até que o próprio Cole enfiou o pé na jaca, manchando principalmente a forte amizade que tinha com Jordan. 
Apesar de tudo, isso não resolveu a questão entre Pike e Jordan, afinal como levar adiante uma relação onde ela tinha idade para ser sua filha? E pior, era namorada de seu filho!!!! Estava mais do que claro que este relacionamento não poderia sair da imaginação. Jordan era muito nova e tinha um mundo de descobertas pela frente. Cole sempre foi sua prioridade, e agora era aterrorizante saber que o perderia de vez caso ele descobrisse alguma coisa. Mas o destino tem suas próprias ideias, e os três terão que encarar de frente seus medos e inseguranças.
Um enredo muito bem construído e com personagens sólidos e coerentes. Jordan e Pike se completam de uma forma única. Fica muito difícil não torcer por eles. Cole precisava crescer e com urgência,  mas engana-se quem pensar que o enredo se resume a um triângulo amoroso. Leia e comprove!

*Livro enviado em cortesia pela editora

Editoras Parceiras