#Resenha No Escuro

Sabe aquele livro que você fica cativo desde o início? Onde suas emoções ficam a flor da pele? Se você gosta de livros assim, precisa ler imediatamente No Escuro! Quer saber por quê? Vem que vou conta tudo...
No Escuro - Elizabeth Haynes
333 páginas - Editora Intrínseca
O livro é narrado pela própria personagem Catherine (Cathy) em dois tempos distintos. Temos a Cathy atual e a Cathy de quatro anos atrás com as narrativas correndo simultaneamente. É através desta alternância entre passado e futuro que vamos conhecendo melhor tanto o enredo, como a própria Cathy.
Cathy é uma moça muito bonita que só tem a ela mesma e as suas amigas de farras. Dia sim e outro também, elas costumam aproveitar o máximo a vida, ou pelo menos o que elas acham que seja aproveitar a vida... Andando de pub em pub, as garotas costumam beber até cair e na sequência levam para cama quem encontram no caminho. Esta atitude autodestrutiva deu uma pausa quando Cathy conheceu Lee, um lindo deus grego que fazia bico de segurança em um dos pub que elas frequentavam.
Os dois engataram um namoro sério que bem poderia se transformar em conto de fadas Na verdade, sob os olhos de todos, e principalmente das "amigas" de Cathy, era um conto de fadas... Mas a verdade é que a vida de Cathy se transformou em um verdadeiro inferno. 
De início Cathy não queria largar a vida de balada que levava, mas aos poucos, ela foi perdendo o controle de sua própria vida. Lee mostrou-se um homem ciumento, possessivo, controlador e violento, além de cheio de mistérios. Ela nem mesmo sabia qual era a real profissão dele. Com o tempo, ela passou a sentir medo da própria sombra, sem ter provas ou ao menos como explicar direito os motivos para tal temor.
Sempre achei que mulheres que continuavam levando adiante um relacionamento violento e abusivo só podiam ser umas idiotas, Afinal, em algum momento elas deveriam ter percebido que as coisas tinham saído errado e que, de repente, haviam passado a sentir medo do parceiro.
Cathy chegou em um estado em que sabia que sua única chance seria fugir, pois se ficasse acabaria sendo morta. Ela só teria uma chance, pois se fracassasse, as consequências eram aterrorizantes. Esta meus amigos, é a história de Cathy quatro anos atrás.
Hoje Cathy está longe da mulher baladeira de outrora. Ela trás em si marcas profundas de um passado que ela gostaria de esquecer. Cathy tem TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) e sofre de ansiedade e Síndrome do Pânico. Não possui amigos e mora sozinha em um apartamento pequeno próximo do trabalho. 
Sua vida é simples e exaustivamente monótona. Qualquer coisa que saia um pouco de sua rotina gera uma série de problemas. Ela se agarra a fiapos de normalidade.
Será que algum dia eu iria conseguir relaxar outra vez?
É desta forma que ela conhece seu novo vizinho. Stuart é psicólogo e tem uns horários bem incomuns. Aos poucos ele vai vencendo as barreiras que Cathy costuma levantar. Ele é uma das raras pessoas que a deixam segura, o que não impede que ela tenha alguns surtos na frente dele.
É por incentivo dele que ela começa a procurar tratamento especializado e pequenas medidas que a ajudam a diminuir suas "tensões e manias". Lentamente ela percebe que pode voltar a ter controle sobre sua vida. 
A atração entre os dois é visível, mas ela sabe que tem um longo caminho a percorrer, assim como sabe que Stuart é o homem que ela quer no final deste caminho.
É então que o passado volta em carne e osso e em todas as sutilezas que a levaram a loucura. Só que desta vez ela está mais forte, já sabe identificar as pistas e tem ao seu lado Stuart, um homem que a ama e que acima de tudo, acredita nela. Conta ainda a seu favor a policial encarregada de seu caso que mesmo de mãos atadas, não deixa Cathy desamparada.
Apesar disso, tem batalhas que são apenas nossas, e Cathy está neste momento. Ela precisa lutar por sua vida mais uma vez, e principalmente pela vida de Stuart, um homem íntegro e inocente que pode ser mais uma vítima de um passado que se nega a ir embora.
De que adiantaria correr, afinal de contas? Não tinha funcionado da última vez, e tampouco funcionaria agora. Eu teria que ficar. Teria que ficar e me preparar para lutar.
Fantástico e sensacional são algumas das palavras que posso usar para definir este livro.
Como disse, é Cathy quem conta sua história, alternando passado e presente, ou seja, os capítulos vão se alternando sucessivamente entre um e outro. O pior disso, é que você vai sentindo o clímax crescendo, tanto no passado, como no presente. Você sabe que vai dar merda em ambos os casos. Você imagina, mas não sabe o que de fato aconteceu com Cathy e sua fuga no passado, mas conhece as consequências, e como elas não são nada boas, sofre por antecipação e medo do que vai descobrir.
Junto a isso, sofre o dobro pois sabe que este confronto vai se repetir, e que desta vez pode ser o último. Sentiram o drama e a tensão? Pois acredite, você sente!
A autora te deixa tão perto de Cathy que você enlouquece junto com ela. É aterrorizante, mas você nem pensa em largar a leitura. O livro tem cenas impactantes de violência física e estupro, mas todas estão coerentes e de acordo com o enredo. Não que qualquer tipo de violência tenha alguma coerência...
O final é simplesmente pho**!!!! E antes de terminar eu queria dizer apenas mais quatro coisas:
1º Eu odiei a Cathy do passado, em compensação a do presente eu queria colocar no colo e proteger.
2º Acreditem, a melhor amiga de Cathy conseguiu ser pior que o Lee, e eu não sei se seria tão boa com ela como Cathy foi.
3º Stuart é apaixonante!
4º Leiam já!!!!!!
Este livro foi mais uma leitura realizada através do Clube do Livro que eu participo.

24 comentários:

  1. você comentou tão bem da história que deu vontade de ler também, que quero um exemplar pra mim kkk
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este livro é muito bom, não tem como falar mal.
      Bjs Rose

      Excluir
  2. Oi!!


    Já li outras resenhas sobre esse livro e o fato da Cathy tentar vencer suas manias e mesmo doenças psicológicas como o TOC, ansiedade e síndrome do pânico é motivador. O que não me agradou foi saber que existe uma alternância entre passado e futuro, acho que se o autor não souber trabalhar bem isso fica bem complicado de ler. Enfim, obrigada pela dica. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em relação a isso, fique tranquila, foi muito bem feito a alternância.
      Bjs Rose

      Excluir
  3. Não conhecia este livro mas fiquei com vontade de ler, gostei muito da sua resenha.
    Obrigada pela dica!
    http://livrosepapel.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Oiii Rose tudo bem?
    Menina eu tenho tanta vontade de ler esse livro que vocÊ nem imagina, tenho o folheto dele e desde então sempre esteve entre os meus desejados, fiquei encantada com a sua resenha e só imagino tudo o que a personagem tenha passado, dica anotada linda.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Morgs leia, o livro é excelente.
      Bjs Rose

      Excluir
  5. Nossa, eu não conhecia o livro mas fiquei totalmente interessada. Achei a premissa viciante e com certeza é um livro que eu ficaria grudada e que a leitura me agradaria. Adorei a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você fica grudada mesmo Beatriz. Leia sem falta
      Bjs Rose

      Excluir
  6. Só leio elogios a esse livro e a série em que faz parte. Estou aos poucos voltando a ler suspense e pode deixar que esse já faz parte da lista de próximas leituras. Amei saber que tudo tem um porquê e fica bem amarradinho no final. Valeu pela dica de leitura.

    Leituras vida e paixões

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, leia sim, o livro é ótimo, e para você que está voltando ao gênero, uma leitura e tanto.
      Bjs Rose

      Excluir
  7. Achei bem interessante a história. Ainda não conhecia o livro e com certeza é uma leitura que faria. A Cathy do passado também não prendeu a minha atenção, já a do presente, me fez querer saber mais.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil gostar da Cathy do passado. Mesmo assim o livro é ótimo.
      Bjs Rose

      Excluir
  8. me indicaram esse livro tem um tempo já, mas até hoje nao pintou chance de ler... espero ficar impactada na história como você ficou tbm... gosto do gênero e faz tempo que nao leio algo que me deixe em suspenso'...
    bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria, acho difícil você não gostar. É tenso do início ao fim.
      Bjs, Rose

      Excluir
  9. Um amigo escritor leu esse livro e disse que eu iria amar. Ele disse a mesma coisa que você, exatamente desse jeito, que ficou com as emoções à flor da pele. Não nego que o que mais me chamou atenção foi isto “o clímax crescendo, tanto no passado, como no presente”, pois é como se o livro tivesse dois momentos de clímax.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lilian, posso dizer que é mais ou menos isso mesmo, dois climax em momentos distintos de tempo.
      Bjs, Rose

      Excluir
  10. Olá, tudo bem? Adorei as suas reações HAHAHAH Confesso que não é um livro que entra nos meus gêneros favoritos, mas quem sabe futuramente eu possa me animar? Adorei mesmo sua empolgação e ela contagiou hahahah ótima resenha <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi carool, é que o livro é bom demais para não se contagiar :)
      Bjs, rose

      Excluir
  11. Rose!
    Já gostei de ver que a narrativa é passado e presente e saber que o vizinho é um psicólogo que vai ajudá-la a se fortificar, torna o livro mais interessante.
    “A amizade, depois da sabedoria, é a mais bela dádiva feita aos homens.” (François La Rochefoucauld)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy, tudo neste livro é interessante, vale e muito a pena.
      Bjs, Rose

      Excluir
  12. Olá Rose, muito interessante essa resenha. Fiquei curiosa para saber o que se passa com Cathy, e parece que a autora trabalha bem a consistência da história. Bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani, a história é ótima, sem furos e super consistente.
      Bjs, Rose

      Excluir

Olá meu amigo, deixe sua opinião, ela é sempre bem vinda. Obrigada por visitar o blog.