Cálculo Renal


Oi amigos, hoje vamos falar um pouco sobre Cálculo Renal, também conhecido como: urolitíase, calculose urinária ou nefrolitíase, e mais popularmente pedra nos rins. Cálculo renal é um quadro agudo que se instala mais nos homens do que nas mulheres e provoca muita dor. Na verdade, cálculo renal é uma nomenclatura imprecisa. Melhor seria chamá-lo de cálculo das vias urinárias porque pode acometer qualquer ponto do aparelho urinário constituído pelos rins, ureteres, bexiga urinária e uretra.
A doença é duas vezes mais comum em homens e seu pico de incidência ocorre entre os 20 e 50 anos de idade, e de 85 a 95% dos cálculos são formados por sais de cálcio.
O organismo tende a formar pedras nos rins, quando de repente desenvolve uma condição metabólica em que se torna incapaz de manter normalizada a função urinária e permite que resíduos cristalinos se juntem formando um depósito organizado de se sais minerais. Estes depósitos começam bem pequenos e vão crescendo, tornando-se uma estrutura cristalina que conhecemos como cálculo renal.
Quando uma pedra é formada no rim, diferentes tipos de situação podem ser ocasionadas. É possível que as pedras permaneçam no local de origem durante muito tempo (meses ou anos) sem causar nenhuma dor ou problemas aparentes. As pedras nos rins também podem se desprender e descer através da uretra (desde os rins até a bexiga), retendo a passagem da urina e causando dor intensa ( a famosa cólica renal). Pode acontecer ainda o crescimento do cálculo renal levando a obstrução do fluxo urinário. Quando a obstrução ocorre, pode surgir uma dor súbita na região lombar (onde se localiza o rim afetado), de forte intensidade, muitas vezes acompanhada de náuseas e vômitos que levam a pessoa a procurar um pronto socorro. Os cálculos renais podem ainda serem expelidos naturalmente junto com a urina, sem que sejam percebidos ou sentidos. Finalmente, as pedras nos rins podem causar infecções urinárias e serem descobertas apenas pelas manifestações destas infecções.
Existem vários tipos diferentes de cálculo renal. Os cálculos renais são classificados de acordo com sua composição química.
Os sintomas são:
  • Dor no lado do abdómen atá nas costas.
  • Dor muito forte, às vezes provocando choro.
  • Dor no lado direito e/ou no lado esquerdo do abdómen. 
O tratamento convencional do cálculo renal consiste na ingestão de analgésicos e muito líquido. Também podem ser receitados remédios que ajudam na dissolução de certas substâncias da urina, como o cálcio. Muitos médicos estão utilizando atualmente um composto de fosfatos reativos (PO4) para dissolução dos cálculos renais. O suplemento NQI tem se mostrado muito eficaz. Em muitos casos, ainda se utiliza cirurgia. Algumas alternativas estão sendo usadas como a litotripsia extracorpórea, que consiste em submeter o paciente a ondas de choque que quebram os cálculos dentro do rim, facilitando a sua eliminação pela urina. Apesar de muito popular e muito utilizado no Brasil, este método vem tendo seu uso descontinuado desde 2007 em países da América do Norte e da Europa, devido a riscos do desenvolvimento de diabets mellitus e hipertensão arterial, o que se deve ao efeito mecânico direto da onda de choque de fragmentação sobre o rim e o pâncreas. Há ainda instrumentos que são introduzidos pela vias urinárias e que são capazes de eliminar ou retirar as pedras, este procedimento é conhecido como Endoscopia Flexível com Holmium Laser.
É recomendado procurar imediatamente um tratamento, pois o problema pode ter consequências bastante sérias. Existem riscos como a obstrução total da passagem da urina e a paralisação da filtragem do sangue pelo rim.
Em casos de dúvidas, sempre procure um médico.
Beijos em todos.
 
Aproveitem para participar do Top Comentarista deixando seu comentário


0 comentários:

Postar um comentário

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.