#Resenha Um Acordo e Nada Mais #2

Oi amigos, hoje tenho a sequência de mais uma série de romances de época. Vamos lá?
Um Acordo e Nada Mais - #2 Os Sobreviventes - Mary Balogh
304 páginas - Editora Arqueiro
Vincent, o atual visconde Darleigh, perdera a visão na guerra. Apesar disso, ele continua uma pessoa doce. Não que tenha sido sempre assim. Sua adaptação a nova condição foi dura e longa, mas hoje, ele aceita bem o fato.
O que ele não está aceitando bem é a interferência de sua mãe e irmãs em sua vida. Mesmo sabendo que todas tem boas intenções e estão apenas preocupadas com ele, é preciso dar um basta. Encurralado, ele acaba fugindo para colocar as ideias no lugar.
Curioso é que fugiu de um casamento arranjado para cair em uma armadilha matrimonial. A armadilha só não deu certo porque Sophia acaba salvando-o. Mas, isso acabou custando caro para a jovem. Ela que vivia de favor na casa dos tios, se viu no olho da rua, sem ter para onde ir ou mesmo como se sustentar. Tudo isso porque frustrou  o plano deles.
Vincent sente-se culpado, mas percebe que esta é a oportunidade de resolver não apenas os seus problemas, como os de Sophia também.
Sophia acaba sendo convencida por Vincent, e aceita a proposta de casamento. O que eles não contavam é que a amizade que tinham evoluísse para algo mais. Agora eles precisam de uma dose extra de coragem para esquecerem o acordo e serem felizes de verdade.
Doce, está é uma palavra que define este livro. É tão bonito ver a amizade deles crescendo. E a forma que um faz bem ao outro, dando mais confiança na forma que se veem e encaram a vida.
O enredo não tem grandes reviravoltas ou intrigas mirabolantes, mesmo assim é um enredo apaixonante que me deixou totalmente satisfeita e que recomendo.

Perdeu a resenha do livro anterior? Clique abaixo e leia!

5 comentários:

  1. Um amor forte e verdadeiro geralmente comenta através de uma amizade despretensiosa. Com certeza é um livro suave de se lei ótima opção para esses dias turbulentos.
    Ótima sugestão!
    Abraços! 😊

    ResponderExcluir
  2. Olá Rose,

    Que enredo maravilhoso, já quero ler. Amo quando os personagens acabam se envolvendo em uma amizade, mas o convívio os leva para outro caminho. Adoro essa pegada mais doce nas obras, pois sempre conseguem me fazer suspirar e embarcar no enredo de cabeça. Já fique querendo mais desse casal, adorei a sua resenha!

    beijos!

    ResponderExcluir
  3. Geralmente não gosto de romances de época, mas achei esse interessante pelo fato da moça frustrar os planos dos tios, achei o protagonismo dela verossímil. =)

    ResponderExcluir
  4. Oi, Rose!
    Como é gostoso a gente ler um livro nos faz bem e se encantar com suas vidas e problemas e nem tem importancia se não há reviravoltas, mistérios ou coisa que valha, o importante mesmo e sentir o prazer de uma boa leitura! Adorei!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Rose! Tudo bem?
    Eu li esse livro assim que foi lançado e gostei bem mais do que do primeiro. Achei o romance mais convincente e fiquei encantada com o casal principal. A trama realmente não tem grandes reviravoltas, mas amei ver como a relação dos protagonistas foi sendo construída. Concordo com você que doce é uma boa palavra para definir esse livro, pois fiquei encantada com a delicadeza do romance.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.