#Resenha Amor para um Escocês #2

Oi amigos, hoje vou dar sequência em mais uma série de romance de época, desta vez da talentosa Sarah MacLean. Esta série está sendo publicada pela Editora Gutenberg, espero que gostem
Amor para um Escocês - #2 série Escândalos e Canalhas - Sarah MacLean
302 páginas - Editora Gutenberg
Lillian Hargrove tem 23 anos e é órfã há algum tempo. Depois da morte de seu pai, ela ficou sob a guarda do Duque de Warnick, mas quis o destino que este ducado tivesse uma terrível sucessão de mortes, fazendo com o que o título fosse cair no colo de Alec Stuart, um escocês que do alto de seus poderosos músculos, odiava tudo o que se referia à Inglaterra, principalmente seus costumes e sua sociedade preconceituosa.
Ao receber o ducado, Alec não soube que junto estava recebendo também a guarda de Lilian, e por conta disso, ela acabou crescendo à margem da sociedade. Tendo a proteção de um duque, sem no entanto poder usá-la.
Com uma posição incerta e cercada por mexericos, Lillian tornou-se uma solitária e linda mulher, na verdade, a mais linda da atual temporada de 1834. E foi esta beleza excepcional que chamou atenção do talentoso Derek Hawkins, um artista renomado e reverenciado por todos. Na verdade, Derek era um canalha de marca maior. Um egocêntrico que não enxergava nada além de seu próprio umbigo, mas que tinha uma boa lábia. 
Acostumada a ser sozinha, Lillian caiu facilmente nas atenções que Derek lhe dispensou, e apaixonada, aceitou pousar nua para seu artista. Com a certeza de um futuro casamento, ela viu seus sonhos de menina caírem por terra quando descobriu as verdadeiras intenções de Derek. A pintura de seu nu, que foi feito apenas para a apreciação do artista, seria a peça principal da exposição da Academia Real. Era o fim de Lillian. 
Jogada nas garras das fofocas londrinas, Lillian viu sua honra ser jogada no lixo. E ela, que nunca foi muito aceita na sociedade, agora já não seria mais tolerada em lugar nenhum. E isso sem nem ao menos o quadro ter sido apresentado ainda, imaginem então quando o quadro fosse visto por todos...
Depois deste escândalo sem tamanho, não teve como Alec não descobrir a existência de Lillian. Através de Bernad Settlesworth, Alec foi chamado as pressas para ir até Londres tentar de algum jeito salvar a honra e a vida de sua pupila. 
Sem saber ao certo o que esta desconhecida tinha feito, Alec vai até a Inglaterra com dois propósitos, casar Lillian o mais rápido possível, e voltar correndo para sua Escócia.
Sua surpresa já começa ao descobrir que Lillian não é uma pupila como todas as pupilas são. Ela já é um tanto velha para ser chamada de pupila, e pior ainda, é linda demais para o seu próprio bem. Não a toa está em volta em um grande escândalo...
Alec também percebe que ela não tem nenhum respeito ou mesmo medo dele, o que não facilita em nada seus planos. Visto que Lillian tem seus próprios planos para salvar a si mesma. Planos, estes que ele não concorda, pois sabe de experiência própria que fugir dos próprios problemas não resolve nada.
Mesmo contra a vontade de Lillian, ele traça um plano, e tem apenas alguns dias para encontrar um marido para sua pupila. Não que ele possa obrigá-la a casar, pois por incrível que pareça para a época, o pai dela antes de morrer, fez com que uma cláusula fosse posta sobre o seu tutelado, onde ela não poderia ser obrigada a casar contra  sua vontade. Com este trunfo em mãos, ela aceita as ideias de Alec, ao mesmo tempo que tenta convencê-lo a dar o dinheiro a que tem direito para assim poder fugir para longe.
Com a ajuda dos amigos do Clube dos Anjos Caídos (série Clube dos Canalhas) e das irmãs perigosas, principalmente da mente nada comum de Sesily, se bem que nenhuma das irmãs perigosas tem uma mente comum, Lillian começa a acreditar que tem sim como seguir em frente apesar do escândalo. Junto a isso, Alec acredita que Lorde Stanhope fosse a pessoa certa para casar com Lillian. Bonito, carismático, com o título de conde no currículo, e precisando de uma noiva que tivesse dinheiro, Stanhope era o homem que poderia salvar Lillian do escândalo. Com o bônus de ambos se darem muito bem e fazerem um par dos mais bonitos, para desgosto de Alec.
O que ocorre na verdade, é Alec acaba se apaixonado por Lillian, mas com o seu passado e os seus modos nada delicados, ele sabe que a sociedade nunca irá aceita-lo, o que não ajudaria o caso de Lillian. Não importa o quanto ela diga que isso não tem importância, ele quer o melhor para ela, e neste momento, este melhor atende pelo nome de Stanhope.
E quando tudo parece ter se resolvido, e Alec cumprido sua promessa de proteger Lillian, ela mostra não só para ele, como para toda a sociedade, que ela não é apenas uma pintura a ser exibida para o mundo, mas uma pessoa de carne, osso e personalidade. Uma mulher que mesmo contra todas as normas da época, tem o direito de escolher seu próprio destino.
Amei, simplesmente amei o livro e os personagens. Alec não se enquadra nas regras sociais de Londres, e não está nem ai para isso. Porém, em seu íntimo ele guarda uma mágoa que vem desde da época que era criança, onde sua mãe, uma inglesa nata, não poupava falas onde apontava todos os seus defeitos e sua falta de modos. A selvageria escocesa presente em seu sangue, segundo sua própria mãe. Em nada ajudou a época de escola, quando mesmo contra o apoio de seu pai, ele resolveu estudar em Londres. Duas épocas que fizeram Alec acreditar que nada mais era que um ogro.
Lillian por sua vez, apesar da burrice inicial de aceitar posar nua para um idiota como Derek, mostrou que não veio para esta vida a passeio. Em vez de se encolher e chorar pelo leite derramado, foi a luta e questionou muitos dos costumes e dos motivos dela pagar o pato e com Derek nada acontecer.
Esta parte aliás é muito válida, visto que até hoje nós mulheres somos vistas não só como propriedade masculina, como também somos questionadas por atos que se tomados por homens, não acarretariam nenhuma consequência mais grave. Claro que para 1834, um nu seria escandaloso até para um homem, mas sabemos que este mesmo homem não teria sua vida destruída por conta disso, como ocorreria com Lillian. Hoje o nu artístico já não assusta mais, mesmo assim muitas mulheres carregam estigmas nada agradáveis quando posam, sem falar que hoje a maior arma para atingir uma mulher são as tais fotos sensuais tiradas no calor do momento, e que caem nas mídias como vingança quando o relacionamento chega ao fim. 183 anos separam a história de Lillian da realidade de hoje, mas no fundo, não tem como não ver semelhanças que persistem até hoje. Semelhanças estas que até meu filho de 13 anos já notou e me questionou. 
Como já disse, um livro maravilhoso, que merece ser lido, principalmente os fãs do gênero.

Perdeu a resenha do livro anterior? Então clica abaixo e leia!
Gostou? Então aproveita!


44 comentários:

  1. Eu achei a capa desse volume linda!
    Morro de vontade de ler o primeiro e agora fiquei super interessada nesse volume também. Adorei a sua resenha e espero que leia esses livros ainda esse ano, pois estou super curiosa com eles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Beatriz, além da linda capa, o enredo é muito bom.
      Bjs Rose

      Excluir
  2. Oi Rose, adorei a premissa desse livro, eu sou louca por romances de época e pelos da Sarah tenho um carinho especial, li os dois primeiros do clube dos canalhas e quero mais> Eu ri aqui ao ver o nome do Stanhope, esse cara roda, viu?
    Quero muito fazer essa leitura agora, beijooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou Kris, a Sarah é ótima mesmo!
      Bjs Rose

      Excluir
  3. Oiii Rose tudo bem?
    Adorei a sua resenha menina, que capa mais linda é essa? Eu estou começando aos poucos a ler romances de época, com toda certeza eu adoraria essa obra, sua resenha ficou ótima e convincente.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Sinceramente, não gosto nem um pouco desses romances de época. A capa do livro é bonita, devo confessar, mas a história me parece muito repetitiva com todas as outras do gênero e não acho que acrescentaria algo para mim. =(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena Andrea, tem ótimos livros neste gênero.
      Bjs Rose

      Excluir
  5. A resenha ficou perfeita
    u não conhecia o livro
    a capa ta linda
    eu amo romances de época
    parecia muitos mais sinceros e intensos
    e com certeza mais duradouro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros da Sarah são ótimos, você vai gostar.
      Bjs Rose

      Excluir
  6. oie, essa autora tem sido super elogiada ee tenho sentido vontade de lê-la. gostei disso de a protagonista deixar-se ser pintada e acotecer o mesmo que ocorre hoje em dia, realmente, os tempos mudam mas as coisas e preconceitos continuam os mesmos. Que bom que foi uma leitura positiva para você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tamara, é incrível que este tipo de preconceito ainda exista.
      Bjs Rose

      Excluir
  7. Oi Rose,
    Confesso que não costumo ler muito romance de época, mas tenho certa curiosidade com essa série, pois sempre achei essas capas lindas.
    Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giully, as capas são lindas mesmo.
      Bjs Rose

      Excluir
  8. Oi, Rô.
    Adorei a sua resenha.
    Amei esse livro e o primeiro da série. Não vejo a hora de ler o próximo!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  9. pretendo começar a ler mais essa série de romances da Sarah, ela escreve super bem!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escreve mesmo, e sei que você vai gostar.
      Bjs Rose

      Excluir
  10. Oie. Ate hoje eu nunca li nenhum livro de romance de época, essa febre realmente não me pegou hahaha. Eu não li o primeiro livro, mas essa serie parece não precisar ser lida em ordem. No começo da resenha eu pensei que sem dúvidas não gostaria da protagonista, pois não sou fã de personagens que ficam fazendo burradas. Mas ao que parece ela é bem forte. Gostei do fato dela questionar os costumes da epoca, ou melhor dizendo, os costumes de hoje ainda. Compartilho da sua opinião nesse aspecto. Adorei a sua resenha.

    Bjs.

    www.ciadoleitor.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia, quanto a mim, não é de hoje que gosto do gênero, e confesso estou adorando ver as grandes Editoras investirem nisso.
      Bjs Rose

      Excluir
  11. Olá, adoro romances de época, e estou de olho nessa série, já tinha visto a resenha do primeiro e gostei, e a desse adorei! Em breve terei os meus para ler. Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oie
    muito legal sua resenha, parece ser bem interessante o enredo e a leitura no geral, boa dica e resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Preciso ler essa série da autora, adoro a escrita dela. Acho as capas muito bonitas, e me interessei muito pela premissa. Eu amo romance de época, então posso ser suspeita para falar... rsrs Gosto de personagens determinadas e fortes, então vamos ver o que vou achar da leitura..
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dessa, tem tudo para gostar.
      Bjs Rose

      Excluir
  14. Oi Rose, ainda não li nada da autora e sempre que leio resenhas dos livros dela tem menções especiais à forma como ela escreve que cativa o leitor. Gosto muito de tramas que trazem personagens fortes, determinadas e destemidas, principalmente em uma época em que a mulher era apenas um enfeite, uma “coisinha” bonita que não pensava e não tinha permissão para se manifestar e personagens como a protagonista mostra que algumas mulheres realmente marcam e elas me ensinam sempre.
    Adorei a sua resenha que está completa e apresenta a obra de uma forma muito bacana.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tânia, obrigada! Também gosto de protagonistas assim.
      Bjs Rose

      Excluir
  15. Gosto de romances antigos, porém os romances escritos hoje que querem retratar o passado geralmente me desagradam, acredito que esse seria um exemplo, apenas lendo os quotes cheguei a essa conclusão. Apesar da capa estar bonita, não me agradam capas com pessoas, enfim... Acredito que não leria esse. Mas foi bom conhecer um livro bem aceito pelos amantes do gênero. Beijos

    Nara Dias
    www.viagensdepapel.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não são todas as capas com pessoas que me agradam também, mas tenho gostado destas de época.
      Bjs Rose

      Excluir
  16. Oi Rose, a mulher dos romances de época kkkk. Olha, adoro acompanhar as resenhas e ver quais me chamam atenção e tal, esse não foi um dos livros que me atrairam, apesar da sua resenha, não seria uma leitura que eu escolheria para fazer. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gleyse, deu para perceber que gosto do gênero??? Kkkk
      Pena que desta vez não te convenci.
      Bjs Rose

      Excluir
  17. Oie amore,

    Até bem pouco tempo eu achava que não curtia esse gênero de livros, até que fui convidada pra uma primeiras impressões de uma autora nacional nessa temática e mudei totalmente minha opinião, agora toda série ou livro que eu vejo desses gênero logo anoto.
    Aqui não foi diferente, anotei a dica, que capas lindas né!
    Algo que anda me chamando a atenção nesses livros é o vocabulário.
    Dica anotada!
    Beijokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Grazi, mais uma fã do gênero, que bom! O vocabulário me chama atenção também, além das capas, claro.
      Bjs, Rose

      Excluir
  18. Rose menina tive a impressão que vc me contou a história toda, ainda bem que não pretendo ler esse livro agora se não eu estava pronta para infartar. Mas um dia pretendo ler, já que adoro romances de época e essa autora é maravilhosa. Enfim parabéns pela leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, e acredite, tem muita coisa que acontece que você nem imagina... Na resenha não tem nenhum spoiler que tire a surpresa da leitura.
      Bjs, Rose

      Excluir
  19. Olá! Tudo bom contigo?
    Já ouvi falar dessa narrativa, mas infelizmente nunca li, também não havia lido resenha sobre ele, e parece ser ótimo, amo romance de época, por isso vou colocar esse em minha lista e próximas leituras.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coloca na sua lista sim, vale a pena.
      Bjs, Rose

      Excluir
  20. Oii! Amei o paralelo que você fez entre o que as mulheres sofriam e o que sofrem hoje. Nosso corpo sendo objetificado e a culpa que nos é imposta por sermos seres sensuais... Pois é, há um longo caminho ainda a percorrermos. Porém, fico feliz pelos avanços que tivemos e não sermos tão condenadas quanto a Lilian.
    Amei a dica e sua empolgação pela história.
    Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana, verdade, os avanços que tivemos devem mesmo ser comemorados, apesar de termos ainda um bom caminho a percorrer.
      Bjs, Rose

      Excluir
  21. Olá Rose, eu gosto dos livros dessa autora, e com certeza essa será a minha próxima leitura, os personagens são sempre temperamentais e geniosos. Adoro essa característica. Bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, também gosto destas características.
      Bjs, Rose

      Excluir
  22. Oi, tudo bem?
    A Sarah cria personagens incríveis. Sempre!
    Estou louca para ler este livro, mas ainda não comprei.
    Bjs

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.