Estante Nacional #19






Oi amigos, no "Estante Nacional" de hoje, tem um livro que eu ganhei em um sorteio e já tem um bom tempo. Na procura de outro livro acabei me deparando com ele e resolvi terminar com a enrolação e ler logo. Com vocês:
Nêmesis - O Retorno de Astarot - Diogo de Souza 
361 páginas - Editora Dracaena
*Para começar, vamos explicar para quem não sabe (eu fui pesquisar antes de ler), a palavra Nêmesis, segundo a mitologia é uma deusa grega de segunda geração. A palavra vem dos verbos gregos "distribuir + desdém". A palavra tem um sentido de "justiça distributiva". Originalmente a deusa infligia dor ou felicidade conforme achava justo.
Depois desta pequena e resumida explicação, vamos ao livro em si. Por ele conhecemos Isabela Zuckermann, uma jovem ginasta que está se preparando para as Olimpíadas. Sua vida muda completamente quando é atacada na rua quando voltava para casa depois de um treino. Sem entender nada do que aconteceu ela conhece pessoas que imaginou nunca existirem, e pior ainda descobriu que é descendente direta de Johnathan Masters. No passado (1875) ele foi o patricarca da família Masters e era tido como maior  mago do mundo, poder que aumentou mais ainda quando ele se aliou ao demônio Astarot.
Durante sua vida, Johnathan ensinou a magia para seus descendentes e estes acabaram fazendo uso indevido destes poderes. Por conta disso, Johnathan decidiu exterminar toda sua família. 
Em uma corrida contra o tempo, os membros que restaram da família Masters se reuniram para derrotar Johnathan/Astarot, uma missão quase impossível. Quando tudo parecia perdido, eles conseguiram colocar mago e demônio em uma prisão que duraria séculos. Agora, nos anos atuais, uma profecia pode por todo este esforço a perder, e a chave de tudo isso, ou melhor, a chave para a libertação de Johnathan/Astarot está nas mãos de Isabela, ou melhor, ela é a própria chave.

 “O fato é que a liberdade de escolha não é uma ilusão. Ela é real, sim, e, na verdade, é uma das únicas coisas reais que existe. As pessoas podem, como elas acreditam, mudar todo o futuro do mundo com apenas um  gesto.”                          

Extremamente confusa e sem saber ao certo o que fazer ou em quem confiar, Isabela parte para o que poder ser a realização da profecia. E nós leitores, viajamos do Brasil dos tempos atuais para a Alemanha de 1875. E neste vai e vem do tempo, que ocorre conforme a sequência dos capítulos, acabamos conhecendo como a história aconteceu e como ela está acontecendo hoje. 
Uma história onde tive que me segurar para não ir até o final ver o que aconteceria. Cada capítulo é uma adrenalina e você não tem ideia do que vai encontrar quando virar a página. Gostei muito do livro, só achei que a Isabela poderia ser melhor explorada, achei que não ficou muito bem explicado se ela tem a magia e se vai segui-la. Quer dizer, eu acho que ela tem a magia, mas não sei se vai segui-la. O livro é eletrizante até o fim e quando este chega, você pensa, "já acabou?" Também senti falta de Zaharion que apareceu pouco mas me deixou saudades.
É por livros como este que eu penso porque tem tanta gente que não gosta dos autores nacionais. Eles na verdade não sabem o que estão perdendo.

*Retirado do site Wikipedia 



a Rafflecopter giveaway

0 comentários:

Postar um comentário

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.