#Resenha Emperor of Thorns #3/3

Oi amigos, hoje finalmente venho com a resenha do último livro da Trilogia dos Espinhos, uma série maravilhosa publicado pela Darkside. Digo finalmente porque acabei atrasando a postagem dela. Mas vamos ao que interessa...


Emperor of Thorns #3 Trilogia dos Espinhos - Mark Lawrence
532 páginas - Editora Darkside
Cheguei ao final desta trilogia com grandes expectativas, afinal não é todo dia que você se pega torcendo por um personagem sanguinário como Jorg. Aliás, não é todo dia que um personagem sanguinário é o mocinho da história...
O livro começou de forma lenta, e foi um pouco difícil entrar no clima, ainda mais porque já tinha um certo tempo que eu havia lido o livro 2. Talvez o fato deste volume não ter tantas lutas, tenha contribuído para o ritmo mais lento.
Fato é que agora Jorg quer ser Imperador, e para isso, acompanhamos sua caminhada de três formas: pela história de Chella (a necromante) e de como ela vê sua vida e a do próprio Jorg. Entre o Jorg no presente e Jorg há cinco anos atrás, quando ele estava na corte do avô materno.
É justamente esta alternância entre o passado e o presente de Jorg, que Lawrence vai aos poucos encaixando as peças, e o leitor entendendo a história. É verdade que isso pode causar confusão em muitos leitores, ainda mais leitores que talvez não estejam acostumados com isso. Para mim não houve problema, pelo contrário, era ótimo ir entendendo as coisas, ligando os pontos.
Jorg está agora com 20 anos, e decide ir à Vyene participar da Centena, um congresso que acontece a cada quatro anos e que decide quem será o Imperador. Como ele tem direito a um voto e de levar um conselheiro, por conta das terras herdadas após a vitória sobre Egan, é claro que ele não ia desperdiçar isso.
Durante a viagem até Vyene, algumas coisas acontecem, como por exemplo o tal do Rei Morto também desejar ser o Imperador. Ah, não tema, a identidade do Rei Morto será esclarecida, e devo dizer, eu não desconfiava de quem era.
Enquanto segue para a Centena, Jorg precisa manter-se vivo, o que é bem complicado, visto a quantidade de inimigos que ele tem. Mas sua preocupação também está em manter as pessoas que ama a salvo. Sim amigos, Jorg sabe amar. Ele tenta provar que as profecias são falsas, e mesmo não tendo total noção, ele está procurando sua própria redenção.
Daquele menino indefeso que foi deixado nos espinhos para morrer, até a caminhada para ser o Imperador (será que ele consegue?), temos todo o amadurecimento de um personagem totalmente contraditório.
Conheço um homem que está tentando, respondi. E se eu não tivesse aprendido, então sim, eu salvaria todas elas. Sem meias medidas. Algumas coisas não podem ser cortadas ao meio. Não se pode amar alguém pela metade. Não se pode trair ou mentir assim.
Jorg foi um personagem que me surpreendeu desde o primeiro volume. Fiquei passada com a frieza e maldade dele. Ele não exitava em matar, mas de alguma forma, que não sei explicar, o autor conseguiu que eu simpatizasse com Jorg. No segundo livro minha admiração por ele aumentou, até por conta do lado mais humano dele apresentado pelo autor. Não que ele tenha virado um anjo, longe disso... Mas há de se destacar a força de vontade de Jorg.
A vida pode arrancar o que é vital a um homem, surrupiar um pedaço de cada vez, deixando-o de mãos vazias e a míngua ao longo dos anos. Todo homem tem seus espinhos, não os que saem dele, mas os que estão dentro dele, profundos como os ossos.
O final foi algo que eu confesso, não esperava. Me pegou totalmente desprevenida. Uma série onde o personagem principal é um assassino frio, disposto a tudo para chegar onde deseja, mas que ao longo de sua caminhada, percebe que afinal, nem tudo ele deseja sacrificar.
Quem tiver oportunidade não deve deixar de conhecer Jorg, e não se espante se você também começar a torcer por ele.
Sobre a parte gráfica, não tenho muito a dizer além de uma pequena palavra: Darkside!


Este mapa foi retirado da internet pois achei que ficaria melhor visualizado do que se tirasse uma foto dele.
Perdeu as outras resenhas da Trilogia? Então clique abaixo e confira:
Esta resenha faz parte do meu Desafio Literário Gutenberg  no item "Um gênero fantasia". e que quiser ler as outras resenhas do desafio, basta clicar na imagem abaixo:

30 comentários:

  1. Rose, eu de verdade não sou chegada muito nesses enredos, no momento não leria
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não faz seu gênero mesmo Thaila.
      Bjs

      Excluir
  2. Olá Rose, eu sou chegado em enredos mais trabalhados, obras de fantasia que abordam política, guerra e aspectos sociais. É interessante acompanhar a escalada de Jorg ao poder durante a trilogia, que por sinal é muito envolvente. Gosto desse lado sanguinário e assassino dele. A edição está caprichada, a Darkside está de parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yvens, gostei muito desta trilogia.
      Bjs

      Excluir
  3. Oi, Rose!
    É... Algumas vezes acontece de a gente gostar dos personagens malvados, vai entender né.
    Não me senti tão atraída para ler os livros, infelizmente.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thamiris, fiquei chocada com o Jorg no primeiro livro.
      Bjs

      Excluir
  4. Olá Rose!
    a DarkSide tem investido muito bem nos acabamentos das suas obras, e apesar da temática e a sinopse ser interessante, não é um livro que tenho muito o costume de leitura. Geralmente demoro muito pra finalizar esses tipos de leitura, pois em muitas passagens são bem cansativas.
    Mas vou anotar sua dica pra quem sabe mais a frente não dar uma oportunidade!
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, tem uns pedaços mais lentos mesmo, principalmente neste volume.
      Bjs

      Excluir
  5. Oi Rose
    Adorei sua resenha!
    Não li esta trilogia, mas sou muito fã dos livros da DarkSide!!Eles arrasam! Muito capricho.
    Não sei vc, mas eu sempre acho que as altas expectativas atrapalham as leituras.
    Fiquei curiosa e vou colocar estes livros na minha lista.
    Adorei as fotos e amo um bom desafio literário
    Bjs, querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes atrapalham mesmo, mas aqui acho que vou a distância de leitura entre o segundo livro e este. Até demorei para fazer a resenha.
      Bjs

      Excluir
  6. olá, Rose. :D
    Não duvido que seja uma leitura impressionante, apesar do ritmo um pouco mais lento desse terceiro volume...confesso que esse personagem sanguinário me deixou curiosa... em como sua personalidade foi desenvolvida na história...
    se tiver chance, lerei... a Dark publica livros incríveis..
    bjs ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria, Jorg foi um personagem bem diferente dos que já vi por aí. Vale a pena ler sim.
      Bjs

      Excluir
  7. Eu estou louca por esse livro, desde que vi ele me interessa e eu tenho certeza que a leitura não é menos do que impressionante. Acho a capa linda, a diagramação me parece estar maravilhosa também e a trama é muito intrigante, espero ler em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. espero que leia Beatriz, sem dúvida vale a pena.
      Bjs

      Excluir
  8. Eu estou namorando essa trilogia faz um tempo e não vejo a hora de começar ler.
    Embora a resenha seja do último livro, deu pra pegar um pouco de como é a história - que parece demais!
    E cara, Darkside sempre arrasa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, sim a parte gráfica não há o que se reclamar.
      Bjs

      Excluir
  9. Rose!
    que livro grande, mas pelo visto, as maldades são tantas do protagonista, que nem percebemos passar, né?
    Bom ver uma trilogia chegar ao fim e trazer o inusitado para o final.
    “Não basta conquistar a sabedoria, é preciso usá-la.” (Cícero)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vou dizer que são maldade Rudy.
      Bjs

      Excluir
  10. Olá, tudo bem?
    Ainda não comecei a ler os livros dessa trilogia, mas estou bastante ansiosa.
    Confesso que, a princípio, o que chamou minha atenção foi a capa e a edição maravilhosa, mas depois que li a sinopse percebi que deve ser um ótimo livro de fantasia.
    Gostei de saber que o final é surpreendente e que você gostou da leitura. É bom quando uma série é encerrada com um bom desfecho. Fiquei ainda mais animada para ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi maria, sim, é ótimo quando o autor encerra bem sua história.
      Bjs

      Excluir
  11. Olá tudo bem?
    Até hoje nunca li livros desse gêneros e esse me chamou bastante atenção. A edição está bem caprichada e a editora fez um ótimo trabalho!
    Outra coisa que me chamou atenção foi você ter dito que o final era surpreendente, pois adoro finais assim, inesperados. Acho que é como se fosse uma compensação ao leitor por ter lido toda a obra. Fiquei bem curiosa com essa leitura.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma compensação e tanto Camila.
      Bjs

      Excluir
  12. Oi, tudo bem?
    Nunca tive muita vontade de ler a trilogia, mas essa edição está linda demais!
    O Jorg me parece um personagem que evoluiu bastante desde o primeiro livro, isso é bem legal!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angélica, não só ele evolui, como nós os leitores vamos conhecendo-o melhor.
      Bjs

      Excluir
  13. Olá!
    Esta é uma trilogia que eu venho namorando há um tempo por causa da edição lindíssima, sou apaixonada por esta edição super caprichada.
    O que estava me distanciando desta trilogia era o receio de não ter tido boas sequência, acho que peguei tantas histórias que foram divididas e não deram certo, que agora fico com um pé atrás. MAAAAAS agora, depois de ver que você foi surpreendida com o final, fiquei motivada a finalmente me deixar envolver por esta história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê, tem enredos que também fico com este receio, mas não tive este medo nesta trilogia.
      Bjs

      Excluir
  14. Oie, tudo bem? Eu não conhecia a trilogia ainda e fiquei muito curiosa, um personagem intimidador. Fiquei curiosa pelo desafio gutenberg também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jorg é um personagem bem diferente. O desafio é fácil, participa!
      Bjs

      Excluir
  15. Olá Rose, nunca me interessei em ler esse livro, mas saber mais sobre ele e como ele se desenvolve, se tornou um grande pretendente a leitura. Quem sabe em possa ler. bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, acho sinceramente que vale a pena dar uma chance.
      Bjs

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.