#Resenha Entre a Vingança e a Obsessão

Oi amigos, hoje temos mais uma resenha nacional para vocês. Vamos lá?

Entre a Justiça e a Obsessão - Tici Pontes
278 páginas
Matt Russel era um detetive da divisão de homicídios cuja única intenção era trabalhar de forma honesta e prender os criminosos. 
Era uma dos policiais mais conceituados na sua unidade, e estava prestes a prender um cruel assassino que além de estuprar mulheres, ainda as matava de forma fria e cruel.
Mas algo deu errado e ele acabou sendo assassinado na frente de sua família. Seu filho William Russel (Will), estava com 8 anos, e jurou que quando crescesse faria o assassino de seu pai pagar pelo crime.
Os anos passaram e Will tornou-se um detetive da homicídio. Estava trilhando os mesmos passos de seu pai.
Mas sem dúvida que o que guiava seus passos nesta profissão era poder fazer justiça e finalmente prender quem arrancou seu pai de sua vida. Mas esta parte não seria fácil, pois o caso de seu pai já estava arquivado há tempos e sem chance de ser reaberto, ainda mais quando o principal suspeito tinha ligações tão poderosas.
Acontece que Will era uma pessoa obstinada, e ao seu lado tinha uma parceira tão obstinada quanto ele e que queria justiça para as mulheres assassinadas. 
Quando a investigação é autorizada, eles tem que tomar cuidado para que a atração entre eles não atrapalhe.
A situação fica bem crítica quando Will é indiciado pelo assassinato de sua ex-mulher. A situação em torno dele só vai piorando, e sua única chance é se Mackenzie acreditar em sua inocência. Enquanto isso, ele vê que o assassino de seu pai, e o que tudo indica, de sua ex-esposa também, sairá impune novamente.
Acontece que para Mackenzie, Will está muito concentrado em uma única linha de visão e isso pode fazer com que a investigação deixe passar fatos importantes, levando ambos, e principalmente Will a conclusões erradas e precipitadas.
Em um enredo recheado de mistério e com uma reviravolta muito boa, Tici Pontes conseguiu me prender desde o início de sua narrativa. Mesmo quando eu matei a charada, a resolução dos fatos não me desanimou, pelo contrário, só me deixou mais curiosa para saber como ela fecharia a história. 
Livro mais do que recomendado para os fãs do gênero.

Este livro foi lido para o meu Desafio Literário 2019 Ig´s Irmãos com o item "livro policial"
Gostou? Então aproveita e compre o seu:

#Resenha Entre a Vingança e a Obsessão

Oi amigos, hoje temos mais uma resenha nacional para vocês. Vamos lá?

Entre a Justiça e a Obsessão - Tici Pontes
278 páginas
Matt Russel era um detetive da divisão de homicídios cuja única intenção era trabalhar de forma honesta e prender os criminosos. 
Era uma dos policiais mais conceituados na sua unidade, e estava prestes a prender um cruel assassino que além de estuprar mulheres, ainda as matava de forma fria e cruel.
Mas algo deu errado e ele acabou sendo assassinado na frente de sua família. Seu filho William Russel (Will), estava com 8 anos, e jurou que quando crescesse faria o assassino de seu pai pagar pelo crime.
Os anos passaram e Will tornou-se um detetive da homicídio. Estava trilhando os mesmos passos de seu pai.
Mas sem dúvida que o que guiava seus passos nesta profissão era poder fazer justiça e finalmente prender quem arrancou seu pai de sua vida. Mas esta parte não seria fácil, pois o caso de seu pai já estava arquivado há tempos e sem chance de ser reaberto, ainda mais quando o principal suspeito tinha ligações tão poderosas.
Acontece que Will era uma pessoa obstinada, e ao seu lado tinha uma parceira tão obstinada quanto ele e que queria justiça para as mulheres assassinadas. 
Quando a investigação é autorizada, eles tem que tomar cuidado para que a atração entre eles não atrapalhe.
A situação fica bem crítica quando Will é indiciado pelo assassinato de sua ex-mulher. A situação em torno dele só vai piorando, e sua única chance é se Mackenzie acreditar em sua inocência. Enquanto isso, ele vê que o assassino de seu pai, e o que tudo indica, de sua ex-esposa também, sairá impune novamente.
Acontece que para Mackenzie, Will está muito concentrado em uma única linha de visão e isso pode fazer com que a investigação deixe passar fatos importantes, levando ambos, e principalmente Will a conclusões erradas e precipitadas.
Em um enredo recheado de mistério e com uma reviravolta muito boa, Tici Pontes conseguiu me prender desde o início de sua narrativa. Mesmo quando eu matei a charada, a resolução dos fatos não me desanimou, pelo contrário, só me deixou mais curiosa para saber como ela fecharia a história. 
Livro mais do que recomendado para os fãs do gênero.

Este livro foi lido para o meu Desafio Literário 2019 Ig´s Irmãos com o item "livro policial"
Gostou? Então aproveita e compre o seu:

Editoras Parceiras