Take 10 e Gravando – E eles roubam a cena...

Com o mês de agosto chegando vamos nos despedindo das férias, e também da época de maior lançamento de desenhos. Como queria trazer um pouco de diversão para esse post ao nos despedirmos de julho quero comentar um aspecto que pode parecer detalhe em um desenho, mas se bem trabalhado pode roubar a cena: o coadjuvante

Neste mês tivemos um grande exemplo de como o coadjuvante pode ganhar espaço nessa vertente com o lançamento do filme dos Minions, antes personagens engraçados que integravam a franquia Meu Malvado Favorito eles conquistaram tanto espaço e fama que acabaram protagonizando uma animação só para contar sua história.

Hoje vou trazer para vocês alguns desses coadjuvantes que nem sempre ganharam filmes próprios, mas que são tão lembrados quanto o personagem principal, tendo em mente que no post de hoje vou focar nos personagens não-humanos (só por ser mais divertido, depois em outro post posso comentar dos coadjuvantes humanos).
1) Ainda comentando sobre aqueles que conseguiram um espaço tão grande que não couberam mais em suas franquias e tiveram que ganhar o próprio filme, vou falar daquele quarteto de pinguins que integravam a grande fauna do filme Madagascar, mas se destacaram, ganharam desenho animado e até um longa. Como não se envolver com o serviço de agentes secretos super eficiente de Capitão, Kowalski, Rico e Recruta, posso dizer que não prestava tanta atenção neles, mas quando vi o último filme eu adorei, e agora eu quero um Recruta pra mim.
2) Olaf, o que dizer sobre Olaf?? O filme Frozen tratava do relacionamento das irmãs Elza e Ana, mas o boneco de neve Olaf rouba a cena em tantos momentos que é impossível relegar ele como apenas coadjuvante, afinal quem não quer um abraço quentinho ??
3) O gato e o burro. O desenho conta a história de um Ogro tendo várias referências a contos de fadas e piadas, em meio a tudo isso dois coadjuvantes se destacaram, o primeiro foi o Burro, que acompanhava Sherek desde o começo e era responsável por vários momentos engraçados, depois foi o Gato de Botas, que com seus olhinhos pidões ganhou nosso coração.
4) Dory, nossa peixinha que mesmo com graves problemas de memória acompanhou o pequeno Nemo em suas aventuras e que nos ensinou que é só continuar a nadar para achar a solução.
5) Ainda nos mantendo nos seres do mar quero comentar sobre Linguado e Sebastião, com duas personalidades bem diferentes, um inocente e outro ranzinza, eles ajudaram a Ariel em sua jornada para conquistar o príncipe, sofrendo até o risco de parar na panela.
6) Continuando na vibe dos desenhos clássicos como não lembrar de Timão e Pumba, afinal quem poderia esperar que um suricato e um javali poderiam criar um leão, ajudar a derrubar um reinado de opressão e ainda deixar um ensinamento que é repetido até hoje: “Os seus problemas você deve esquecer, isso é viver, é aprender, Hakuna Matata”.
7) E saindo da África e indo pra China também quero lembrar de Mushu e o Grilo da Sorte, que ajudaram Mulan em sua nobre missão de se disfarçar de homem e ir para o exército para salvar a vida de seu pai. E mesmo sendo um pequeno dragão, Mushu ainda tinha muito poder, nem que seja para pedir a desonra, “Desonra para toda tua família, desonra para tu, desonra para tua vaca...”
Eu poderia citar ainda vários nessa lista, mas na verdade queria manter com esse post um pouquinho do gosto de infância, de ser criança, de gostar das férias e de adorar esses personagens que nos encantam tanto. E vocês tem algum desses coadjuvantes que marcaram tanto quanto os personagens principais ???

a Rafflecopter giveaway

Take 10 e Gravando – E eles roubam a cena...

Com o mês de agosto chegando vamos nos despedindo das férias, e também da época de maior lançamento de desenhos. Como queria trazer um pouco de diversão para esse post ao nos despedirmos de julho quero comentar um aspecto que pode parecer detalhe em um desenho, mas se bem trabalhado pode roubar a cena: o coadjuvante

Neste mês tivemos um grande exemplo de como o coadjuvante pode ganhar espaço nessa vertente com o lançamento do filme dos Minions, antes personagens engraçados que integravam a franquia Meu Malvado Favorito eles conquistaram tanto espaço e fama que acabaram protagonizando uma animação só para contar sua história.

Hoje vou trazer para vocês alguns desses coadjuvantes que nem sempre ganharam filmes próprios, mas que são tão lembrados quanto o personagem principal, tendo em mente que no post de hoje vou focar nos personagens não-humanos (só por ser mais divertido, depois em outro post posso comentar dos coadjuvantes humanos).
1) Ainda comentando sobre aqueles que conseguiram um espaço tão grande que não couberam mais em suas franquias e tiveram que ganhar o próprio filme, vou falar daquele quarteto de pinguins que integravam a grande fauna do filme Madagascar, mas se destacaram, ganharam desenho animado e até um longa. Como não se envolver com o serviço de agentes secretos super eficiente de Capitão, Kowalski, Rico e Recruta, posso dizer que não prestava tanta atenção neles, mas quando vi o último filme eu adorei, e agora eu quero um Recruta pra mim.
2) Olaf, o que dizer sobre Olaf?? O filme Frozen tratava do relacionamento das irmãs Elza e Ana, mas o boneco de neve Olaf rouba a cena em tantos momentos que é impossível relegar ele como apenas coadjuvante, afinal quem não quer um abraço quentinho ??
3) O gato e o burro. O desenho conta a história de um Ogro tendo várias referências a contos de fadas e piadas, em meio a tudo isso dois coadjuvantes se destacaram, o primeiro foi o Burro, que acompanhava Sherek desde o começo e era responsável por vários momentos engraçados, depois foi o Gato de Botas, que com seus olhinhos pidões ganhou nosso coração.
4) Dory, nossa peixinha que mesmo com graves problemas de memória acompanhou o pequeno Nemo em suas aventuras e que nos ensinou que é só continuar a nadar para achar a solução.
5) Ainda nos mantendo nos seres do mar quero comentar sobre Linguado e Sebastião, com duas personalidades bem diferentes, um inocente e outro ranzinza, eles ajudaram a Ariel em sua jornada para conquistar o príncipe, sofrendo até o risco de parar na panela.
6) Continuando na vibe dos desenhos clássicos como não lembrar de Timão e Pumba, afinal quem poderia esperar que um suricato e um javali poderiam criar um leão, ajudar a derrubar um reinado de opressão e ainda deixar um ensinamento que é repetido até hoje: “Os seus problemas você deve esquecer, isso é viver, é aprender, Hakuna Matata”.
7) E saindo da África e indo pra China também quero lembrar de Mushu e o Grilo da Sorte, que ajudaram Mulan em sua nobre missão de se disfarçar de homem e ir para o exército para salvar a vida de seu pai. E mesmo sendo um pequeno dragão, Mushu ainda tinha muito poder, nem que seja para pedir a desonra, “Desonra para toda tua família, desonra para tu, desonra para tua vaca...”
Eu poderia citar ainda vários nessa lista, mas na verdade queria manter com esse post um pouquinho do gosto de infância, de ser criança, de gostar das férias e de adorar esses personagens que nos encantam tanto. E vocês tem algum desses coadjuvantes que marcaram tanto quanto os personagens principais ???

a Rafflecopter giveaway

Editoras Parceiras