#Resenha Um Marido de Faz de Conta #2

Oi amigos, vamos com mais um romance de época da Julia Quinn?
Um Marido de Faz de Conta - #2 Os Rokesbys - Julia Quinn
304 páginas - Editora Arqueiro
Cecilia Harcout está com um dilema: ou casa-se com um primo safado, ou vai morar com uma tia solteirona. Decidida, ela parte para uma terceira opção, cruza o Oceano Atlântico para cuidar de seu irmão Thomas, que está ferido.
Mas ao chegar em Nova York, ela fica sabendo que seu irmão está na verdade desaparecido. Sem conhecer ninguém e quase sem dinheiro, ela descobre que Edward, amigo de Thomas, está seriamente ferido.
Disposta a tudo para ajudar ao amigo do irmão, com quem trocava mensagens através das cartas que enviava ao irmão, ela usa do único recurso que tinha em mãos para chegar perto do capitão...
Mas quando Edward acorda sem lembrar dos últimos meses, mas lembrando-se dela, sua pequena mentira toma proporções enormes.
Cada dia que passa com a mentira, ela e Edward se aproximam mais, e o sentimento não fica apenas na amizade, tornando o casamento mais real a cada dia, menos no papel.
Enquanto procuram por notícias de Thomas, Cecilia se culpa pela mentira e Edward se alegra por tê-la como esposa, um fato que pode pesar contra ela quando a verdade for esclarecida, ainda mais se ele está apaixonado por uma outra mulher de quem não lembra.
Como toda mentira tem vida curta, aqui não vai ser diferente. Como Edward vai encarar isso é o maior temor de Cecilia, perdendo apenas pelo temor de descobrir seu irmão morto.
Um enredo encantador, onde é impossível não se apaixonar por Edward e pelos diálogos dos personagens. Ambos tem uma pureza de sentimentos que encantam. Julia sabe como ninguém criar um mocinho romântico e apaixonante.

Perdeu a resenha do livro anterior? Clique abaixo e leia!


#Resenha Um Marido de Faz de Conta #2

Oi amigos, vamos com mais um romance de época da Julia Quinn?
Um Marido de Faz de Conta - #2 Os Rokesbys - Julia Quinn
304 páginas - Editora Arqueiro
Cecilia Harcout está com um dilema: ou casa-se com um primo safado, ou vai morar com uma tia solteirona. Decidida, ela parte para uma terceira opção, cruza o Oceano Atlântico para cuidar de seu irmão Thomas, que está ferido.
Mas ao chegar em Nova York, ela fica sabendo que seu irmão está na verdade desaparecido. Sem conhecer ninguém e quase sem dinheiro, ela descobre que Edward, amigo de Thomas, está seriamente ferido.
Disposta a tudo para ajudar ao amigo do irmão, com quem trocava mensagens através das cartas que enviava ao irmão, ela usa do único recurso que tinha em mãos para chegar perto do capitão...
Mas quando Edward acorda sem lembrar dos últimos meses, mas lembrando-se dela, sua pequena mentira toma proporções enormes.
Cada dia que passa com a mentira, ela e Edward se aproximam mais, e o sentimento não fica apenas na amizade, tornando o casamento mais real a cada dia, menos no papel.
Enquanto procuram por notícias de Thomas, Cecilia se culpa pela mentira e Edward se alegra por tê-la como esposa, um fato que pode pesar contra ela quando a verdade for esclarecida, ainda mais se ele está apaixonado por uma outra mulher de quem não lembra.
Como toda mentira tem vida curta, aqui não vai ser diferente. Como Edward vai encarar isso é o maior temor de Cecilia, perdendo apenas pelo temor de descobrir seu irmão morto.
Um enredo encantador, onde é impossível não se apaixonar por Edward e pelos diálogos dos personagens. Ambos tem uma pureza de sentimentos que encantam. Julia sabe como ninguém criar um mocinho romântico e apaixonante.

Perdeu a resenha do livro anterior? Clique abaixo e leia!


Editoras Parceiras