#Resenha A Perseguição

Oi amigos, hoje tenho um enredo bem interessante para o público juvenil. Vamos lá?
A Perseguição - Sidney Sheldon
238 páginas - Editora Record
Masao Matsumoto ficou órfão de uma hora para outra após um acidente aéreo que matou seus pais. Único herdeiro da grande fortuna deixada por seu pai, ainda estava em choque pela dor da perda.
Apesar disso, nunca imaginou que seu tio pudesse querer tramar a sua morte para então herdar toda a fortuna da família.
Sozinho nos EUA, um país que não conhece, sem dinheiro, documentos ou amigos, Masao precisa usar toda sua inteligência e determinação para continuar vivo até conseguir provar as verdadeiras intenções de seu tio.
Em uma fuga que corta os EUA, Masao será perseguido e ameaçado de várias formas. E neste jogo de estratégia, sua única meta é fazer justiça.
Um enredo cheio de ação apesar de sua simplicidade. Para quem está acostumado com os enredos do autor, ficará surpreso, pois aqui temos um enredo mais indicado para o público juvenil.
Tirando a parte da maratona, a história é bem feita e redonda, o que acaba prendendo o leitor nesta trama. Mas, com certeza está longe de ser o melhor livro do autor.
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário 2019, no item com a letra "P". Para ler outras resenhas do desafio, clique abaixo:

#Resenha A Perseguição

Oi amigos, hoje tenho um enredo bem interessante para o público juvenil. Vamos lá?
A Perseguição - Sidney Sheldon
238 páginas - Editora Record
Masao Matsumoto ficou órfão de uma hora para outra após um acidente aéreo que matou seus pais. Único herdeiro da grande fortuna deixada por seu pai, ainda estava em choque pela dor da perda.
Apesar disso, nunca imaginou que seu tio pudesse querer tramar a sua morte para então herdar toda a fortuna da família.
Sozinho nos EUA, um país que não conhece, sem dinheiro, documentos ou amigos, Masao precisa usar toda sua inteligência e determinação para continuar vivo até conseguir provar as verdadeiras intenções de seu tio.
Em uma fuga que corta os EUA, Masao será perseguido e ameaçado de várias formas. E neste jogo de estratégia, sua única meta é fazer justiça.
Um enredo cheio de ação apesar de sua simplicidade. Para quem está acostumado com os enredos do autor, ficará surpreso, pois aqui temos um enredo mais indicado para o público juvenil.
Tirando a parte da maratona, a história é bem feita e redonda, o que acaba prendendo o leitor nesta trama. Mas, com certeza está longe de ser o melhor livro do autor.
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário 2019, no item com a letra "P". Para ler outras resenhas do desafio, clique abaixo:

Editoras Parceiras