O Caule da Parreira

Certa vez, há muito tempo atrás, um pequeno caule de parreira estava muito alegre por estar vivo. Bebia água e minerais da terra e cresceu e cresceu. Era jovem e forte e pode se arranjar bem... Tudo por conta própria.

Mas então, o vento foi cruel, a chuva foi hostil, com a neve não tinha nenhum acordo, e o pequeno caule de parreira sofreu. Ele ficou caído, frágil e sofrido. Seria bem mais fácil parar de tentar crescer, parar de tentar viver. E o caule de parreira estava infeliz! O inverno seria longo e o caule estava cansado.

Mas então o pequeno caule de parreira ouviu uma voz.
Era outro caule de parreira chamando por ele...
- Aqui, estique-se... Pendure em mim. Mas o caule hesitou.

- O que isto queria dizer? Ele pensou. Pois veja você, o pequeno caule sempre tinha se virado bem... Tudo por conta própria.

Mas então, muito cautelosamente, se esticou em direção do outro caule de parreira.
- Veja, posso ajudá-lo, o outro disse. Apenas se enrosque em mim e eu o ajudarei a se levantar.

E o pequeno caule confiou... E repentinamente pode ficar reto outra vez.

O vento veio... E a chuva... E a neve, mas quando vieram, o pequeno caule de parreira se agarrava a muitos outros caules. 
E embora os caules fossem sacudidos pelo vento e congelados pela neve, eles se mantinham fortemente unidos um ao outro. 
E em sua incansável força... Puderam sorrir e crescer.

E então, um dia, o pequeno caule de parreira olhou para baixo e viu um minúsculo caule, oscilando, assustado. 
E nosso pequeno caule de parreira disse,
- Aqui, pendure-se em mim... Eu o ajudarei.

E o outro caule alcançou nosso caule de parreira, e junto 
todos os caules cresceram.

Folhas brotaram... Flores surgiram... E finalmente, uvas se formaram. E as uvas alimentaram a muitos. Foi preciso apenas 
que os caules se ajudassem.


4 comentários:

  1. c_i_d_a13/8/12

    Oi Rose!

    Isso prova o quanto a união é necessária, as amizades e o apoio ao próximo.

    Boa semana.

    Bjos!!

    Cida

    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Oi Cida, e como foi na Bienal, gostou?
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Adorei! Sem palavras para dizer o que senti. 

    ResponderExcluir
  4. Fico feliz que tenha gostado.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.