#Resenha Absoluto #1/3

Oi amigos, hoje tenho para vocês mais uma resenha nacional. Tinha tempos que eu estava querendo começar esta trilogia, e aqui estou eu para contar para vocês o que achei deste primeiro livro. Vamos lá?
Absoluto - #1 Trilogia da Lei - M. S. Fayes
223 páginas - Editora Charme
Aos 33 anos, Gabe Szaloki era considerado  o melhor advogado civil de Boston. Sua fama era total e absoluta e fazia tremer os adversários.
Kate Campbell está prestes a se formar com louvores e tem uma grande carreira de advogada pela frente. Filha de advogados, está tentando traçar seu próprio caminho, bem longe da influência da família, mostrando que é muito mais que um rosto bonito. Inteligente e toda certinha, Kate mora junto de duas amigas Fay e Lana.
Ambas também são estudantes de direito. Fay é a mais maluquinha do trio, e deseja trabalhar na promotoria. Já Lana é a mais romântica e sonhadora. Vinda do interior, está namorando um babaca de marca maior. Elas são amigas para todas as horas.
 O universo de Kate e Gabe se cruzam quando ela junto com outros alunos vão assistir a um caso em que o Dr. Gabe está trabalhando.
Com mais uma atuação impecável, Gabe ganha o caso, mas na saída, ao deparar-se com o professor de Kate, acaba escutando dela motivos que poderiam ter mudado o resultado de seu caso.
Ele que há muito tempo não via ninguém enfrentando-o com a audácia de Kate, ficou interessado no possível talento da moça, ainda mais sabendo que ela estava se formando.
Mas Kate acaba sendo contratada pelo escritório rival de Gabe. Sua inteligência logo a faz se destacar entre os outros que estão tentando uma vaga definitiva no escritório, assim como o interesse de Peter, o filho de um dos sócios do escritório.
Trabalhando na mesma área, Gabe e Kate começam a se esbarrarem, e com isso a atração entre eles dispara. Mas Kate não está querendo ser mais um troféu na longa lista de Gabe, fora que Peter deixa claro seu interesse por ela. 
Enquanto ela tenta entender o que é melhor para si mesma, o escritório pega um grande caso, e precisará vencer contra nada menos que o todo poderoso Dr. Gabe! Kate encabeça a equipe que dá suporte ao pai de Peter neste caso, e foi o próprio que pediu para que ela assumisse seu lugar no julgamento. Era chegada a hora de mostrar toda sua capacidade, mas precisava ser logo contra o temido Dr. Szaloki??? Era a hora do tudo ou nada.
Em meio a julgamentos, Kate e Gabe se enfrentam em um ótimos duelos de palavras, mostrando para o leitor que ambos são bons dentro e fora de quatro paredes.
Mas nem tudo são flores na vida destes advogados. Se de um lado eles estão acertando os ponteiros, do outro, Kate começa a sofrer ameaças de Peter, que acabou mostrando sua verdadeira face após levar um pé na bunda. E o tom das ameaças sobem, deixando Kate em um beco sem saída, o que pode levar a um rompimento definitivo com o homem que recuperou seu coração. 
Com ótimos diálogos e personagens marcantes, interessantes, inteligentes e teimosos, Absoluto envolve o leitor em uma trama muito bem feita, que vai do drama ao sarcasmo, do romance a vingança. 
Adoraria destacar a família de Gabe nesta trama. Eles são adoravelmente malucos....Ah, outro fato que chamou atenção é o fato de Gabe ser Húngaro, não lembro de ter lido outro romance cujo o mocinho era húngaro... Ele também foge totalmente do estereótipo homem ferido que vê todas as mulheres com desconfiança, ou mesmo daquele que vem de uma família desestruturada. Gabe está bem longe disso. Aliás, ele ao lado da família é muito fofo!!!!
Outro fator que gostei foi o crescimento do relacionamento de Gabe e Kate. Não foi uma coisa imediata, que aconteceu já na primeira página. Sentimos que o casal foi crescendo e se conhecendo aos poucos, mesmo com a impetuosidade de Gabe. Adorei quando ele disse claramente que torce pelo sucesso de Kate. Aliás, muito bom ver uma personagem que não se curva ao universo masculino.  Só não gostei quando ela se deixou levar um pouco pela pressão de Peter, mesmo sendo uma advogada em início de carreira, achei que ela não notou um fato notório que Gabe disse depois. Mesmo assim, ela ganhou muitos pontos quando falou para Peter se catar... Fora que Kate está longe de ser aquela personagem feminina mimizenta que tanto nos irrita.
Enfim, adorei o livro, e já estou indo para sua sequência que conta a história de Fay. Para quem gosta de romance, vale a pena conhecer este.
E você, já leu este livro? Conhece a trilogia?

22 comentários:

  1. Oi rose
    Gostei muito da resenha eu conhecia esse livro so de vista mas a historia me agradou se puder também quero ler.
    Beijo
    Raquel Machado
    Leitura kriativa
    Http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu já fiz a leitura e resenha desse livro, alias gosto muito da escrita da Martinha e seu jeito irreverente, com pitadas de comédia em suas obras.
    Espero que você curta a leitura dos outros livros das amigas que estão disponível em ebook.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, sim, adorei a escrita da Martinha,e as outras resenhas já estão saindo, pois li na sequência.
      Bjs, Rose

      Excluir
  3. Ainda não li nada dessa autora, mas fiquei com muita vontade de começar essa trilogia depois de ler seu post sobre a leitura.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  4. Olá, que bom saber que curtiu o livro. Eu só li o segundo da trilogia, a história da Fay. Fiquei curiosa para conhecer a família do Gabe depois da sua resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, a família dele é ótima, leia e conheça.
      Bjs, Rose

      Excluir
  5. Não acho que a obra seja para mim, pois é de um gênero que eu não curto muito. Mas imagino que seja interessante para quem gosta da temática. Boa sorte com o blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Álvaro, sim, para quem gosta do gênero é uma boa opção.
      Bjs, Rose

      Excluir
  6. Eu não conhecia a trilogia, mas já não me interessei por ela. Eu achei a sua resenha bem completa, mas não consegui despertar interesse pela leitura e também não curti a capa.

    ResponderExcluir
  7. OOi tudo bem?
    Olha se eu tivesse visto esse livro a um tempo atrás com toda certeza me chamaria a atenção mas estou vendo muito desse mesmo estilo de livro ao ponto de ficar saturada, por esse motivo vou passar a dica hoje.

    Beijos,

    www.leitorunicornio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia. Ao ler a resenha, lembrei do filme Legalmente loira que tem premissa parecida. Fiquei interessada, pois gosto do universo dos advogados, mesmo sendo mais um clichê.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi Rose,
    Pensando aqui também acho que nunca li nada com alguém húngaro. Ah, tem julgamento no livro, tomara que tenha uma trama de mistério envolvida, pois sou fã. Gostei da dica, vou anotar aqui.
    bjs.
    Pri.
    http://nastuaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho os três livros mas estou com medo de não gostar.

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Não conhecia o livro, essa é primeira resenha que leio do livro e achei a premissa interessante, mas o livro não faz meu tipo de gênero literário favorito, mas gostei da resenha, muito bem escrita.

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Antes de mais nada como assim ele é um advogado? Essa capa total me enganou.
    O romance parece ser simples e tal, mas não me interessou muito.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  13. Ola
    Essa editora tem a mania de fazer capas que não tem nda a ver com a história, digo isso por uma trilogia que se eu não soubesse da história nunca que leria pois a capa não chama a atenção e nos passa uma história errada, então pela capa não daria uma chance a essa leitura, mas após ler a sua resenha vou anotara a adica para uma leitura no futuro.
    Bjus
    Jis Rocha
    Blog Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Não gostei da capa do livro e nunca li nada da autora, até me interessei por outro livro dela, mas não curti a premissa desse.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?

    Confesso que apesar de não ser muito o meu estilo de leitura, você conseguiu chamar a minha atenção para esse livro. Gostei de saber que a autora fugiu do "mocinho destruído e mocinha que resgata", da submissão e etc, e esses são os fatores que estão me fazendo anotar esse título na minha listinha de dicas aqui.

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.